Thursday, January 07, 2010

sim, onde fico?onde fica Portugal?

penso na vida, e na falta de vida.
vivo não deixando de morrer aos poucos todos os dias.
ultimamente a vontade de desaparecer por completo tem me parecido sublime.
acho que é a primeira vez que escrevo sobre esta atracção.talvez porque tenha vergonha de tal afeição.
será algum dia possivel esquecer esta velha paixão?
se falasse menos e compreendesse mais...
ter prazer...fazer cara de espanto...
quanto na terra apenas tento descansar.
mas o tudo que tenho, parece que não representa nada
e tudo que se não tenho, às vezes representa tanto.
puro conteúdo é consideração.
e não gozo.
mas enquanto nenhum facto é consumado,
escrevo sobre essa minha solidão.
eu sou apenas o que ninguém vê.
o que ninguém escuta.
sou uma menina pequenina.


Na confusão do mundo, um rapaz sobe a rua. O Interior é igual em toda a parte. Mas hoje vai mudar. Ele traz um segredo terrível no bolso do kispo. Faz calor na província dos suicidas. Dá vontade de rir: uma cidade em que até o coveiro se mata… São estatísticas, tudo em números. Na Internet, há sexo e doidos japoneses e americanos para conversar em directo. No campo, granadas e ervas venenosas. No prédio, um jovem assassino toca órgão. O space-shuttle leva cortiça do Alentejo para o Espaço. O Bispo viu o maior massacre da guerra de África e calou-se. Mas hoje vai responder. Os factos verdadeiros são os piores. O amor do rapaz rebentou. Que responsabilidades temos quando nada fizemos? Em que fado parámos, onde fica Portugal.[Rui Cardoso Martins_E se Eu Gostasse Muito de Morrer]

14 comments:

Pjsoueu said...

Neste texto colocado em consideração, faz-me pensar.

Pensar nas contradições; nas accções: boas e más....faz-me pensar: qual dos lados é o meu?- Bom - Mau, assim a assim?

Dos que falam, dos que calam?

Quem sou eu? - onde estou? - O que sou?

Estou a pensar...

Beijos

Pj

Maria said...

Não te sei comentar, hoje.
Mas convido-te a beber um copo de um bom vinho tinto. Sei que gostas. Marca na tua agenda, sem direito a 'uma nega'...

Beijinho

Susy said...

Olá!

Eu deixo no ar uma pergunta:

Afinal, não estamos todos sózinhos?

carlota said...

por aí...andamos por vezes à deriva...procuramos respostas...conforto para a nossa solidão....

via said...

um copo de vinho, a consciência de que o inverno da alma é só mais uma estação, e minha cara, que nos fazes tanta companhia, a vida, ela, por si, só ela, é uma benção, nenhuma circunstância o pode alterar, as coisas, pequenos infernos vão,somos pequenos vela, estamos aqui.

casa de passe said...

Ando neura e ao vir aqui não fiquei melhor. Antes pelo contrário. Mas isso até é bom faz-me continuar desperta e a pensar. Obrigada.



Alice

Apenas eu said...

olá vela.
vim ver-te.
a escrita apesar de bela, esbarra sempre na tristeza/desilusão.
não tens forma de te superar?
não vês a beleza do sol todos os dias? não sentes o calor?
Desejo-te bem.

beijos meus
(sabes onde estou)

mfc said...

Tentar perceber a vida é sempre uma tarefa inacabada... mas aliciante.

Silvana Nunes .'. said...

Salve o NOVO ANO !
Que ele venha coroado de muita LUZ, de PAZ e de Saúde. E que estejamos juntos por mais um ano.
Que Assim Seja !
Olá, como vai ? Estou aqui para divulgar um pouco da minha cultura, a história de nossos antepassados ( que amo muito e tenho receio que se perca em meio a essa enxurrada de informações que somos acometidos ultimamente) e, para isso, FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... começa o ano contando um pouco sobre esse espetáculo maravilhoso que é a FOLIA DE REIS ou REISADO, comemorado no dia 6 de janeiro. Aqui eu também coloco as famosas simpatias das Romã, muito utilizada no dia 6 de janeiro para atrair dinheiro. Para quem curte uma simpatia, vale a pena fazer.Venha conferir.
E para quem não conhece o meu espaço, convido a dar uma chegadinha até lá para conhecer o meu cantinho de histórias, o link está logo abaixo.
Que os bons ventos soprem a seu favor neste ano de 2010.
Saudações Florestais !
SIGA-ME em : http://www.silnunesprof.blogspot.com

Miudaaa said...

Minha Querida Vela... que momento sublime este que nos deste e que me tocou tanto, muito. a mim, em particular...
Nesta confusão do mundo até uma miudaaa optimista como eu, que foste conhecendo através das nossas partilhas, fica a questionar-se...

Gostei muito.

Um Beijo da miudaaa em forma de abraço

Francisco said...

Olá Velita.

Estas tuas palavras são para ouvir em silêncio. Assim, retirei todas as canções.

A que acompanha o teu blogue e as que me ocupam o pensamento a cada momento.

Desde cedo tivemos as nossas conversas e desde sempre aprendemos a respeitarmos o espaço um do outro. E, vê lá bem, nem nos conhecemos.

Eu posso bem ser o jovem assassino que toca órgão e tu um doido japonês. Mas, as palavras, essas, sempre nos ligaram.

Tu sabes que eu gosto dessa forma crua, como encaras a tua realidade. E eu sei que tu gostas da forma emocional como eu encaro a minha.

Sabes, são assim os nossos dias de solidão. Ainda hoje coloquei uma foto e falei sobre isso mesmo.

Mas o nosso país, o nosso mundo, precisa(m)de vozes como a tua, por isso nem penses em rebentar.

beijo.
Francisco

just me, an ordinary girl said...

Olá Iara
sei o que sentes e compreendo o que pensas
eu ja ha mt tempo que perdi qq amor e apego a minha vida
mas amo a minha filha e outras pessoas que precisam de mim
e o que eu sei é isso: precisamos uns dos outros e , no meu caso, sou tao feliz qd satisfaço essa necessidade de alguem...
Concluindo: a felicidade e o bem estar nao é nada daquilo que nos ensinaram. E cada um tem que fazer essa descoberta, para si próprio. Depois da descoberta feita...é so agir. È o que eu faço, todos os dias de minha vida, e posso dizer-te que considero que a minha vida, por isso, e agora, VALE!!!! Posso nao a amar,pode nao ser nada daquilo que eu sempre quis, mas ....


um beijinho

Lu.a said...

Passei para deixar um beijinho... :)

Primeira Pessoa said...

Seu blog é muito interessante e me ative vendo Sérgio Godinho, de quem sou fã, de imenso.
Virei aqui mais vezes para te ler e celebrar a forma com que você observa o mundo.
Abraço e admiração do
Roberto.