Monday, September 20, 2010

Precisa-se de um amigo

Não precisa ser homem, basta ser humano, ter sentimentos.
Não é preciso que seja de primeira mão, nem imprescindível, que seja de segunda mão.
Não é preciso que seja puro, ou todo impuro, mas não deve ser vulgar.
Pode já ter sido enganado ( todos os amigos são enganados).
Deve sentir pena das pessoas tristes e compreender o imenso vazio dos solitários.
Deve gostar de crianças e lastimar aquelas que não puderam nascer.
Deve amar o próximo e respeitar a dor que todos levam consigo.
Tem que gostar de poesia, dos pássaros, do por do sol e do canto dos ventos.
E seu principal objetivo de ser o de ser amigo.
Precisa-se de um amigo que faça a vida valer a pena, não porque a vida é bela, mas por já se ter um amigo.
Precisa-se de um amigo que nos bata no ombro, sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo.
Precisa-se de um amigo para ter-se a consciência de que ainda se vive.

5 comments:

Eu Mesma! said...

Adorei o texto :)

agulha said...

Caramba, este(maravilhoso) texto é tãããooo antigo... e só agora o que o "descobriram"?! Um amigo, um verdadeiro amigo, daqueles amigos com que sempre sonhámos, tem de ser isso tudo... mas também estar presente, querer saber de nós... ao contrário de estar distante, "desprendido"... isso não é ser Amigo com A maiúsculo...:o(

TERESA SANTOS said...

Carlos Drummond e uma das melhores definições de Amizade.
Beijinho, Velinha.

Valéria Gomes said...

Um forte e demorado abraça, amiga!!!

Beijos de carinho!!!

R. said...

CDA é, sem dúvida, uma das maravilhas literárias da humanidade. A imagem escolhida é uma candura e a música com que nos recebe é uma delícia :)