Tuesday, February 27, 2007

Quem me lê, que me vê, quem...
Sabe que vivo sozinha.

Quem não me lê, quem não me vê, quem...
Sabe que viver sozinha tem vantagens e desvantagens.

Quem me lê, que me vê, quem...
Sabe que estive doente e que ando cansada.
Quem não me lê, quem não me vê, quem...
Sabe que o cansaço e a saturação por vezes pode ser insuportável.
Quem me lê, que me vê, quem...
Sabe que adoro o SOL.
Quem não me lê, quem não me vê, quem...
Sabe que os dias bonitos alegram a alma.


Sim ando cansada, mesmo muito cansada fisicamente...pareço dormente!
Sim adoro o SOL, sim ando muito mais leve só por senti-lo...Eu gosto do calor, das vestimentas leves, dos raios a entrarem pela janela e de ir para uma esplanada.
Deve ser por isso que hoje vou me dedicar a um dos meus grandes prazeres, a musica e o chão.
Não, não me passei!
Eu adoro, simplesmente, não ter horas e deitar me no chão de madeira da minha casa (pode ser uma vantagem!) e ouvir a musica.
Vouuuuuuuuuuu.......
....... uuuuuuuuuuu deixar passear a minha alma...ela merece!
Deixo vos uma....


42 comments:

Bandida said...

quem te vê...


a música.




beijo


B.
__________________

Roderick said...

Sabe tão bem.
Só, deitado no chão, a ouvir musico.
MMMMHHHHHHHHHH. Tão Bom.
Também gosto muito.

vida de vidro said...

Então deixa que a música te embale e te descanse. **

pn said...

convite imperioso a ouvir o pepe de lucia em "tomo y obligo"
(irmão do paco --» o tango argentino em versão gitanizadamente andaluza)

e deslizar no soalho polido ao acanalhado tom de tango... huuum!

Maçã de Junho said...

Quem te lê, que te vê, quem...
Quem é te sente, quem te imagina, quem...
Quem te pensa, quem te anima, quem...
Quem és tu? quem somos nós?
Quem?

Beijo em tons de Amarelo, a tua cor!

Maçã de Junho

missixty said...

Náo acho mal, adoro música, só que tem de ser a música certa, na altura certa! Doente!!! hummmm...sabes que é mentira, as velas por vezes não ardem até ao fim, são apagadas antes e esquecidas.....

maria josé quintela said...

estou a ler-te.
estou a ver-te.

beijo.

Nuno West said...

Não ter horas...
Vou repetir-me, mas fizeste-me lembrar de novo. Hoje em dia pouca gente se deixa perder no tempo. Tenho saudades de não olhar para as horas...

P.S. - Viver sozinho é uma experiência única. Só quem entende a paz de ficar a ouvir só...no chão...pode um dia aceitar outra presença...

Estranha pessoa esta said...

Velinhasssssss

Eu tb gosto de fazer esse exercício ao meu espírito...
E sim, tu mereces!
E se mereces.

Um abraço enorme, mesmo grande para ti daqui bem daqui de mim.

Teresa Durães said...

também gosto de ouvir música deitada no chão. aliás, há outro sítio para ouvi-lá?

bj

Mina said...

Relaxar sabe sempre tão bem!!! E quando fazemos aquilo que nos dá na real gana, muito melhor!
Deixa lá, quando vier o sol, vingas-te!!!
Bjs!

PR said...

Excelente, excelente. Bom dia, bjinho.

sea said...

a exortação do nosso próprio espírito, pelas formas que melhor nos possibilitam fazê-lo.
Música: sempre.
Chão: gosto de me sentar nele, no Verão e ler :)
Sol: sempre. muito. é como se fosse vida.

Um beijo

Cusco said...

Olha o que não me falta aqui é sol,sol, sol. Também adoro o sol e sabes tenho um truque que a minha avó me ensinou em pequenino: Uma caixinha mágica onde em pequeno guardei alguns bocadinhos para quando um dia não tivesse sol na minha vida.. por enquanto ainda não me fez falta! Vou mandar-te dois ou três raiozinhos.. cuida deles!

Bjs e até breve
SE DEUS QUISER

Eva said...

Pelos vistos também tens tido uns dias complicados no que diz respeito à saúde.
A música também tem poderes curativos, eu acho, tudo que alimenta a alma, beneficia o corpo também;)
Beijocas,
Eva

TONY, Duque do Mucifal said...

