Monday, February 05, 2007

"Tenho bem conta a precaridade disto. Qualquer dia a vida diz me adeus e vai-se, e eu sem tempo sequer para despedidas
- Adeus vida
eu só olhos e narinas abertos na almofada.
........................
O relógio da igreja ia batendo horas.Não compreendia, não compreendo e o facto de não compreender desespera-me.Não queria compreender só com a cabeça, queria compreender com os sentidos e nem a cabeça nem os sentidos me ajudavam.Um sentimento de solidão muito grande, de desamparo. E sempre a mesma pergunta
-Porquê?
e um vazio a seguir à pergunta.
........................
Vou acabar com estra prosa.Como?
........................
Talvez a frase do escritor inglês:rezem pela minha alma pecadora."
António Lobo Antunes- Cronica na Visão a 28.12.2006




O posso fazer se me dói a alma, o coração aperta no peito com uma vontade enorme de sair dele e o meu olhar é apenas água?????
queria dormir...



27 comments:

Crystal said...

"O posso fazer se me dói a alma, o coração aperta no peito com uma vontade enorme de sair dele e o meu olhar é apenas água?"

Vive o hoje...O amanhã não nos pertence minha querida.Eu sei que isto é um cliché, sei que não é tão fácil assim de fazer, mas temos que nos agarrar a algo, não é mesmo?

Um beijo grande para ti, com toda a ternura do meu coração

Roderick said...

Olá, já há muito que não te visitava.
Anda tristeza para esses lados, ou é impressão minha?

Bandida said...

fecha os olhos. adormece os sentidos. encanta-te com o sentido lá dentro, no fundo. respira. transpira.




beijo V.


B.
____________________

Zélia said...

Porque é temos sempre de saber o porquê?!

Porque é que não vivemos a vida descansadinhas a pensar, "se foi assim, é porque teve que ser...?!"

O ser humano é complicado...:(

Beijinhos linda e ânimo :)

Mina said...

Há momentos assim na vida, em que parece que o chão nos foge dos pés. Mas não passam disso mesmo, temos de ser mais fortes e fintá-los!
Bjs e uma boa semana... com muito mel ;-)

crispipe said...

Jokinhas

sea said...

e estes dias que amanhecem assim, cinzentos, não ajudam em nada.
Amanhã, brilhará de novo o sol ;)

beijoca

Carracinha linda! said...

Olá Velas...

Infelizmente os dias são assim como as estações do ano. Nem sempre o sol brilha. Muitos dias são assim. Desprovidos de cor e de calor.

O que fazer nesses dias em que a alma dói, o olhar é água e o coração está apertado? Não sei. Queres dormir? Dormir ajuda, sim. Mas não resolve tudo.

Vive os dias devagar...como o caracol (como já tu disseste). E vais ver que tudo melhora.

Um grande beijo!!!!

joaninha said...

segue os conselhos da bandida ... ;) as melhoras!

*beijinho*

Teresa Durães said...

ou fala com quem te ajude. eu não espero até chegar ao fim do poço.

melhoras

bono_poetry said...

ola amiga...posso te tratar por amiga?..mesmo que aches que nao eu trato...e assim o meu respeito ...aprendi...que um sentido..traz dois..que o meu dia mais feliz nao foi ontem...nem sera o de hoje...mas sim o de amanha..aquele...imaginei...e sonhei,,,consegui que o dia esse que ainda nao conheci me visse...e sim esta aqui ao virar da pagina de mais um dia...e cada dia...eu voltarei a nascer...e olharei o mundo ..o teu e o meu...e o de toda a gente...como mais uma descoberta...estas optima eu sei....e sei que ves o mundo pela porta reaberta...um beijo...lindos sentimentos tens tu...

TONY, Duque do Mucifal said...

a vida é muito curta. quantas vezes não sinto isso. falta sempre qualquer coisa...um gesto, uma palavra, um sorriso, um aperto, um olá...o adeus...esse está sempre omnipresente...nao vale a pena falar em algo que tá sempre presente...o adeus.

Mark Tindo said...

