Sunday, February 11, 2007

O voto “sim” ganhou hoje margem sobre o “não” em todos os vinte círculos eleitorais do país face aos resultados do referendo de 1998 sobre a interrupção voluntária da gravidez. O sim obteve 59,25% 3 e o não obteve 40, 75%.


O Sim Ganhou! Eu votei Sim!


Agora perguntem me... se estou contente???


Não, não estou.


Porquê??


A razão é ABSTENÇÃO.....56,30%,


Este país continua ridiculo, envergonha me!Todos se queixam mas quando chega o momento de fazer alguma coisa ficam em casa ou porque faz sol ou porque está mau tempo.




Desculpem me mas este é um país de merda com gente feliz por ser estupida e por ter telemóvel. Cada vez me convenço que cada "povo"tem o que merece e este não merece mais.



Acordem Aliens!!!

25 comments:

Teresa Durães said...

esquecem-se...
.. dos tempos em que as palavras eram interditas
... dos tempos da não liberdade
... onde não vivi mas gente sofreu por mim

eu exerci a minha liberdade de voto. no sim, também. e tenho vergonha de todos os que voltam as costas à liberdade. de todos os que não exerceram o seu direito e dever cívico

boa noite velinhas!

Bandida said...

este País está a acordar. devagarinho. mas a acordar.




SIM !!! claro !!!!!!!!




beijo velas


B.
__________________________

Just Be Fair said...

Desculpem me mas este é um país de merda com gente feliz por ser estupida e por ter telemóvel. Cada vez me convenço que cada "povo"tem o que merece e este não merece mais.
Assino por baixo mas retiro o desculpem-me!
Sorry!

Crystal said...

Curiosamente,pelo que percebi, vivo no distrito com menor nivel de abstenção(pelo menos era, na hora que vi os ultimos resultados) Isso talvez explique o porquê de ter visto muita gente na junta de freguesia onde votei...Nunca esperei que a abstenção fosse tão grande,mas ainda assim, nem sei bem porque ainda nos surpreendemos.Não é sempre assim???

inBluesY said...

subscrevo.

Pela elevada abstenção.

Porque raios é um referendo e as pessoas 'abstem-se' de pronunciar mesmo que não votassem nada ao menos iam lá acho eu.

Porque anda tudo parvo.
________


nós temos os politícos que queremos, e se não são melhores é porque nós não exijimos deles mais e melhor.

como diz a teresa já nem nos lembramos ou ignoramos simplesmente ...

1 BJ

Conceição Bernardino said...

Olá,
A perfeição é uma forma imperfeita que se apodera
De tudo o quanto é belo
ConceiçãoB
Uma boa semana
http://amanhecer-palavrasousadas.blogspot.com

sea said...

Vou dizer o que frequentemente digo e tantas vezes levei na cabecinha, por isso:
Este povo tem aquilo que merece e o país tem o povo que não merece.

Há esperança... (sim, sim, então não há).

Se fosse para irem para alguma festarola, até iam em romaria, com os farnéis nas lancheiras.

Como eu adoro este "paísinho", à beira-mar plantado e o seu belo povo.

TONY, Duque do Mucifal said...

Velas,
O sim não ganhou em todos os distritos. Na Madeira, Braga e Guarda perdeu. De qualquer maneira, os referendos são uma perda de tempo. Isto devia ser resolvido na AR como vai ser. Por isso, andamos a perder tempo.
Se nós elegemos estes politicos é para os mesmos governarem.
Repara como temos fraca cultura democrata ainda vamos ouvir alguem revendicar referendos sobre impostos, sobre a OTA. Acho que o Estado devia governar e legislar. As consultas ao povo portugues sao sempre muito temerárias.

joaninha said...

é o pais que temos... vamos fazer o que? rifá-lo? nem dado o querem...

Eric Blair said...

É um país de egoístas, ponto final.

amazing said...

Ena! Ena! Quanta revolta!

É assim mesmo.
Eu posso dizer que nunca faltei a nenhuma votação.

É muito mais fácil decidirem por nós que sermos nós a decidir. Assim depois pode-se criticar e dizer mal.

Independentemente de voto nulo, o que conta é lá ir.
Os políticos se já fazem o querem, cada vez têm mais "legitimidade" para o fazer.
"Eles" já toparam que o povo se está a "lixar" para aquilo, pelo que vão sempre fazendo o que querem.
É tempo de lá ir, e de fazer algo. De lhes mostrarmos que estamos descontentes. Eu até gostava que um dia toda a gente votasse só num mini-partido para ver as reacções dos poderosos.

Mas este referendo é que não percebo. Não consigo perceber.
Será que há jovens que não vão votar numa coisa destas?

Desculpa, mas nem me apetece escrever mais nada.


PS - Tens que acertar o relógio.

