Monday, November 02, 2009

coisas que gosto

Filme





José Costa é um ghost-writer, escritor especialista em escrever livros para terceiros sob a condição de permanecer anônimo. Na volta de um congresso, Costa é obrigado a fazer uma escala imprevista na cidade de Budapeste, o que desencadeará uma série de eventos envolvendo-o em uma surpreendente história. Casado com Vanda, uma famosa apresentadora de telejornais, Costa conhece Kriska em Budapeste. Com ela aprende húngaro, que segundo dizem, "é a única língua que o diabo respeita". Durante as diversas idas e vindas entre o Rio de Janeiro e Budapeste, Costa se alterna entre o seu enfeitiçamento pela língua húngara transformada em paixão por Kriska e suas raízes pessoais ancoradas no seu amor por Vanda. Baseado no famoso livro de Chico Buarque, Budapeste nos leva a uma fascinante viagem de um homem separado entre dois continentes e dividido por duas mulheres.
Gostei da mensagem…Devemos assumir quem somos e não viver atrás de personagens por nós criadas.


Frase

Eu trocaria todos os meus amanhãs por um único ontem.
[ Janis Joplin ]


Poema

visita-me enquanto não envelheço
toma estas palavras cheias de medo e surpreende-me
com teu rosto de Modigliani suicidado

tenho uma varanda ampla cheia de malvas
e o marulhar das noites povoadas de peixes voadores

ver-me antes que a bruma contamine os alicerces
as pedras nacaradas deste vulcão a lava do desejo
subindo à boca sulfurosa dos espelhos

antes que desperte em mim o grito
dalguma terna Jeanne Hébuterne a paixão
derrama-se quando tua ausência se prende às veias
prontas a esvaziarem-se do rubro ouro

perco-te no sono das marítimas paisagens
estas feridas de barro e quartzo
os olhos escancarados para a infindável água

com teu sabor de açúcar queimado em redor da noite
sonhar perto do coração que não sabe como tocar-te
[Al Berto]


Momento
Musica



10 comments:

poetaeusou . . . said...

*
grito
o marulhar dos peixes
entre voadoras marés
de um al berto sumarente,
,
parabéns em conchinhas,
,
*

just me, an ordinary girl said...

Eu gosto de ti

e gosto de rir,a gargalhada, tantas, até doer a barriga
e gosto de fazer amor
de dormir, tb gosto, muito muito
e de comer doces com café quente

E adorei esta musica da Cat Power, que nao conhecia
E adorei tb o poema, que tb nao conhecia!!!

Pronto, este dia já valeu!!

um beijo grande grande grande, para ti

Mar Arável said...

Andamos andamos


e só encontramos personagens

algumas já conhecidas

outras inventadas

tantas vezes somos nós

outras nem tanto

bJS

Pedrasnuas said...

BUDAPEST...MUITO BOM
ADOREI A MENSAGEM..."DEVEMOS ASSUMIR QUEM SOMOS E NÃO VIVER ATRÁS DE PERSONAGENS FICCIONADAS"

O POEMA :FANTÁSTICO

BJO

Seastar_ Hannanur said...

Fiquei a conhecer-te um bocadinho melhor.

Beijito

mfc said...

Gostei de todas, mas mesmo de todas, as tuas escolhas de hoje.

Dri Viaro said...

Bom dia!!
Vim conhecer seu blog, e desejar bom fds
bjsss


aguardo sua visita :)

Luis Eme said...

gostaste do livro, do filme, dos dois?

bjs Vela

Melga do Porto said...

"visita-me enquanto não envelheço
toma estas palavras cheias de medo e surpreende-me com teu rosto"... apeteceu-me repetir esta frase para a ouvir e reflectir!
Valeu a pena...
:-)

joão marinheiro said...

Estes dias comprei um livro das palavras de Al Berto, mais um para me lembrar sempre.

algumas dizem assim e dizem tanto...

"Há quanto tempo viajamos? para quê? se já não reparamos nas paisagens...Ouve-se o mar, longe daqui e eu digo:- andei tempo a mais pelas ruas...e se nos calássemos enquanto a memória se esvazia. Está tudo por acontecer.
Mesmo o sono, se vier, terá um peso de lume...não sei está tudo ainda por acontecer...
(Al berto, Degredo ao sul)

abraço de mar enquanto por cá navego