Thursday, August 24, 2006

Transparências entre amigos



Existem pessoas na minha vida que me deixam felizes pelo simples facto de se terem cruzado no meu caminho. Algumas caminham ao meu lado, vendo muitas luas passarem, mas outras apenas apenas as vejo entre um passo e outro.
Há muitos tipos de amigos.
Talvez cada folha de uma árvore caracterize um deles.

As primeiras folhas que nascem são o pai e a mãe. Mostram o que é ter vida. Depois vem o amigo irmão, com quem dividimos o nosso espaço para que ele floresça ao nosso lado. Passamos a conhecer toda a família de folhas, à qual desejamos todo o bem do mundo.

Mas o destino nos apresenta outros amigos, os quais não sabíamos que se iam cruzar o nosso caminho. Muitos desses denominados amigos do peito, do coração. São sinceros, são verdadeiros. Sabem quando não estamos bem, sabem o que nos faz feliz...
Mas também há aqueles amigos por um tempo, talvez umas férias ou mesmo um dia ou uma hora. Esses costumam colocar muitos sorrisos na nossa cara, durante o tempo que estamos com eles.
Falando em perto, não podemos esquecer os amigos distantes. Aqueles que ficam nas pontas dos galhos, mas que quando o vento sopra e sopra, aparecem sempre entre uma folha e outra.

O tempo passa, o verão vai-se , o outono aproxima-se e perdemos algumas de nossas folhas.
Algumas nascem num outro verão e outras permanecem por muitas estações.

Mas o que o que me deixa mais feliz são as que caíram e continuam por perto, continuam alimentando a raiz da minha árvore. São delas que tenho recordações de bons momentos e de alguns menos felizes enquanto os nossos ramos se cruzavam juntando nos no mesmo caminho.
Não sei se sou boa amiga, por vezes não o sei ser, mas desejo sinceramente não partir ramos nem folhas do meu bonsai....
A felicidade é uma colcha de retalhos
que eu vou costurando devagar
tecendo-a com as linhas das tristezas
dos risos e das lágrimas do olhar
com a vivência partilhada entre amigos.

11 comments:

little_blue_sheep said...

:)
*

Tiago Franco said...

Mais palavras para quê? :)
Lindíssimo.

sabr said...

Muito bonito. Bom dia.

beta said...

Só pelo facto de teres receio de seres uma amiga menos boa, faz-me pensar que deves mesmo saber ser uma excelente amiga.

Bonita Homenagem à Amizade, que muitas vezes é a forma de vinculo mais forte que temos com os outros.

Lindo :)

amazing said...

Claro que és boa amiga!
Das melhores que conheço!

inBluesY said...

fiquei sem palavras, a amizade é algo assim calmo, goto de ti pá! tou sem palavras, é lindo q escreves, e és muito mesmo, muito. tudo a tempo compoem e no final é como dizes :)

jokitas ******

inBluesY said...

e permaneco tonta, corada :)

Rosa said...

Que bonita analogia :)

kikas said...

Lindo texto, adorei todo o sentido dele.

Louco de Lisboa said...

Olha, aproveito para te dizer que é um texto que apetece reler, e isto pode servir de pretexto para no teu blog deixar um kiss á menina a quem dedicas o post...

Tá bom, tá bom... também deixo um para ti!!!

Até outro instante....

Euzinha said...

"Do longe se faz perto" e mm na pontinha do bonsai, dá para gritar e mandar um enorme beijo para uma excelente pessoa! o teu post responde á tua questão se és uma boa amiga, quem se preocupa com os outros é smp um bom amigo, mesmo não acreditando nas sua próprias capacidades!

bj