Wednesday, March 12, 2008

o tom

a suavidade do tempo


ou mesmo do contratempo.


mãos que dedilham,


em busca de sonoridade.


Acordes da vida,


harmonia.


música...


claves muitas,


mas quantas notas se perdem,


ao toque mais suave,


fazendo descobrir e sentir


tons que arrepiam.


Oiço,

sons


sempre em consonância com o tempo...


certo.


compassos, bemóis...
vibratos e sustenidos.


por vezes,
pausas


na dissonância


em que perco o tom.


versos em fios submersos


na ascensão


das notas dadas em tantas noites.


e

na partitura da saudade


o meu alento


é o ritmo que me embala.


busca diária

da
melodia distante


presente nos sonhos,


na musicalidade de novamente


me encontrar no tom!

24 comments:

Miudaaa said...

Que os tons da vida por ti escolhidos e/ou oferecidos, abraçem os teus profundos sentires.

A suavidade dos tons, levo comigo.

Bonitooo. Muito BOnitOOO, e eu sei que te vais encontrar no teu tom!!! Eu Sei ;-)

Zélia said...

Que bela sinfona :)

Muito beijinhos :)

Maria P. said...

O tom deve ser amarelo, sempre lindo:)

Beijinho*

Dias said...

Primeiro a estrutura da "canção" A-B-A-B-A, old school :)

Depois os conteudos, gosto bastante.

"versos em fios submersos
na ascensão
das notas dadas em tantas noites
"

Beijo

fatima pb said...

surpreendes sempre!

um beijo!

Sea star said...

" me encontrar no tom" da cor, do som? era o que eu precisava agora...

Kiss Velinhas

melgadoporto said...

Aí num cantito reparei na Lara Li
Mais ainda na sua “telepatia”.
Os “sons” só o são se assim chegarem a nós.
É pena que não os saibamos “ouvir” como devíamos.
Em cada “som” existe uma “sintonia”.
É nesse buscar de “sintonia/telepatia”, que acabamos por encontrar a nossa “cor”.
Sim! Porque temos um “som” e uma “cor” só nossas.
Gostamos de a partilhar?
Depende… da telepatia!
:)

Pedro Branco said...

Procuro o lugar que me devolva a minha voz...

Vício said...

quando li o titulo (e como era uma mulher a escrever) pensei que fosses falar do tom cruise! mas melhor assim! ficou afinadinho! ;)

poetaeusou . . . said...

*
um hino á musica,
com palavras,
que são um hino,
na telepatia . . . em musica,
,
conchinhas
,
*

Verônica Martinelli said...

Sabe que enquanto lia, eu estava escutando Elvis, Love Me Tender, e ficpu tão binito, quase uma orquestra em palavras, que buscam apenas uma melodia sincera e eterna para o peito,não....


Beijos:)

Sic Infit said...

uma melodia sem som, mas com muito ritmo!
todos procuramos encontrarmo-nos no tom novamente... e tu vais encontrá-lo certamente... sente-se no que escreves!
bjinho

elsa nyny said...

Olá!

Adorei passear-me pela tua melodia de dócil harmonia!!!

Bjtsssssssss

O Sussurrar do Corpo said...

Gostei por aqui me perder...voltarei. Beijo

Vera Carvalho said...

A musicalidade do teu sentir vibra nas palavras que tocas e nos versos que compões!
Desejo que os acordes
da tua vida
sejam sempre
harmonia.

Um abraço velinhas.

Joanne said...

encontrar o tom =D

Dark-me said...

A busca é constante
Deixa-te embalar
Deixa-te sentir
Um dia chegarás lá!... :)

Magnifico

Dark kiss

Maria Laura said...

No teu poema existe ritmo e melodia. Uma bela e doce música.

chica said...

Olá!
Só para dizer que voltei a estas lides depois de "ter ido com os porcos"!
Obrigada pela preocupação e pelo comentário no ideias desalinhadas!

beijinhos e bom fds

Chiquita - www.chicaesperta.blogspot.com

PS:E muito Obrigada ao Miguel por ter-se preocupado! Já mandei mail ao blogger e espero a resposta!bjs

tufa tau said...

um melodia em meados de março
a anunciar a primavera

Paulo said...

Todos nos procuramos uma melodia...

E apesar de andarmos sempre com uma melodia, nunca sabemos qual é a perfeita...

beijo

Lu.a said...

Boa semana! :)

pn said...

mas... que polifónica sinfonia!

nuvem said...

Conseguiste fazer música com simples palavras :) Muito bonito.

Beijinhos