Tuesday, June 27, 2006

Nem tudo é cinzento ou rosa choque

Este texto é dedicado a duas pessoas que adoro e tão a passar um mau bocado, eles sabem quem são, mesmo não lendo este texto porque desconhecem este bloggue penso eu..
Este bloggue é um amigo que apenas partilho comigo e com vocês, não o publicito, quem o encontrar optimo, se quiser voltar é bem vindo, se o quiser partilhar tudo bem e se não gostar bola para a frente.
Mas esses meus amigos estão a passar por uma altura muito dificil, que é o separa não separa, gosto não gosto mas nem tudo é cinzento ou rosa choque. Muita gente passa pelo mesmo, se sente dividido, o mais infeliz do mundo...No entanto, não é o fim, confesso que primeiro parece que nos tiraram o tapete debaixo dos pés e caimos por terra, mas depois renascemos para uma data de coisas e pessoas esquecidas que sempre nos fizeram falta mas para as quais não tinhamos tempo. Hoje quando olho para trás vejo que não foi perda de tempo foi crescimento, que não morri renasci, que se vive um dia de cada vez e que cada dia "...é o primeiro dia do resto da minha vida...".
Só Vos queria dizer que por vezes um fim não é uma coisa má...pode ser o inicio de uma etapa boa da nossa vida.
Amor que morre

O nosso amor morreu... Quem o diria!
Quem o pensara mesmo ao ver-me tonta,
Ceguinha de te ver, sem ver a conta

Do tempo que passava, que fugia!
Bem estava a sentir que ele morria...
E outro clarão, ao longe, já desponta!
Um engano que morre... e logo aponta

A luz doutra miragem fugidia...
Eu bem sei, meu Amor, que pra viver
São precisos amores, pra morrer,
E são precisos sonhos pra partir.

E bem sei, meu Amor, que era preciso
Fazer do amor que parte o claro riso
De outro amor impossível que há-de vir!
(Florbela Espanca)
Quem me conhece sabe que passei mal mas aqui estou muito mais crescida muito mais lutadora mas com os seus dias maus como qualquer um...

Ninguém pode livrar os homens da dor, mas será bendito aquele que fizer renascer neles a coragem para a suportar.(Selma Lagerlof)


11 comments:

Desassossego said...

Este teu post dá para várias refexões mas penso que é na certeza de um novo amanhã que me devo concentrar pois, de facto isto das relações, e dos crescimentos é um pouco confuso e por vezes faze doer.. mas amanhã pode ser sempre o primeiro dia do resto da minha vida....
Quanto ao teu blog como vês eu encontrei e fiquei... e espero vir cá muitas vezes para partilhar e crescer sempre com sinceridade... Um xi grande...

Isa Calixto said...

Obrigada por este post minha amiga...e não, não é o fim, pelo contrário...pode ser mesmo um maravilhoso principio!
Obrigada pela lembrança da sofrida Florbela...

Um beijinho e um xi-coraçãozinho

Polly Jean said...

olha que boa reflexão, que boa prova de amizade, que boa prova de que o negro/ cinzento pode tb dar rosa choque...

Giorgia said...

aqui estamos, a prova provada de que tudo o que nos faz sofrer, nos faz crescer... e custa, eu sei que custa, mas por muito que custe o tempo sabera' ensinar-nos que o sol nascera todos os dias e que um desses vai ser o nosso dia!

beijitos

greentea said...

um fim não é uma coisa má...pode ser o inicio de uma etapa boa da nossa vida.


é exactamente isso : hà sempre uma nova etapa à nossa espera, um aoutra janela que se abre...éassim que crescemos. e tu estás a senti-lo.
beijos

poca said...

sim... às vezes quem dá força aos outros é quem mais precisa de força...

Ant said...

A seguir ao fim da corrida há o cansaço, olhamos para trás e vemos o caminho percorrido.
Depois, a pausa do descanso obrigatório para repor as energias, necessárias para mais uma viagem.
Beijo

anrasaxa said...

muito bom.. estou a passar por um momento destes.. muito doloroso por sinal com a solidão a acompanhar-me.. gostei de te ler..

DE PROPOSITO said...

Fiquei meditando nas tuas palavras.
Um beijinho para ti.
Manuel

segurademim said...

... pois não! mas lá que é doloroso é...
mas concordo contigo, puxa pelas pessoas... e o acomodamento é a morte lenta

madalena pestana said...

Muito a pensar sobre isto e a dizer mas não faria sentido num comentário de blog.

Sim, tudo o que começa acaba, no amor desejaríamos que fosse só com o fim da vida mas nem sempre é assim.

No entanto, nada se perde...

Força para os teus amigos.

Paz para ti.

:)