Sunday, July 12, 2009

muito tempo em casa é no que dá

2 filmes

Spider









Londres, East End, anos 60 e 80. Spider (Bradley Hall), um rapaz muito perturbado, "vê" o pai (Gabriel Byrne) matar brutalmente a sua mãe e substituí-la por uma prostituta, Yvonne (Miranda Richardson). Convencido que eles também o querem matar, Spider elabora um plano diabólico que leva a cabo com trágicos resultados. Anos mais tarde, Spider (Ralph Fiennes) é deixado numa casa de acolhimento para doentes mentais, onde a dona, Mrs. Wilkinson (Lynn Redgrave), lhe dá pouca atenção. Sem vigilância, Spider deixa de tomar os medicamentos e começa a revisitar os fantasmas da sua infância. As suas tentativas para entender o passado, levam Spider a entrar numa espiral irreversível de loucura...

Um filme a ver por tantos daqueles que desprezam os loucos ou doentes mentais, como gostarem mais de lhes chamar, porque pior que não estar bem é não saber pedir ajuda.Pior ainda é, como em Spider, quando as memórias não correspondem necessariamente, ou sempre, à realidade mas as levamos até às ultimas consequências...a loucura.
O filme que nos leva a pensar sobre a vida, a mentira e a verdade.No fim, eu prefiro me louca assumida!


Feios, porcos e maus







Vencedor do prémio para melhor realização no Festival Cannes de 1978, FEIOS, PORCOS E MAUS é um dos melhores filmes do realizador Ettore Scola .Giacinto Mazzatella (Nino Manfredi), um ex-operário que recebeu um milhão de liras de indemnização após ter perdido um olho num acidente de trabalho, mora com a esposa, os dez filhos e vários parentes, numa barraca de um bairro degradado da periferia de Roma. Movido pelo egoísmo e pela avareza, esconde o dinheiro que recebeu do seguro e, com medo que alguém o roube, dorme abraçado a uma caçadeira obrigando os outros (mais de 20) a comer, dormir e fazer sexo na mesma divisão da barraca. A situação complica-se quando Giacinto leva para 'casa' uma prostituta e começa a gastar o dinheiro comprando-lhe presentes.

"Feios, Porcos e Maus" releva as condições degradantes da vida humana num retrato de miséria, egoísmo, mentira, promiscuidade, traição, incesto e violência. Começo por sorrir, depois rir e a certa altura dou por mim muito séria a olhar para o écran, cada vez mais séria até ao fim do filme.Tudo aquilo é nojento, desde as refeições ao aspecto da família, degradante, promíscuo, miserável.O título diz tudo, e bem.O filme é excelente.


1 CD



algumas das musicas deste cd estão a tocar aqui no Velas esta semana...


1 poema


Julgava que te tinha dito adeus,

um adeus contundente, ao deitar-me,

quando pude por fim fechar os olhos,

esquecer-me de ti, dessas argúcias,

dessa tua insistência, teu mau génio,

tua capacidade de anular-me.

Julgava que te tinha dito adeus

de todo e para sempre, mas acordo,

encontro-te de novo junto a mim,

dentro de mim, rodeias-me, a meu lado,

invades-me, afogas-me, diante

dos meus olhos, em frente à minha vida,

por sob a minha sombra, nas entranhas,

em cada golpe do meu sangue, entras

por meu nariz quando respiro, vês

pelas minhas pupilas, lanças fogo

nas palavras que minha boca diz.

E agora que faço?, como posso

desterrar-te de mim ou adaptar-me

a conviver contigo? Principie-se

por demonstrar maneiras impecáveis.

Bom dia, tristeza.

amalia bautista


16 comments:

Maria said...

Que dizer?
Deixo-te um beijo "apertadinho"...

Bom domingo.
(tou aqui.)

TERESA SANTOS said...

