Tuesday, June 03, 2008

és tu primavera??



flutuam
bolhas verdes flutuam.
nas mãos
o som
do tic tac do relógio.
enquanto procuro
descobrir por quantas ruas terei de passar
até esbarrar na tua sombra...
tua??
uma forma de saber
se estou perdida
na estação...
estação?
perdida?
és tu primavera?
eu.....
à espera...

24 comments:

Jotabê said...

tenho a impressão que sim, será a primavera... mas como já é hábito não será para todos

tive-te no pensamento e em algumas conversas durante esta ausência

és uma querida

beijcas

inBluesY said...

será bem vinda, e desejada

Eric Blair said...

onde?

Maria P. said...

ainda não é...


Beijinhos*

Vício said...

talvez seja a prima henriqueta!

brisa de palavras said...

Parece que a Primavera se mantém escondia...não sei por onde.
Fiquei sensivel ao que disseste no meu meu blog...
sinto um pouco do mesmo.
um abraço
brisa de palavras

Zélia said...

Há muito ansiada, venha ela :)

Mas hoje o tempo está triste :(


Bjinhos

D'age said...

tic tac e tal....pois...

se não vieres vou ficar chateado
:))

BJ

Brain said...

Não há sombras que te ensombrem,
Em qualquer estação ou apeadeiro,
Pois em cada palavra tua,
Vem o sentimento verdadeiro,
Como o todo de uma lua,
De um viver derradeiro.

Sempre uma escrita inebriante.
Sempre Tu.

Um BEIJO meu.

fatima pb said...

Adorei o pst: imagem e texto!

Está a fazer--se tarde, a primavera, e eu estou a sentirl-lhe a falta, muita.

Um beijo mt grande para ti

Luis Eme said...

a prima vera, nunca te deixa perdida, Velas...

abraço

pn said...

e contudo,
ela vem sempre...

José Manuel Dias said...

O tempo somos nós que o fazemos no modo como o vemos...
Saudações

PavlovDoorman said...

Se é a Prima Vera já fugiu outra vez...

Gosto muito da música de hoje, apesar de gostar mais de uma outra versão live...

Beijinho Menina das Velas

pin gente said...

parecer ser ela, mas...
agarrem-na para que não fuja!

Teresa Durães said...

as esperas difíceis

natA said...

também estou à espera da Primavera...

Beijinho

Infans said...

Golpeamos o amor que sentimos, evitamos de o fazer, por não conseguirmos matar tanto próprio.

Aguardo a Primavera... se não vier, que desperte.

DelfimPeixoto said...

Sinto que devo ter feito ou dito algo que te fez arredar do meu cantinho... mas eu gosto muito de ti e do que escreves... como este post... volta lá, fazes falta

Lídia said...

... não estarás perdida e não terás de caminhar muito mas, por vezes, é bom vaguear. Bj

Dias said...

Excelente post!
Excelente a ilustração e excelente o monologo.

Parabéns Velas, adorei!

Beijo

João o Protestante said...

;) sempre simples e sempre agradáveis as visitas ao teu blog!

poetaeusou . . . said...

*
em vão,
a espera ?
da primavera,
quimera,
verão . . .
,
conchinhas
,
*

Su said...

és tu?.....

jocas maradas...sempre...eu