Saturday, November 28, 2009

dúvidas



sozinha


sou eu que me sinto só


ou é o mundo que me passa?


parada


sou eu que não caminho


ou é o caminho que me foge?

13 comments:

Abobrinha said...

Procura encontrar-te, que o mundo deixará de ser tão só. Nessa altura estarás acompanhada de ti e pode ser que os outros também se juntem à tua nova não-solidão.

Anima-te, moça, que tristezas não pagam dívidas. E sós todos estamos, mas alguns de nós são suficientemente lúcidos para o reconhecer. E têm que lutar contra isso.

Maria said...

Sozinha não estás. Encara a paragem como um descanso...

Um abraço amigo

Miudaaa said...

Hoje a miudaaa, sente-se assim como tu. Sim a miudaaa alegre, que ama a vida... sente-se sózinha.

Penso que são dias. São momentos. São períodos que nos oferecem, para reflectirmos sobre tudo o que nos rodeia.

Como diz Gotthold "Aprendi a conhecer-me a mim próprio, e certamente desde então nunca mais ri ou escarneci de ninguém que não fosse eu próprio"

Amanhã vai ser um dia cheio de abraços.

O meu vai cá estar.

Um Beijo da miudaaa

Mar Arável said...

Por vezes o prazer de estar só

mas nunca isolado

Tudo se move

Lídia said...

... são tempos de dúvidas mas vais ver que bem depressa encontrarás sentido para esta fase. bj

pn said...

muito bonitos, os teus chinelinhos!

Francisco said...

Velita.

São, somente, os nossos dias.

(...) Observo olhares estilhaçados que, momentaneamente, se refugiam noutros tão cansados quanto eles. Será que Deus ouve as nossas preces? Cada pessoa uma ilha, rodeada de um nevoeiro espesso que a cerca. Por vezes um movimento brusco quebra o enfado, é o fogo e o gelo num segundo, num sorriso fugaz. Uma alegria que perturba a correria, por entre os minutos empoleirados, encavalitados, de mais uma jornada. São estes os dias da solidão anunciada.

São, somente, os nosso dias.

beijo.
Francisco

Pedro Branco said...

Se um abraço fosse o suficiente, saberias que existe calor entre nós. Se um sorriso bastasse para acreditar encontrarias a paz para saber olhar. Se apenas o vento soprasse nem as flores chorariam. Se os rios quisessem eu seria margem. Mas não quero! Sabes que sou passo de uma estrada feita de mim, de ti, dele, dela, do outro, a outra...

Deixo-te um beijo carinhoso. Directamente à tua bochecha!

Melga do Porto said...

Poderia chorar contigo!
Poderia dizer-te que não estás só nessas caminhadas!
Poderia dizer o horrivel “é normal”!
Poderia te aconchegar, iludindo!
Poderiamos tanto e outro tanto fazer e dizer.
No entanto Vela… nunca te esqueças que o povo diz:
“mais vale sózinho que mal acompanhado”!
Porquê?
Porque tudo está dentro de nós…
os mundos e caminhos que neles queremos percorrer.
Vela… um dia disse quem nos criou:
“Levanta-te e anda…”
Nariz no ar Vela e bola para a frente… levanta-te e anda!
:-)

Apenas eu said...

não tenho resposta alguma.
por muito que pense não me ocorre uma frase. pois essa frase não estaria baseada em como tu estás mas em como eu me sinto quanto te leio.
por isso para ser o mais sincera possível, deixo-te um abraço bem apertadinho e digo-te estou aqui e ali no algodão doce.
Gostas de algodão doce? parece um pedaço de nuvem que se desfaz ao toque com um sabor muito próprio. por falar nisso já há muito que não sinto esse paladar...
Um beijo

g said...

Apenas a soma dos dias, creio.

joão said...

é o caminho que te foge.

boa foto.até que enfim...

Chica said...

Eu tb fico assim antes de um desafio... por um lado quero muito por outro penso "para quê que eu me meto nestas coisas". E depois corre tudo bem!