Wednesday, March 26, 2008

Lá, onde estás, não ouves.
Lá, onde estás, só podes ler sinais nos meus lábios.


Presta atenção. Mesmo os mortos, continuam a viver.

Nestes textos que te estou a ler,soletrando,deixo cair imagens.
Sim, sim, podem ler-se. Não te vou dizer quais, ou talvez, lá longe, acabe por...


[Um beijo dado mais tarde Maria Gabriela. Llansol]




Sinto me tonta.
Sinto me só.
Sinto me triste.

21 comments:

fatima said...

como eu te compreendo

deixo-te um beijo e a oferta de um pouco de companhia...

fatima pb said...

comentario anterior, é meu, desculpa-me

:)

Teresa Durães said...

sinto-me mecanizada

PavlovDoorman said...

A Menina das Velas está tonta porque está de pernas para o ar... Já ouviu falar em sangue a mais na cabeça??? Ponha-se lá direitinha... Vamos...

Beijinho Menina das Velas

P.S. Olhe faça como eu e visite os amigos, ouça boa música, pois um sorriso é sempre garantido

Ka said...

Sabes o que faço quando estou assim?
Tento concentrar-me em coisas positivas até ao dia terminar. Depois durmo oito horas de sono porque sei que no dia seguinte terei um dia novo em folha para estrear!


Deixo-te um beijinho animador!!

Ps - E não estás só, nós estamos aqui se precisares :)

Zélia said...

Também me sinto assim alguns dias, mas temos de viver e não apenas sobreviver... por isso ânimo!!!

Mateso said...

Sentes e isso é porque vives. O resto é brisa que passa. Amanhã heverá sol.
Beijo.

Sea star_ Hannanur said...

Concordo plenamente com o pavlovdoorm!
Fazes favor de levantar essa cabecita, sorrir e encarar a situação em que te encontras com o realismo que te fez tomar a decisão de estares só.Não foi o melhor ? e não estás só, tens amigos, familia e o Simão.És uma previligiada, acredita.Sabes lá tu o que é estar só no Mundo! às vezes sentimo-nos mal e refilamos sem razão.Eu também o faço e quando me recordo do que já vi, quase me apetece autoflagelar-me!!(risos)
Vá, carita alegre e se precisares, estou aqui!

beijinho Velinhas

PintoRibeiro said...

Ai Moça. Gostei, gostei mesmo.
Como ela escreveu: para viver é preciso procurar nas trevas. Nunca mais me largou. A escrita dela.
Bjinho.

Sérgio Figueiredo said...

Amiga,

Não...Não...
Não te sintas só. Não vês que estamos aqui a comentar-te. Não...Não...
Vá...Sorri, faz bem.

Lê...Escreve...deixa que os outros vejam. Continua.

Bjs

little_blue_sheep said...

:S

*

Maria said...

Como eu te entendo, Velas.
Tenho dias que sou autómato, nem me sinto....

beijo

pn said...

três sentires
tão...

Barqueira said...

Lá longe pode ser cá dentro. de nós. em amor e paz.

impulsos said...

É por isso, por te saber e te sentir assim... triste e só, que te venho dar um carinho em formato de abraço virtual.
Aceita, é genuíno!

Beijo

poetaeusou . . . said...

*
lá, onde estás,
>>>> sinto-me <<<<
,
conhinhas
,
*

melgadoporto said...

Todos nós temos dias que não merecem nome.
São dias em que tudo, só nos diz nada.
Aquele nada que tanto nos apavora.
Mas temos dias em que um nada é tudo.
Aquele tudo que tanto nos apaixona.
Alternâncias!
Não têm explicação, nem a devemos procurar.
Opinião: pousa agora Maria Gabriela Llansol por momentos.
Já deves ter ouvido que “o hoje, será o ontem de amanhã…”
por isso :-) :-) :-) :-) :-) :-) :-) :-) :-) :-) :-) :-) e até amanhã

Eric Blair said...

recomendo um maduro tinto

un dress said...

todos mais ou menos assim.

aqui.

e sim. vinho e música.

duas ou três lágrimas!!?






( abraÇo )

un dress said...

... e o poema do h helder!!:) ai...







beijO

Su said...

sinto-me

jocas maradas...sempre