Monday, June 29, 2009

...destinos...

não respiro.
suspendo.
ouço sons
não os entendo
parecem lamacentos
como lamentos que não pretendo.
olho
levantando o olhar,
sim sou capaz.
ainda.
quero ver o que ainda não sei
uma luz brilhante e aconchegante
mas apenas giram no céu nuvens de chumbo.
a inércia
paralisa me o corpo mas principamente a alma.
sinto me tão cansada.
quero movimentar me mas não tenho forças
fraquejo eu
e a vontade.
só os dias passam
a dor permanece imóvel ao meu redor.
parecem tantos caminhos
sem mapa mas com muita inquietude
incerteza.
a cabeça não para.solta de palavras e ideias.
tristes.ou menos alegres.
o porto do agora
não é destino mas sim passagem.

Eis a nossa sina:esquecer para ter passado

mentir para ter destino.

Mia Couto

15 comments:

Inês e Mafalda said...

gostei ;) beijinhos

Eu Mesma! said...

Eis um pensamento muito verdadeiro....

esquecer para ter passado ...
mentir para ter destino

Bom dia!

mjf said...

Olá!
A inercia que sentimos tem de ser vencida...segundo a segundo... Gostei da citação de Mia Couto...

Boa semana

Beijocas

Bruxinha said...

Esta citação de Mia Couto está realmente fenomenal e verdadeira ;)

Jinhos

vício said...

será a imobilidade da dor se mantém se te afastares dela?
talvez devesses experimentar...

Pedrasnuas said...

MIÚDA...ÀS VEZES QUANDO TUDO PARECE NEGRO ,PRECISAMOS REUNIR ESFORÇOS NO SENTIDO DE CONTRADIZER ESSAS FORÇAS NEGATIVAS...
PENSA POSITIVO...ATRAI O QUE TE FAZ BEM... SE TE AJUDA DEIXA POR CÁ ESSES FANTASMINHAS QUE SÓ ATRAPALHAM A VIDA...RODEIA-TE DE PESSOAS ALEGRES,AREJADAS...

UM BEIJINHO MEU E DEPOIS DA TEMPESTADE VEM A BONANÇA...

Teresa Durães said...

hoje também um cansaço enorme

JonyFingers said...

Qual quê!? Manda esse sentimento para trás das costas, é mesmo 2ª feira. Deixa lá, que amanhã já é 3ª. :)

Aquele abraço

PoesiaMGD said...

Gostei deste belo poema. Obrigada pelo pensamento também. Mia estava coberto de razão!
Boa semana!

A. said...
This comment has been removed by the author.
A. said...

Que é feito daquela mulher risonha que vi na televisão?

Seguindo a ideia do JonyFingers. Amanhã é já 4º feira.:)
Beijo grande

Lu.a said...

A Mia Couto tá lá...!

Maria said...

Que a passagem seja muito breve...

Fica o meu abraço longo...

Porcelain Doll said...

Que bonito... :)

É tão difícil levantar o olhar que parece querer ficar pregado às lages do chão... às pedras da calçada.

A noção de que não sabemos faz-nos pressentir que existe uma luz... brilhante e aconchegante... e tornam as nuvens de chumbo e a inércia ainda mais sufocantes.

Ficamos tão cansadas... cansadas de não poder lutar.

A inércia da dor... que teima em não desarredar. Se nem a vontade por vezes subsiste... ter vontade é uma bênção.

Deixa a cabeça trabalhar... pode doer... mas está a crescer...

É triste quando não conseguimos usufruir do porto do agora... deveríamos poder usufruir sempre do porto do agora... mesmo quando submersas pela dor.

Beijos

Dias said...

Da incerteza fica-nos a certeza da qualidade do teu dizer.

Beijo