Wednesday, May 14, 2008


Eu não sou eu nem sou o outro,

sou qualquer coisa de intermédio:

pilar da ponte de tédio

que vai de mim para o Outro.
Mário de Sá-Carneiro

16 comments:

A estranha said...

Que o Mário de Sá Carneiro se engana é para mim obvio... Nunca são as pontes de tédio que nos levam aos outros... Talvez as pontes da exaltação, da semelhança, da amizade, da empatia ou até do ódio e da raiva e, porque não, da própria estupidez...

Mas o tédio, esse não... Esse é o lugar da solidão!

Um enormissimo beijo para ti! A ponte que me trás aqui é a da amizade...:)

Teresa Durães said...

um poema lindo de Mário de Sá-Carneiro.

(aindo noutro dia estiv a ver o filme sobre os Joy Division)

bj

natA said...

Boa semana!

Beijo

Eric Blair said...

que é feito do blog: "pilar da ponte de tédio"?

pn said...

ó demoiselle "Pilar da Ponte", tu tem cuidadinho com esses saltos mortais à rectaguarda!

já vi um senhor de 97 anos ficar preso a uma cadeira de rodas, com uma laringite estridulosa, por mor de uma rábula dessas!

pn said...

cafeína... fixe!
onde é Lisboa?

fatima pb said...

tédio?
temos 5 sentidos. através deles podemos nos preencher e nunca viver em tédio.
(sente-se tédio significa quando se vive vazio)
nao cedas ao tédio e nao leias muito dessas coisas, pleaaaaaase
:)

muitos beijos, meus para ti!

particula-RG said...

Conheço os versos cantados pela Adriana Calcanhotto, mas não sabia de quem eram! :)
Gosto muito!

PintoRibeiro said...

Sem tempo, sem tempo mesmo vim só deixar um bjinho.

maria josé quintela said...

não sei porquê, mas lembrou-me um outro poema, de Reinaldo Ferreira:

"Mínimo sou.
Mas quando ao nada empresto
a minha elementar realidade,
o Nada é só o resto."


um beijinho.

rjl said...

:)
lindo!
KISS

Paulo said...

Identifico-me na perfeição com este poema. Sinto-me assim...

Beijoka

Su said...

sempre gostei deste excerto ou frase que identifica bem msc e todos nós..

jocas maradas de pilares

inBluesY said...

excelente

poetaeusou . . . said...

*
sou o tédio,
na ausencia,
,
conchinhas
,
*

nuvem said...

Pessoa, sempre Pessoa.

Maravilhosa escolha.

Beijinhos