Friday, November 30, 2007

encarar o dia

acordo cedo
medos mal dormidos
neuras que não domino.
bocejo
um verso do avesso
cheio de tiques
toques-não-me-toques.
mal me espreguiço
e
vendo a alma ao dia.
pensar nele
não me apavora,
o que me aflige
é este durante
insignificante.
é este agora
não o antes,
nem o vazio do depois.
é este instante medonho
em que o meu verde insônia
vela o sono
do meu azul dormente
e a ele se rende, quando desperto.
tenho coragem para encarar o dia,
mas este momento
mete medo!





[imagem- "Nell'acqua" de Lorenzo Mattoti]

9 comments:

pn said...

mas... o dia até está magnífico!!!

e esse durante insignificante não é mais nem menos do que um durante insignificante.

voilà! monsieur de la palisse diria melhor?!

Zélia said...

Força linda :)

Beijinhos e bom fim de semana

pin gente said...

precisa-se
vela, para iluminar
jantar de amigos


vê post de 27 de novembro em http://pin-gente.blogspot.com
e passa palavra.

um beijo
luísa

Vieira Calado said...

Pois, por vezes é preciso força para encarar o dia.
Siga em frente, escrevendo.
Bom fim de semana

poca said...

j� passou.. j� passou..

Dias said...

Sinceramente, com Medo a vida é mais intensa de ser sorvida, melhor!

Eu tenho medos, confronto-os até certo ponto, e isso dá-me pica!

Abraço forte de quem gosta de te ler.

Rain said...

momentos que parecem tão banais... Expressados de forma tão sábia, despreocupada, angustiante e leve ao mesmo tempo...
gostei mto.identifico-me com mts destas palavras, destes momentos... ;)

João Silva said...

andei por aqui um bom bocado a por a leitura em dia... e não posso deixar de referir o bom gosto musical :)
não sei como fiz isto mais consegui ter 3 musicas a tocar ao mesmo tempo no teu blog e já não sabia onde andavam para as desligar. enfim... :)

tenho andado com pouco tempo para estas andanças! bom fim de semana bjinho

Leonor Costa said...

Muitas vezes sinto-me assim!É horrível.


HOJE E AMANHÃ