Olá Velinha,

O Spider já está em CD? Ando desactualizada relativamente ao circuito comercial cinematográfico.
Quero ver esse filme.
Sabes? O mundo da doença mental interessa-me particularmente, mundo pelo qual tenho um respeito imenso. Queria saber o que está por detrás de muitas situações, o que pensam as pessoas, conhecer o universo de muitos doentes, saber o que sentem. Sei que é impossível. A psiquiatria, embora com alguma evolução, continua a ser um mistério para os próprios psiquiatras.
E, Velinha, és a "louca assumida" (como te auto denominas) com maior sanidade mental que conheço.
Beijinho e bom Domingo

leonor costa said...

Bom Domingo!

HOJE E AMANHÃ

Su said...

o spider não conheço

os feios porcos e maus, é excelente em demasia, pq assim é, simplesmente

o poema.....perfeita escola , este de amalia bautista


gostei, mas gostei deste teu post


jocas maradas velas....sempre

Eu Mesma! said...

mas quanto tempo estiveste mesmo em casa?????

lol!

Teresa Queiroz said...

feios porcos e maus!!! fantástico

e Almodovar ... claro !

que bom é ter tempo :)

beijinho

Dias said...

Duas optimas escolhas cinematograficas. A 2ª é um classico e ainda por cima intemporal, um Must na vida de todos. Do 1º, o Spider, lembro ser suturno e consistente q.b. para me ter deixado a boa sensação que me permite opinar sobre as tuas escolhas.

Do CD (em promo esta semana no Velas :) vou ouvindo...

E do Poema, prefiro os teus verbos.

Beijoca de bom inicio de semana

joão said...

Que poema tão belo. Adorei.

e o Teatro... sem palavras. Ao ouvir essa canção acho sempre que já fiz muita merda na vida. E a seguir o Piensa en mi.... asi me matas chica!!!!!
Aqui fica a letra com o meu melhor castelhano.

Igual que en un escenario
Finges tu dolor barato
Tu drama no es necesario
Ya conozco ese teatro.
Mientiendo,
Que bien te queda el papel!...
Después de todo parece
que esa es tu forma de ser.
Yo confiaba cegamiente
en la fiebre de tus besos
mentiste serenamente
y el telón cayo por eso.
hummm…
Teatro.
Lo tuyo es puro teatro.
Falsedad bien ensayada.
Estudiado simulacro.
Fue tu mejor actuación
destrozar mi corazón
y hoy que me lloras de veras
recuerdo tu simulacro
Perdona que no te crea
me parece que es teatro!

Teatro,
Y acuerdate que segundo tu punto de vista
You soi la mál
Ai…
Teatro
Lo tuyo es puro teatro
falsedad bien ensayada
estudiado simulacro.
Fue tu mejor actuación
destrozar mi corazón
y hoy que me lloras de veras
recuerdo tu simulacro.
Perdona que no te crea
me parece que es teatro!

Perdona que no te crea
Lo tuyo es puro teatro.



Besos
de tuyo
joão

Apenas eu said...

Não gosto nada de dizer bom dia á tristeza...
embora ela faça parte.
desta vida.
Mas prefiro dizer bom dia Alegria, mesmo quando a alegria é um pouco menos...
Não conhecia este poema. deveras tocante.
Mas para Ti, um bom dia Alegria!
Beijo meu

Porcelain Doll said...

Eu diria... as vantagens de se estar em casa muito tempo... :)

Adorei a sugestão do primeiro filme... loucos são os que julgam loucos os outros apenas pelos seus comportamentos aparentemente insanos...

Beijinhos!

Luis Eme said...

bom dia, menina dos olhos doces...

bjs Vela

eu, do alto do meu salto said...

Nunca vi/li/ouvi nenhuma das sugestões , mas adorei o poema! Triste... mas bonito!

Beijinhos
- já tinha saudades de passar por cá :)

Sandrine said...

Ainda não vi nenhum dos dois filmes mas fiquei de olho neles :) beijinho

impulsos said...

Qualquer um dos dois deve ser bom!

Do poema também gostei, mas estou ali com o Dias...

Do que gosto mesmo, mesmo, é desta musiquinha que se ouve em fundo.

Beijo daqui

Lu.a said...

Acreditas que nunca vi o "Feios Porcos e Maus"...?

Canto da Carlota said...

Fiquei mesmo em chamas....só de passar por aqui....


beijossssssssss