Velinhas,

Gostei deste post. Diz muito. Sinto-me o dia de ontem com aquela Luminosidade te trouxe uma paz de espirito. Gosto de ver o verde no teu blog, gosto de ver que dás valor a quem gosta de ti e que ultrapassas a indiferença. E viover sozinho deve ser bem duro e muita vezes eu percebo que o blog serve como escape. Quando passo tempo sozinho também me custa imenso. Temos mais tempo pra nós mas por vezes ele (o tempo) parece infinito.
Continuação de uma boa semana para ti.
E não te deixes levar pelo dia de hoje...cinzento.
Beijinhos!

rouxinol de Bernardim said...

Bonita confissão de quem madruga no sonho...

Peter's Thoughts said...

Gosto de me deitar no chão por vezes, especialmente se for de madeira e se for verão, já agora com pouca roupa...vá e se não for pedir muito com a companhia ideal.
Quanto a solidão, nunca tive a experiencia de viver sozinho, sempre partilhei espaços e acho que não gostava de viver sozinho. Por vezes sinto falta do "meu espaço" mas daí a viver sozinho...

Beijo
As melhoras

cris said...

Mesmo sem te ver compreendo o que dizes!
Desejo que o teu chão seja tão bom companheiro como o teu céu. Que te dê o suporte para que possas voar cada vez mais alto :o)

Abraço e obrigada pela visita ao "meu" espaço ***

amazing said...

Quem te viu e quem te vê...
E dizias tu que só gostavas de U2.

Adoro fazer isso que disseste. Mas prefiro numa carpete.
Ah, experimenta apagar as luzes e colocar a música bem alto.

sa.ra said...

também anseio pelo Sol... também ando cansada, tão cansada...

hoje voltou a chuva... ai!

beijinhos!
dia mt feliz!

Roderick said...

Amiga.
Já estou melhor, obrigado.
Dia 14 vou à Clinica de Navarra, em Espanha, ver como está a evoluir a cicatrização.
Depois, se Deus quiser, posso respirar um pouco de alívio e voltarei.
Beijos

Tejina said...

A alma também é para ser alimentada e cultivada, dar-lhe carinho e amor! Quando nos esquecemos dela somos invadidos por uma tristeza imensa e dura! É mais fácil ficarmos doentes e mais difícil a recuperação! Por vezes devemos parar para respirar e sentir, escutar o que a nossa alma nos diz, conhecer os seus anseios e desejos, saber o que lhe faz falta para podermos cuidar e mimá-la... para podermos oferecer-lhe o que ela precisa! E quando soubermos e pudermos lhe dar esses mimos... então façamo-lo com muito amor e com toda a atenção!

Amanhã o Sol vai brilhar de novo!! Afinal, ele está sempre lá... atrás das nuvens... mesmo quando não se vê!!! O Sol nasce todos os dias!!!

Jotabê said...

parece confortável, esse chão e essa manta...

a música é sem dúvida um excelente tónico...

o sol, calor uma esplanada e a companhia certa, sem dúvida...

...à beira mar, ainda melhor

odeio pullovers, casacos impermeáveis, blusões, botas e meias, ...

que saudades do sol

beijoca

Cris said...

A menina Velas não pense que é a unica. Vivo desde os meus tenros 23 aninhos sozinha, (agora não, mas ainda foram uns bons 11/12 aninhos) e fazia isso mesmo, Deitada no chão a ouvir música, usufruindo do raro privilégio de estar sozinha, não da solidão. No entanto, tenho a sorte de poder fazer o mesmo, tendo lá em casa o meu Mafarrico Lindo!

Beijinhos, Velinhas, fica bem.

Cris

Pierrot said...

Não, não te passaste...estás bem aqui cara amiga...
E deixa-te estar, se estás bem...
Sei bem quem tu és, porque te leio, embora nunca seja fácil conhecer seres humanos.
Bjos daqui
Eugénio

Loira said...

Olá!

Gostei muito do teu blog.

Tb moro sozinha, tb sei bem as vantagens e desvantagens :)

Bjos
Loira
http://loiradistraida.blogs.sapo.pt/

Zélia said...

Já te disse que sempre que venho cá estou a ler-me?!

Engraçado não?!
Escreves o que eu penso e como me sinto...:)

Ah o sol já me animou um bocadinho hj :)

Bjinhos kida e obrigada pelas visitas no meu cantinho :)

Caçadora_de_sonhos said...

Costumo ler-te, embora não te veja.
Vai purificar a alma e descansar e volta mais animadita

veritas said...

