Monday, May 04, 2009

um filme, um poema, uma musica,uma frase e uma peça de teatro...porque me apetece!

Les uns et les outres
é um filme com 28 anitos (realizado em 1981) baseado em personagens reais, e retrata o ano de 1936, quatro famílias de nacionalidades diferentes mas que partilham a mesma paixão pela músicae que vêm os seus destinos marcados pela Segunda Guerra Mundial.uma história antiga que pode perfeitamente fazer parte da actualidade.três horas de espectáculo, para rir e chorar, pequenos e grandes momentos de uma vida, decididos por uns, vividos por outros.unidos todos pela musica.não há pessoas boas nem más, só dias bons e dias maus.é sobretudo o espectáculo de musica que conduz a dança. só a musica tem todas as virtudes necessárias para nos fazer sonhar e acreditar num mundo melhor.e depois há quem não se emocione a ouvir o Bolero de Ravel?








Como é que os loucos podem ter sono!
- Há pessoas, imaginem, que não dormem!
- E porque não dormem?

- Porque nunca têm sono.

- E porque não têm sono?

- Porque são loucos.

- Então os loucos não têm sono?

- Como é que os loucos podem ter sono!
[Franz Kafka]



sou uma miuda...ups pode que ser que passe...mas estou sempre cheia de sono durante o dia mas quando tenho que ir dormir custa me sempre tanto adormecer.louca!



Surround me with your love
uma musica que gosto e me foi oferecida por um grande amigo no meu aniversário. acho que ele não sabia que eu gostava...







O álcool tira as ilusões. Depois de alguns golos de conhaque já não penso em ti.[Marguerite Yourcenar]

uma frase em que acredito!



Peça de teatro "NU"

6as e Sábados- 22h no Bar Novo da Faculdade de Letras da Univ. de Lx. Reservas: 21 799 0530 ou através do email: artec.flul@gmail.com.

Encenador do ARTEC-Marcantónio Del Carlo.Grupo de teatro ARTEC:. três rapazes e seis raparigas quase todos estudantes.

a peça NÚ, trata de “um casal de estudantes que trabalha num call center e da história de Youness, um estudante de Erasmus, que está em Portugal há pouco tempo e adora “tocar” as colegas debaixo da carteira, em Literatura Grega III”.escreveu Marcantónio Del Carlo no panfleto de divulgação.esta peça trata de “pôr a nú” as relações entre homens e mulheres no seio universitário... aspectos relacionados com todos e com cada um de nós intimamente, da mesma forma que nos “toca” no íntimo de formas diferentes. o objectivo é rir e chorar, mas, acima de tudo, deixar nos a pensar.a mim conseguiu.

26 comments:

Teresa Durães said...

Adoro Les uns et les outre. Um filme que comprei há pouco tempo pela antiga saudade

Eu Mesma! said...

também tenho o filme lá em casa para ver :)

just me, an ordinary girl said...

nunca vi o filme, mas despertaste-me o interesse em ver

A musica adorei!!!


um beijo em ti e ate amanhaaaaaaaaaaaaaa
(saio do trablh as 13h)

Maria said...

Difícil comentar este post, por partes...
A peça de teatro ainda não vi, estou de acordo com a frase (nem sabes quanto!) :), gostei da música, do Kafka e por último Les uns et les autres, é apenas um dos filmes da minha vida. Já o vi N vezes, e este video vejo-o muuuuiiitas vezes...

Acho que um dia destes vou ter contigo :)))

Beijos

PavlovDoorman said...

Quem é o conhaque?
Nova contratação do sportem?

Não vale a pena, o Porto é campeão na mesma... :P

Anonyma said...

