Wednesday, February 18, 2009

arrumação de sentimentos demasiado confusos

sou difícil.se fosse um peixe seria uma raia.escorregadia e sempre a correr.sou complicada.pergunto me muito.
estranhamente hoje sinto me calma.apesar de não me consigo achar, pensar e acreditar em quase nada. tenho pouco materialmente.no peito, tenho sentimentos.é sempre difícil sentir.
deitada no sofá de forro vermelho, olho para dentro de mim e digo tudo o que sinto. e respondo:mas é isso que sentes??
eu que me achava incapaz de sentir. e hoje finalmente sinto. é bom nem sempre sentir o mesmo.não sentir nada, estar longe e não sentir saudade. poder estar com outra pessoa e não me sentir a apenas mais uma. já vivi assim...e até parecia que gostava de não ser ningúem para o outro alguém.
quero deixar de viver sem um arame farpado a rasgar o meu coração.
gostava de saber ser assim...descomplicada. apenas ver ou saber de coisas e não me entristecer, não viver os meus sofrimentos e os dos outros.sem me sentir egoista.
penso muito e nem sempre o mais certo.sou muito racional.às vezes uma voz de dentro de mim grita:mas porquê que és assim??descontrai!!!
a minha vontade hoje é acabar com a racionalidade, porque eu também gosto de atenção. de saber que os outros se importam comigo. e não são raras as vezes mas muitas...
mas também sei que neste momento é demais ter duas pessoas. talvez porque eu ainda não saiba lidar com ao menos uma delas.EU.

22 comments:

Vekiki said...

Compreendo-te. Bem demais. Já para não falar da frase com que acabas o post..."a broken heart..."

vício said...

desculpa que te diga, mas sabias que o final do primeiro paragrafo fez-me lembrar a Floribela?

su said...

Hoje gostava de estar assim: gelidamente calma.

Roderick said...

Tens de resolver isso com o teu eu primeiro para avançares...

Teresa Durães said...

também tenho muito mau feitio mas... paciência!

Baila sem peso said...

verdade que não é muito eficaz concertar um espelho partido...
mas um coração que seja capaz
consegue unir-se em novo colorido...

e eu acredito, que esse teu
tem apenas um pedacinho de ais
que precisa ser acolhido
com a ternura de outros mais :)

e fui louca o suficiente?

Eu mesma! said...

talvez uma das frases melhores que alguma vez li....

e é efectivamente verdade... mais vale estarmos quietos do que tentarmos arranjar algo já por si quebrado....

gostei...
e só por isso...

desafio do meu lado!
aparece por lá!

Jinhos

Bruxinha said...

"...quero deixar de viver sem um arame farpado a rasgar o meu coração..."

Eu também queria, mas também eu sou muito complicada, nem a mim me entendo :(

Força
Beijokas

Pjsoueu said...

Sabes? penso que todos, de algum modo temos os "nossos arames". Mas, sim..mas, há sempre a oportunidade de romper as "ataduras" e seguir com um coração novo: - Livre.

Há sempre o momento de dizer: Hoje é o dia da minha libertação.faz a tua revolução dos cravos...e sê feliz, porque a felicidade está dentro de ti....e nunca ao contrário:)

Se eu estiver errado, depois de experimentares, manda.me a conta ou manda.me executar:)

beijinhos...

Ps. Gostei imenso de sentir a tua humanidade.

Pj

pn said...

um ciclóstomo é peixe?
ou ave marítima?

Carracinha Linda! said...

É fácil identificar-me contigo... As perguntas, os sentimentos confusos, o lado racional...

Espero que consigas arrumar tudo no devido lugar e assim poderes resolver os problemas com o teu EU e assim seguires em frente, calma e descontraída.

Beijoca grande

maripoza said...

adorei o texto... e identifico-me em grande parte do que dizes...

aproveitando o "embalo" tens um desafio na minah crisálida :)

1 beijo esvoaçante

mfc said...

Somo s difíceis e sobretudo para nós próprios.
Sarte dizia... "O Inferno não são os outros", e tinha toda a razão.

Luis Eme said...

se quiseres, isso com o tempo passa...

bjs Velas

Me Hate said...

Compreendo bem demais esse sentimento ("não sentir nada, estar longe e não sentir saudade.)... estou a tentar livrar-me dele quanto antes!

Su said...

jocas maradas de gritossssssssssss

Apenas eu said...

Fantástico Vela. termos a noção do sentir, seja o que for, já é meio caminho andado...não todo... porque as perguntas mantêm-se (falo por mim).
Aprende primeiro a lidar contigo mesma, depois com os outros é fácil.
Todos nós precisamos de carinho, amor e tranquilidade, mas isso era uma relação perfeita.
Coisa que eu também não tenho, mas penso que é na escalada dessa busca que encontro momentos muito felizes.
Hoje "postei" uma música de Maria Bethânia, que acho que tem muito a ver com o que escreveste, passa no Vidas.

Um coração partido é como um espelho partido... mais vale deixar como está... um dia compras outro espelho.

Ainda hoje falava com um Amigo e dizia-lhe que tinha a noção verdadeira de que me faltava uma peça, aquela que nos faz acreditar... por isso me julgo bastante complicada, por isso vim ouvir música e gostei do que postei.
Espero que gostes também.

Beijos com muito carinho meu.

Rally said...

Obrigada pelo abraço...obrigada mesmo!!! Um beijinho grande e obrigada pelas suas visitas e palavras... Volte sempre.

Mlee said...

Sabes, às vezes venho aqui e sinto-te tão de coração apertado que fico sem palavras para comentar...

Não sentir nada, nunca é coisa boa é o sono, o vazio.
Sentir e doer é meio caminho andado para aceitar e seguir, começar a reivindicar atenção e carinho e o lugar que merecemos é assim um pre-despertar para o facto de que esta vidinha é preciosa de mais e que há que guarda-la no que aprendemos e continuar porque vem aí muito mais ...

um beijo

Pedrasnuas said...

É complicado lidar com uma dupla dentro de nós!!!!!!A qual deves dar ouvidos????
É provavelmente isso que te faz falta!Escutares apenas uma voz!!!!!!

Beijo

nOgS said...

Ficou-me a passear nas veias este texto.
BeijOOO

Dias said...

O Mar também não sabe lidar com a Rocha, e são perfeitos.

O sentimento de exclusividade, ser unico em algo ou para algo, é rarissimo!
Enche-nos a imaginação do Ego a ponto tal que com menos que isso deixamos de ser felizes.

É pena, mas a vida não tem mais do que isto para nos oferecer. Poderia ter, mas não tem!

Thats all folks...

Abraço apertado