Olá!

Nunca morei sozinha, mas sentia-me sozinha. Então tive a coragem de morder a vida, e agarrar a concrertização das minhas decisões, dos meus desejos. "A vida faz se de opções e só temos que nos sentir felizes por saber leva las até ao fim...conscientemente." Foi precisamente o que fiz. Não estou arrependida, antes efectivamente só, do que só entre muita gente. cada vez me tornei mais selectiva com os que me rodeiam. Estou sem pachorra para a mediocridade... Partilho dos teus sete pecados...

Bjs. Boa semana.

bettips said...

Ó Maria Papoila, fizeste-me lembrar o "Feiticeiro de Oz" e o campo das "dormideiras". És tão nova, que coisa ...faz-me sempre confusão ver gente nova com nuvens.
Bjinho

joaninha said...

:) nos sabemos... dias melhores virão! animo!

Memórias de Um Sorriso Luso said...

Mudaste a cor do blog ! porquê verde agora?

cansaço? falta de Sol?

tambem estou em baixo de forma...eheheh... fisicamente mas vai ficar bom e mesmo assim nunca desanimo...NUNCA!

beijito daqui bem longe !

borrowing me said...

velinha
mudás-te
gostei
também eu mudei, livrei-me de metade do cabelo e pintei de outra cor
faz bem
obrigada pela musica
bjs grandes
até já

José Alberto Mostardinha said...

Olá:

Obrigado pela tua visitinha e comentário no Estados Gerais.
Fica o convite para apareceres... sempre.
Vou colocar o teu blog nos meus links.
Sobre o teu artigo... é capaz de te fazer bem uma cura de sono... a sério, diz que costuma resultar :-)

E também nunca digas que estás sozinha... isso é muito subjectivo.
Há muita gente que estando acompanhada se sente profundamente só. Isso é que é dramático.
Começa por arranjar um amigo, de "quatro patas", vais ver que ajuda de maneira decisiva.

Um beijo,

MiguelGomes said...

E quem não adora o sol? Ou deixar chegar a noite num chão de madeira?

Fica bem,
Miguel

Carracinha linda! said...

Olá Velas!

Quem te vê gosta de ti!
E quem não te vê também!

Deixa a tua alma passear. Relaxa. Descontrai. Descansa.


O Sol teima em não aparecer, mas a Primavera está quase a chegar e vais ver que ele vai brilhar em força.

Um beijo grande!

Luis Eme said...

Que boa ideia...

apeteceu-me fazer o mesmo, deitar-me no chão e deixar a Alma passear...

Nuno Carvalho said...

Mana de sol e de horizonte

Os dias são tão intensamente incompletos. Parecem caixas fechadas, contadas e recontadas segundo a segundo. Espaços em que nos encostamos de topo e de fundo, sem nos darmos conta, que é precisamente o mesmo esforço, a mesma saudade de apenas sentir quando na essência, é o que somos apenas… de sentir. Deitar no chão de madeira… escutar uma música… parece-me uma ideia maravilhosa. Talvez sobre tempo para encostar o ouvido ao chão... e escutar o bater desse coração que é nosso... mesmo sendo de fora... disseminado pelo soalho, paredes, gravuras, candeeiros e borboletas procurando ninho... no sol…

Talvez...

Um grande beijo

Just an ordinary girl said...

Tenho estado mal ctg por ter ficado uns dias sem vir ver-te, ler-te, saber de ti...

Ha uma frase qq que diz que se nós antevessemos como iriamos encontrar nossos amigos, nossa ultima despedida teria sido diferente.
Eu prefiro evitar as despedidas e estar sempre presente...
Mas nao tenho estado para ti e agora encontro-te doente e cansada.
Queria ser de Sol e oferecer-me hj para ti. Não sou de sol, mas ainda encontro alguma luz em mim para partilhar ctg, se quiseres.

Qd quiseres aceitar meu convite, diz-me, eu nao me ausento mais.

Beijinhos!!!!

Ima said...

Obrigada pela visita, lá no meu cantinho...
Esta foi a minha primeira visita mas não será a última, com toda a certeza! Gostei do que li!...
Beijinhos

olhos cor do lago said...

Não deixes que o cansaço te domine, reage, luta recarrega as baterias ao sol, com os amigos, não deixes a vida passar-te ao lado.

Beijos

PS: Hoje saiste na rifa...
Até tenho um pouquinho mais de tempo do que é habitual...