Tuesday, September 30, 2008

esquisitices

estou inteira.
inteira mas feita de água.
caí de dentro de mim. como um copo. entornado, esperando que o vento apareça para me secar.
inteira mas nervosa.
uma água revolta.
revolta em mim. como as ondas a quebrar na areia.debato me.
inteira mas a gritar.
por dentro.grito para que me deixem ser. quero a minha espontaneidade, a fala solta.o direito de ser. livre.
inteira mas retorcida.
a engolir em seco. a verter água pelos olhos. libertando o imenso mar que existe dentro de mim.
inteira mas com saudades de colo.
um gritinho emudecido escondido pela rouquidão.
estou inteira
mas sou uma tonta.

"E se me achar esquisita, respeite também. Até eu fui obrigada a me respeitar."
Clarice Lispector.

34 comments:

Maria said...

Apesar de tudo estás inteira, e é isso que importa.
Não pude deixar de sorrir com a tua última frase...

Um beijo e um colo virtual...

Teresa Durães said...

penso que não estás completamente inteira senão não era necessário gritar

AnaMar said...

Tontas seríamos se não sentíssemos...
Inteiras ou não, completas ou incompletas, com vontade de nos libertarmos em gritos...

A loucura saudável de dias assim, em que exorcizamos fantasmas.

Abraços doidos :-D

poetaeusou . . . said...

*
e se libertasses
o mar que está dentro de ti ?
,
tontices mareantes, deixo-te,
,
*

Vício said...

esquisita é um rotulo que costuma usar para definir diferente!

_E se eu fosse puta...Tu lias?_ said...

Sarava!

Eu tb sou esquisita...e tonta...e feita de água;)


E calma....q já vou dar boas novas;)

beijinhossssssss

c.b. said...

A tua última frase... hmmm :)


um beijinho*

PavlovDoorman said...

"mas sou uma tonta."

Se é a menina que o diz quem sou eu para contrariar...

Beijinho

Luis Eme said...

e não somos todos?

bjs Velas

rjl said...

:*

As Sombras de Fim do Dia said...

Basta que tenhas saída inteira das tormentas por que passaste. Tonta? nem penses, muito pelo contrário!

Eric Blair said...

fruto do aquecimento global...

Mateso said...

Não ficamos sempre inteiro, pese oque pese? É condição humana!
Bj.

tufa tau said...

com todo o respeito!
nem sopro... para não te fazer tremer!

beijinho

heretico said...

um grãozinho de loucura é... muito saudavel.

beijo

brisa de palavras said...

Liberta essa agitação quer está dentro de ti...
um abraço
brisa de palavras

JPD said...

Olá

Gostei muito do teu espaço.
Não deixarei de voltar.
Muio obrigado pela visita à gaiola.
Bjs

pn said...

um íntegra tonta...
magnífico!

Francisco said...

Ler-te está a ser uma experiência muito interessante... Já agora, obrigado pela tua visita ao meu "canto". Serás sempre bem-vinda.

Dias said...

Porra, granda baque!

(Este apanhou-me desprevenido, entrou-me e encheu-me)

Não lembro o que as várias janelas dizem, lembro o que sinto nas várias janelas.
Nesta o sentir é constante, mas do verbar que nos dás sinto-te riquissima!

Este post é EXCELENTE!

Beijo trocidado pelo que te li e muitissimos parabéns por conseguires escrever-te assim.

Lídia said...

... um abraço virtual... Libertar o que está dentro de nós faz-nos sentir que existimos e que estamos inteiros. Bj de outra tonta e sim... está tudo bem :)

Sea star_ Hannanur said...

Bem dito! só discordo da "tonta"

Um BOM dia para ti

beijinho

Apenas eu said...

Inteira, consciente da realidade...
Podes Gritar o que te apetecer desde que no final te sintas Bem.

Respeito, é uma das frases de clarice Lispector, que me fascina, de tão iónica e verdadeira em simultâneo.

beijos
Velinha

Delfim peixoto said...

Ainda bem... ( Já agora, não me perdeste...)
:)

Maria Laura said...

Inteira mas com saudades de colo. E que não está, linda? :)

pin gente said...

isso vai passar, não vai?
e vai voltar, não vai?
pois... é um vai e vem de tonturas!

somos todos tontos..e quando não somos, fazemo-nos!

beijo
luísa

Pink said...

Ser água...
O vento se te secar viras vapor e às nuvens irás parar e daí poderás observar-nos cá por baixo a deambular...
Mas olha que depois voltarás à terra!
Ai o Outono que deixa-nos melancólicos...que nem as folhas que vão caindo das árvores...
caindo...caindo...caindo...
Até!

isabel mendes ferreira said...

calo-me.



.



porque as vezes o silêncio é redentor!



(tb doeu).



beijo.

fatima pb said...

depois de te ler... pareceste-me muito bem!!!

:)

Thiago Forrest Gump said...

Não esquisito, mas estranho! :D

O Espírito do Tai Chi said...

Venho aqui pela primeira vez e... gostei. Hei-de voltar cá mais vezes.

mfc said...

A integridade a que temos direito!

maria josé quintela said...

deixem ou não deixem




SÊ!



UM ABRAÇO.

Su said...

jocas maradas de água----tanta.....