Les Uns et les Autres...
Assisti à estreia com pompa e circunstância.
Comprei o vinil assim que saiu com os trocos que fui juntando da mesada e ainda o deixo a tocar horas perdidas.
Se me permites, o filme é muito mais do que música, é fotografia, palavras escolhidas e ditas - porque a intenção é precisa e não pode ser outra -, um rol de excelentes actores - belos na exímia execução que fazem da sua arte, não pela sua beleza pessoal e tantas outras coisas que levaria dias...(Sim, amo este filme do coração...)
E, se o Bolero de Ravel confere uma pauta própria ao filme, dá-me a liberdade de te pedir que oiças
Un parfum de fin du monde.
(...e vou-me embora antes que não consiga parar...
grande escolha
;)
)

Teresa Santos said...

Olá Velinha! Estou a revisitar amigos que, por falta de tempo, não tenho visitado. Não sei se poderei ir até à Fac. mas gostava muito. Vou tentar. Bj grande

Mar Arável said...

Belo trabalho

Boa partilha

Bruxinha said...

Boa noite :)

poetaeusou . . . said...

*
que belos
apeteceres
,
conchinhas,
,
*

JS said...

Excelente! Ainda me lembro da primeira vez que vi esse filme...

Obrigada por me reavivares a memória!

Sandrine said...

Já nao navegava por aqui ha algum tempo..continua a ser bom ler-te =) beijinho

Sandrine said...

Já nao navegava por aqui ha algum tempo..continua a ser bom ler-te =) beijinho

pin gente said...

fico contente que tenhas gostado do london london.

les un et les autres - uma referência, um marco, um bailarino fantástico que se eternizou...

um beijo, vela
luísa

A said...

Há muito menos teatro do que aquilo que devia haver...

Noctívaga! Tu és noctívaga: o teu metabolismo está programado para viveres de noite. Considera mudares de profissão :)

*

rauau said...

Muitas coisas em comum...agora o Les uns e les outres. Lembro-me de quando o filme saiu, uma amiga minha me ter forçado a ir vê-lo. Tenho que lhe agradecer, chama-se Marilia, moravamos e estudavamos em Coimbra. Acho que me quis dizer que me amava,ando sempre distraido, e deu-me a ver os encontros e desencontros da vida, porque na verdade eu gostava da amiga dela. Partiu para a Bélgica, e a última vez que a vi,numa exposição minha, finalmente olhei-lhe os olhos com olhos de sentir e consegui-lhe perceber o brilho que raramente aparece. Cheguei atrasado como sempre!
Espero que nunca lhe tenha acontecido o mesmo!

Seja feliz, hoje, pelo menos uns minutos!
Bjos
RauAu

a said...

Escolhas e que escolhas.

O teatro será que ainda vou a tempo de ver?

(vou tentar)

Pedrasnuas said...

NÃO CONHEÇO O FILME...

QUEM DISSE QUE OS LOUCOS NÃO DORMEM?

O ÁLCOOL TEM ESSE CONDÃO...MAS É UM FALSO AMIGO

ABRAÇO SENTIDO

Paulo said...

;)

back to business ;)

e já vou ter que sacar mais um filme e perder umas horitas a ve-lo ;)

beijooo

Ás de Copas said...

Gosto do Kafka e deixo aqui uma das frases dele que tantas vezes me lembro:

De um certo ponto adiante não há mais retorno.Esse é o ponto que deve ser alcançado.

Beijos acesos... até ao fim

Luis Eme said...

tens boa mão para escolher...

bjs Vela

Teresa Queiroz said...

les uns est les outres ... um fil,e para toda a vida

Porcelain Doll said...

Kafka, Kafka... acho bem mais fácil a um louco adormecer que a um lúcido... as relações entre os homens e as mulheres no seio universitário são cada vez mais, basicamente de competição...

Bj

Mãos de Veludo said...

Haha, sou a Sra. da Bilheteira, tb conhecida como Produtora, tb conhecida como "mamã Artequiana", também conhecida como Sonoplasta!

Ainda bem que gostaste! =D

Su said...

tb acredito...................

jocas maradas.sempre

pink poison said...

Kafka... esse génio