Sunday, March 30, 2008

porque

eu sonho com o impossível,
eu sou a que sempre espera
a que se alegra com nadas
que o mundo ignora.
Eu
estou inevitavelmente
desamparadamente
confusa ...
por isto
ou por aquilo...
por muitas coisas.
talvez,
porque está calor...
porque choveu hoje.
porque em casa não tenho nada para fazer...
porque na rua não me apetece estar,
e porque isso nem é novidade.
porque eu não canto
porque eu não danço.
sim,
porque as vezes eu penso em cada coisa....
mas nem sempre é fácil arriscar.
na verdade existem
na minha cabeça
porquês infinitos...
ao contrário das respostas.

24 comments:

natA said...

Neste post tens um pouco de tudo e nada :)

Gostei!

Beijinho e boa semana!

Vício said...

quem é o impossível com quem tu sonhas?

fatima pb said...

Porque adorei o texto, porque amei a foto, e porque estou aprender a gostar de ti, muitos beijos meus!

kolm said...

Olá velinhas!
As tuas palavras que encaixam humanamente em abismos encantados. Há que ver cada momento e cada sensação como uma lição para andar para frente e arriscar ao perder o medo da ausência e do desconhecido. As respostas estão dentro de ti, acredita!!! A vida é curta é o que se leva é simplesmente aquilo que se vive. Arrisca!!

... afinal tens um cão linduuuuu de morrer!!! ;)
Um bj gigante do tamanho do universo!!

Ka said...

Porque...temos dias assim, não é?

Deixo beijinho e espero que tenhas uma excelente semana :)

mariazinha said...

todas as idades são a idade dos porquês.

;)
beijo*

inBluesY said...

mas sonhas.

e sonhar nem sempre é fácil, mas faz mover o mundo.

mas questionas.

Amiga, nem todos gostamos do mesmo, mas existem pessoas que conseguem contornar os problemas, e realizar sonhos, é tudo uma questão de tempo, o terrível e amargo tempo.

ele existe e temos de viver com ele, um passinho em cada dia, como tu tens conseguido dar.

bj [*]

Maria said...

Nunca se têm as respostas para todas as perguntas...
... e ainda bem. O tempo também não ajuda a decidirmos o que querenos fazer.... :)))

Beijo

Sea star_ Hannanur said...

UI!
Se tivessemos todas as respostas a todas as questões,"isto" não tinha nenhuma piada.E se deixássemos de questionar por tudo e por nada e nos limitássemos simplesmente a "viver" cada minuto que já não volta?

Aproveita a Vida, Velinhas!

Olha-te no espelho, e sorri à linda pessoa que lá vês.Tentas ?

Beijinho amiga.

E.

Luis Eme said...

A vida também é isso, dúvidas, incertezas, infinitudes...

abraço Velas

Eric Blair said...

malmequer, bem me quer

Vera Carvalho said...

Questionar faz parte da condição humana e a busca das repostas também. Certamente que encontras sempre resposta para todas elas mesmo que te pareçam não existirem...
Eu já encontrei a resposta para a beleza da tua escrita:D.

Um abraço e um beijo.

Dias said...

Existe um preço para quem está atento e questiona. Esse preço é o risco do desequilibrio que em ti não se lê, por isso continua a oferecer-nos os teus imos, que deste lado com agrado recebidos são.

Beijo

Condor said...

http://nacionalistas.wordpress.com/2008/04/01/o-bolhao-e-nosso-o-bolhao-e-do-povo/

Mab said...

Mas para avançar são muito mais importantes as dúvidas do que as respostas!

poetaeusou . . . said...

*
talvez,
sei lá . . .
,
conchinhas
,
*

Sérgio Figueiredo said...

Querida amiga,

A maneira como cativas, usando as palavras que têm o dom de embelezar os teus post´s, não deixa que a tua imagem, bonita, mostre uma pessoa desiludida, triste e cheia de porquês.

Nem sempre as perguntas têm resposta. Temos que ser nós a dar valor ás coisas entrando na aventura do desconhecido.

"Risco" não é uma palavra negra. Muitas vezes ela se enche de cor e nos dá luz. Logo...vá, Arrisca.

Beijo

Zélia said...

Acho que todos temos perguntas sem respostas... tu não estás sozinha...!!

Beijinhos :)

DelfimPeixoto said...

Saltam imagens na mente
Palavras na alma
E sei somente
Que isso me acalma

pn said...

Miiiiiiúúúúdaaa!
...guarda-te para os riscos quando tiveres 50 aninhos, guarda!!!


"Na rua não me apetece estar ao contrário das respostas"...
Vês, como sabes!!!


Exogenia, minha cara... deixa a implosão endogénica para o Pessoa! (que se auto-intitulava de histero-neurasténico)

ok, conselhos do tio paulo, que é velhinho e laparoto!

PavlovDoorman said...

E porque não sonha inevitavelmente com uma resposta que em tempos pareceu impossível, que ao ser dada a fará dançar até cair desamparada?

Beijinho Menina das Velas

P.S. arrisque, pois só quem prova o desaire sabe o que pode esperar conquistar...

Jotabê said...

..está tudo mais ou menos, estou só a passar por uma fase chata..

obrigado pela atenção

uma beijoca grande

:|

melgadoporto said...

Todos falamos em sonhar.
Quando busco opinião, nada bate certo.
O sonhar é deveras uma “impossibilidade”
Quase que matemática, pois não existem sonhares iguais.
Nem um!
Para mim sonhar é um simples “estar”.
De olhos arregalados ou fechados gosto de sonhar.
Os meus sonhos!
Sonhos, invariavelmente, sem “resposta”.
Por isso são sonhos!
Arriscar é o único caminho para os tornar realidade.
:-)

Sandra Fonseca said...

"na minha cabe�a
porqu�s infinitos...
ao contr�rio das respostas."
Gostei do modo como alinhas as plavras. Belo poema.