Friday, October 08, 2010

temos pena...mas se tens fome vai trabalhar!

Deputado pede jantar na cantina


"Se abrissem a cantina da Assembleia da República à noite, eu ia lá jantar. Eu e muitos outros deputados da província. Quase não temos dinheiro para comer", afirmou Ricardo Gonçalves ao CM, repetindo o que tinha dito na última reunião do grupo parlamentar do PS, perante as medidas de austeridade do Governo.


O deputado socialista, que aufere cerca de 3700 euros mensais, reagiu assim ao corte de 5% que será aplicado de forma progressiva na Função Pública a quem recebe mais de 1500 euros. "Tenho 60 euros de ajudas de custos por dia. Temos de pagar viagens, alojamento e comer fora. Acha que dá para tudo? Não dá", referiu Ricardo Gonçalves para argumentar a sugestão que fez de a Assembleia da República abrir a cantina à hora do jantar.
Ricardo Gonçalves admite que lançou um repto irónico aos colegas de bancada, mas afirma que o assunto é sério, e que a classe política também é muito atingida pelas medidas de austeridade. "Estamos todos a apertar o cinto, e os deputados são de longe os mais atingidos na carteira", reafirma o socialista Ricardo Gonçalves.
O deputado ousou até discutir o assunto com José Sócrates. "Até foi uma discussão muito forte. Disse-lhe que as medidas já deviam ter sido aplicadas há mais tempo e que ele tem de explicar muito bem aos portugueses porque é que as contas de 2010 ainda não estão certas". referiu Ricardo Gonçalves.


[Manuela Teixeira-CM]

ocorre me perguntar se esta criatura sabe que há quem viva com €15,80 por dia...isto se tiver a sorte de receber o salário minimo (€475) porque se receber uma pensão mínima do regime geral (€243,32)ainda pode viver com menos.e só a titulo de curiosidade, este gajo por estar sentado na AR só em ajudas de custo ganha numa semana €300,00...

nojo.

é esta gente que nos governa!

3 comments:

pink poison said...

Coitadinho dele, estou cheia de pena! Devia ter vergonha!

joão said...

Deixa lá. "A Ordem é rica e os frades são poucos...". E essa coisa de servir a Nação já era. Um gajo vai para deputado para se servir a ele (*excepção ao PCP em que a regra é ganhares o que levavas para casa na tua profissão... e o excedente é para o partido. O que bem visto vai dar no mesmo. Não te preocupes é a dividir pelos milhões que trabalham por conta de alguém e que paga os impostos... nem se dá por isso! Filhos da Puta. Eles comem tudo, eles comem tudo e não deixam nada (já dizia o Zeca). O problema realmente são os reformados e "incomportavel" valor do salário minimo. Já dei para esse peditório, hoje a politica mete-me nojo, por isso, Não Voto, e a abestenção devia valer lugares vagos na AR. Limpinho!!!

Euzinha said...

Estes gajos deviam apertar o cinto pelo menos uma vez na vida! como é que estes fdp decidem a nossa vida se não fazem a minima ideia o quanto ela é dificil!