Maçã de Junho said...

Ontem o dia foi duro!
Das 7 da manha ás 19h30 na mesa de voto, onde os votos iam caindo a conta gotas... 19h, fez-se a contagem, e já sabíamos que na mesa 22 a abstenção tinha ficado pelos 60%...
Ok, o Sim ganhou com larga vantagem, mas fiquei parada, quieta, pensativa.
Depois fui para a Junta de Freguesia, entreguei o votos, fiz-me á estrada ter com a malta, e perguntavam: então miga, não estas feliz, ganhamos!!!!
Sim, de facto, ganhamos, mas não tenho o sabor da vitoria na boca,não me sinto vitoriosa....
Sinto que o trabalho que há para fazer é tanto, que o tempo escorre por entre os dedos, e acaba. O tempo pode acabar sem que percebam o que é isto da democracia, o que é isto da Liberdade, o que é isto da cidadania, isto de viver em SOCIEDADE!

Uma boa semana para ti velinhas, e digo-te que estou ansiosa pelo fim de semana que ai vem!

Beijinhos muito grandes
Maçã de Junho

João Silva said...

A malta mesmo acordada parece manter sempre a consciencia adormecida...este foi um pequeno passo! Mas se não se começar a andar mais depressa não sei se ainda vamos a tempo

MiguelGomes said...

Acordei... Acordei há 31 anos... Mas não consigo...

Fica bem,
Miguel

boleia said...

enfim...
se esta sol e' porque esta sol, se chove e' porque chove!
ou sera que estava tudo tao confuso que nem la foi?...
we'll never know!
beijoca

AlfaBeta said...

Faço tuas as minhas palavras.

Jotabê said...

CHIUUU!!!!

não os acordes, imagina que esses que não votaram são adeptos do 'NÃO', lá vamos ter de levar com eles...

:)

beijoca

vida de vidro said...

Também fiquei triste com o elevado grau de abstenção. Mas, ainda assim, foi um sinal de mudança. E isso é muito importante! **

poca said...

Eu também votei sim... agora pergunta-me se estou contente: Não!
mas não é por causa da abstenção... é por causa do dito referendo... por causa de haver abortos... porque no final... acho que não deveria haver abortos, tal como não deveriam de existir certas doenças que as há aos montes!
enfim...
beijinhos

Lu.a said...

:))
E eu a pensar que tinha sido durona no meu post sobre este mesmo assunto!
Obviamente subscrevo tudo o que aqui disseste!
A abstenção FOI UMA VERGONHA!!!

Estranha pessoa esta said...

Velinhas concordo ctg, aqui na minha terreola quase ninguém foi votar.. :(
Mas, há que dizer que numa aldeia ganhar o sim com 80 votos e o não com 40 votos que foi uma grande surpresa..
Pena foi haver uma abstenção MONSTRA!

Paula said...

Durante algum tempo fui para as mesas de voto em dia de eleições! Curiosamente, fiqeui sempre na mesa onde estão inscritos os eleitores mais velhos! Sempre foi a mesa com mais votantes! São esses que sabem o quão importante é participar na vida do país! Dão valor àquilo que conseguiram: o direito ao voto!

A mesa dos mais jovens (mesa onde eu voto) é a mesa do deixa andar... ui, estão 5 pessoas à minha frente, já não voto... não tou p'ra me chatear!! Ai que às vezes, apetece-me tanto dar uns abanões às pessoas!!

Beijinhos e desculpa o desabafo

nothing said...

Concordo contigo... Isto está cada vez pior... e acabo por me tentar abstrair disso... senão fico revoltada... :(

Obrigado pelo teu comment!

Ricardo Ramalho said...

Assino por baixo, como já sabias.

Bjos

o peregrino said...

A abstenção pode e é concerteza motivo de preocupação, só não vejo porque razão todos aqueles que votaram não, nos quais eu me incluo sejam vistos como Aliens? Como vimos durante a campanha nem uns nem outros apresentaram razões convincentes para "convencer" as pessoas.Porquê? porque não se trata de uma questão de convencer ou não porque a razão não está de lado nenhum,é uma questão de consciencia. Ainda assim durante a campanha ouvi uma médica apresentar um,pelo menos um argumento que para mim foi bastante importante, dizia ela que votar sim seria uma forme de elibar os governos de criarem condições ideais para as molheres terem os seu filhos, boas consultas de planeamento familiar, boa assistencia social etc,etc. Isto sim num país de "adormecidos" mas de au mesmo tempo tantos "espertos" e acordados isto é que deveria ser a luta e preocupação diária das pessoas. Talvez se melhorar-mos as condições de vida estas decizões não tenham que ser posta tão friamente ás molheres,mas tambem aos homens e ás familias.Faz-nos falta acordar todos as razões de uns não teem de ser as razões de outros