Wednesday, September 05, 2007

fantasmas

Aquele era o tempo

Em que as mãos se fechavam

E nas noites brilhantes as palavras voavam,

Eu via que o céu me nascia dos dedos

E a Ursa Maior eram ferros acesos.

Marinheiros perdidos em portos distantes,

Em bares escondidos,

Em sonhos gigantes.

E a cidade vazia,

Da cor do asfalto,

E alguém me pedia que cantasse mais alto.

Quem me leva os meus fantasmas,

Quem me salva desta espada,

Quem me diz onde é a estrada?
Aquele era o tempo
Em que as sombras se abriam,

Em que homens negavam

O que outros erguiam
E eu bebia da vida em goles pequenos,

Tropeçava no riso, abraçava venenos.

De costas voltadas não se vê o futuro

Nem o rumo da bala
Nem a falha no muro.

E alguém me gritava

Com voz de profeta

Que o caminho se faz

Entre o alvo e a seta.

Quem leva os meus fantasmas,

Quem me salva desta espada,
Quem me diz onde é a estrada?

De que serve ter o mapa

Se o fim está traçado,

De que serve a terra à vista

Se o barco está parado,

De que serve ter a chave

Se a porta está aberta,

De que servem as palavras

Se a casa está deserta,
Quem me leva os meus fantasmas,

Quem me salva desta espada,

Quem me diz onde é a estrada?




Sim...quem me leva os meus fantasmas????

22 comments:

Maria said...

É um belo texto este, Vela.
Ninguém te vai dizer nada. Tu irás descobrir tudo....

Beijo

Brain said...

Yourself!
Don't need nobody more!

But if you do...
Always available! :)

Mais uma,
Do fantástico "contador de histórias"
Pedro Abrunhosa.

Na minha opinião,
Um dos melhores escritores contemporâneos!
Mas isto... sou eu a falar! :)

Beijo.

Entre linhas... said...

Uma música que fica no nosso ouvido devido á sua intensidade.
Adoro este tema,tb fiz um post há tempos com este vídeo.
Bjs Zita

Carracinha linda! said...

Os fantasmas? Temos que ser nós a levá-los...

Memórias de Um Sorriso Luso ® said...

Não gosto do Pedro Abrunhosa.Nem como pessoa, nem como cantor.Gosto sim de algumas letras das suas musicas, principalmente as que não são repetições de palavras.E sei porque não tira os oculos.Não é uma questão de imagem de marca e claro que devemos respeitar esta sua opção.
Quanto aos fantasmas, todos temos alguns, mas porque não dar-lhe um espaço onde se aconcheguem e não nos incomodem? Eu converso com os meus e remeto-os ao baú.Na verdade nem sei se tenho muitos...hum...tenho?

Um DIA PERFEITO para ti

kiss

mariazinha said...

linda esta música, de doer...

beijos

poetaeusou . . . said...

*
Entre o alvo e a seta.
,
fragmente ...
de recta ...
*
jino
*

impulsos said...

Uma letra muito boa, para uma música igualmente muito boa!
Gosto desde o primeiro dia em que a ouvi.
E fantasmas, todos temos alguns que nos perseguem ao longo da vida... embora nunca sejam os mesmos.

Beijinhos

PintoRibeiro said...

Passei para deixar um bjinho.

Mateso said...

A estrada do tempo... varre...!

Jaime said...

Ninguém pode levar os nossos fantasmas... eles somos Nós!

Ant said...

Vi o homem há dias.
Os fantasmas dele (alguns) são nossos também, ou deveriam ser.
Acho que o Pedro é o cantor de intervenção nova geração.
Bem... cantor é excessivo... mas que é interventivo é.

nothing said...

adoro esta música...
ADORO, ADORO, ADORO...

Beijinho grande!

un dress said...

aMar fantasmaS?? :)





beijO

pétala said...

velinhas,

adoro mesmo, mas deixa-me tão triste...


espero que estejas bem...


olha, não há fantasmas, são criados por nós, acredita... os nossos fantasmas, são os nossos medos... e então, há que enfrentá-los!


Acredita, quem me dera que houvesse!

Honestamente, já derrubei alguns fantasmas, enfrentando, o meu maior terror!

fica bem, desejo-te do coração

PintoRibeiro said...

Bfsemana e um bjinho.

Bia said...

Existem fantasmas que temos de "carregar" sempre connosco...

mjf said...

Olá! Sou nova neste meio...
Mas passei por aqui e ouvi o Pedro Abrunhosa,cantando esta canção e fiquei...è um poema lindo Adoro
Parabéns pela escolha
boa noite

Crystal said...

Velas...que saudade! Deparei-me aqui com um poema realmente bonito, e como já foi dito por alguém, muito intenso.Sinceramente ainda não tinha reparado nele...Obrigada.

Quanto aos fantasmas, sabes o que acho? Ninguém os pode levar de nós e na realidade, não seriamos quem somos se realmente nos deixassem...Aquilo que temos que fazer é aprender a viver com eles, e essa é , sem dúvida, o mais difícil.

Um beijo carinhoso

Lu.a said...

Ninguém leva os teus fantasmas linda, tens de aprender a viver com eles...

Su said...

eles estão em nós....sempre,,,,,


gosto tanto deste blog


jocas maradas sempre

A estranha said...

Só uma pessoa o pode fazer, tu!

Beijos