"há dias em que eu também estou assim.."

veste a tua roupa preferida, faz a melhor comida que souberes, põe um filme de que gostes muito a rolar e convida a tristeza pra jantar.

ela quase nunca aceita.

veritas said...

Sim...dormir e muitas vezes acordar com uma vida nova...esse desejo é-me familiar, muitas vezes me senti fraca e cobarde por esses sentires me avassalarem...

Bjs. Boa semana.

Estranha pessoa esta said...

Velinhas não consigo comentar estas tuas linhas...
Desculpa.

I'm empty soul


**

Bandida said...

para deixar um abraço. forte.





B.
_____________________________

miak said...

Olá. Existe uma mensagem no Duende Feliz.

http://oduendefeliz.blogspot.com/

Passa por lá.

Jotabê said...

obrigado, igualmente

beijoca

:)

Just an ordinary girl said...

Só te consigo dizer que acordarás muitas manhãs felizes, se fores forte e te aguentares nas noites tristes.

Também ajuda muito nos distrairmos de nós mesmos prestando atençao a coisas diferentes.
Olha, por exemplo: uma viagem a um lugar diferente.
Queres vir até Leiria um dia destes??
Fica o meu convite! O meu meu mail, está no meu perfil. Diz alguma coisa.
Beijinhos, para ti.

Teresa Durães said...

beijo de boa noite

Polly Jean said...

Boa noite. Acolhedora. Quente. abraçada. Com chá. Com esperança.

Lee said...

O nosso estar é sempre um reflexo do modo como vemos os outros.
Adoptei a vontade inequívoca de aderir ao movimento a favor do nabo, e nunca mais pensei na morte!

missixty said...

Já senti algumas vezes isso, oh se senti! Horrível, tudo parece ter perdido o brilho e nem descansar por uns breves momentos conseguimos, devido ao mal estar!A receita é pôr o coração na reforma.....e viver só com os sentidos!
Que tenhas um bom dia!
beijos da miss

p.s não deixes que a tua vela arda até ao fim.
Um bom filme para veres "A cidade dos anjos", gostei muito do final e da lição de vida que encerra. Apesar de tudo é beom viver!

Cusco said...

Vou comentar aquilo que mais me fascina no teu post que é precisamente Lobo Antunes. Já deixei um comentário muito igual noutro blog, mas nunca é demais repeti-lo.
Há tempos atrás tive oportunidade de ver uma grande entrevista. Judite de Sousa entrevistava Lobo Antunes a propósito do seu novo livro: Ontem não te vi em Babilónia.
A dificuldade da jornalista em fazer falar aquele homem estranho era enorme. A certa altura questionado sobre uma possível rivalidade com J. Saramago respondeu: os bons livros são como os leões, não se atacam uns aos outros.
Adorei a forma simples como a frase foi dita e, de certeza que se não fosse já seu leitor, passaria a sê-lo a partir daquele momento.
Estou a ler a obra em causa e recomendo-a vivamente a quem gosta de ler! Mas atenção tem de se saber ler e ler com grande concentração, porque os parágrafos enormes, as frases inacabadas e retomadas noutro local..são belas mas requerem uma leitura experiente.
Até breve
SE DEUS QUISER
10:13 AM

Ana Luar said...

Se dormir adiantasse para que os problemas se esfumassem minha amiga... acredita que todos dormiriamos 22 horas por dia... mas infelizmente não é assim.
Por vezes precisamos de bater bem no fundo... para que os nossos pés sintam o chão para o impulso da subida.
abracinho forte enquanto a vela ganha nova chama para nos iluminar.

Tiago said...

dormir, dormirei quando descansar
terei tempo, muito, uma eternidade,
dormir, descansar, não!
quero sentir, vivendo, sem parar,
quero devo apreciar o tempo, não o desperdiçar, olhar em frente e enfrentar,
dormir, descansar, não!
que o façam os que sobrevivem!
eu quero viver!
e tu tb...


bjs
Tiago

poca said...

deve estar a passar uma lua muito marada porque somos muitos a sentir assim...