Monday, May 28, 2007

negro...

escrever os dias difíceis. não sei por onde começar. imagens desfocadas, as horas a explodirem numa escuridão mental. escrevo como se o pensamento ardesse num corpo estranho.o meu. a ausência ... um fio de silêncio à volta do meu rosto. consigo ver estas coisas. consigo sentir estas imagens e fabricar a decomposição dos dias difíceis. é um esforço de me entregar à morte feliz do tempo que uma palavra devora para ser escrita. estou confusa. estou a ser escrita pela loucura. será possível imaginar a felicidade na perspectiva da ilusão??? não sei, se calhar nem quero saber...não sei.leio as minhas palavras e estavam nítidas. eram tristes e ausentes. tinham imagens dentro de imagens num infinito de sofrimento.e foi isso que eu vi: uma rosa negra no coração.



30 comments:

brisa de palavras said...

Há dias em que parece que nem nos suportamos a nós próprios...será loucura? Será dor?

um abraço
brisa de palavras

crispipe said...

as rosas negras são lindas!!!!..... tão lindas!!!!

Jokas

joaninha said...

e que tal tentare spor mais cor a tua volta?

*beijinhos*

João Silva said...

Toca a dar cor ás flores! Estamos na primavera caraças! ;)

Dawa said...

Dias melhores chegarão! Deixa entrar a luz...
Beijinhos!

Bia said...

Espero que consigas dar cor á tua rosa:)

O que escreveste é simplesmente belo!

saudosista do futuro said...

a pétala abre-se negra,
e na abertura que lhe dês
vai-se colorindo do novo.

(...)

e a chama reNasce.



besos.

pn said...

1) "é um esforço de me entregar à morte feliz do tempo que uma palavra devora para ser escrita"

PERFEITO! CLAP, CLAP!
Gostava de o ter escrito.
Gosto mais, por tu o teres escrito.

2)(desenhares-te em linhas mortas, velinha, tu merecias a cor de um van gogh! tu, a nini de renoir!)

Brain said...

Velas,

Antes de mais,
É positivo sabermos de nós!

Nem que isso nos magoe,
Nem que isso nos obrigue a constatar uma realidade, que não gostaríamos que fosse a nossa.

Pois,
A partir daí,
Com a ela bem identificada,
É possível começar a construir os alicerces,
Daquilo que será,
A muralha do nosso ser,
Contra as imperfeições da vida,
Que nos são impostas,
E de forma livre, "despreocupada",
Mas Consciente,
Recomeçar a viver!

Felicidade na perspectiva da ilusão?
Penso ser possível sim,
Mas...
Prefiro-a como um objectivo!

Estou certo que encontrarás o teu rumo!

Beijo.

viagens na minha terra said...

vamos lá a sair desse mundo preto cinzento, a ganhar asas e a voar em direcção ao azul...

Jotabê said...

estás a precisar de uma noite de copos e musica no delmar

:)

beijocas

bettips said...

33 anos? É proíbido! Estar tão escura por dentro...que cor queres daqui a 30 anos? Porra! Olhas para tudo e dizes "ah, mas eu ainda posso mudar, mudar TUDO!" (não resisti). Bj

Just an ordinary girl said...

Queria te dizer coisas bonitas, mas nao consigo, hoje.
E queria-te bem. Muito bem.

Beijinhos.

Carracinha linda! said...

Uma rosa negra no coração?

As rosas são lindas, seja qual for a cor. Deixa-te inundar pelo sol que hoje quer brilhar. Quem sabe ele não ajuda a trazer outra cor à tua rosa?

Beijocas

PintoRibeiro said...

Rubro.
Bom dia e bjinho.

Utzi said...

Há momentos em que a loucura nos escreve, em que o sofrimento e a dor nos cegam e todas as palavras parecem pouco para o tanto que sentimos... mas são momentos... e o tempo voa...

Beijinhos

A said...

A felicidade é sempre felicidade, ilusória ou não; em dias negros há que aproveitar toda a ilusão que ainda nos sobre, mesmo que seja uma felicidade pintada de negro, do negro da noite com o brilho das estrelas.

eu... said...

espero que o teu dia, amanha nasça cheio de cor... um beijão

Lu.a said...

Hhhhuummm...estás muito tristinha...! Nem sei o que te diga! :S

Ant said...

Olha o JB tem razão. O rapaz é d'uma sabedoria... Umas cubas no Delmar e vais ver...

Helena Nunes said...

Quando nos sentimos assim, conseguimos depois fazer com que a rosa se abra, para que todos admirem a sua beleza.
Bjos

Twlwyth said...

Entendo-te bem.
Um beijo

Dark-me said...

O tempo tudo cura!...
Não desistas!

Dark kiss

Memórias de Um Sorriso Luso said...

Isto anda mal aqui também?

Beijinho e força...

Mina said...

Nostalgias... o passado não volta, mas fica para sempre na nossa memória. Uma rosa negra não tem que ser sinónimo de tristeza... eu gosto do preto :)
Bjs.

PintoRibeiro said...

Bom dia, boa greve, bjinho.

Sea said...

isto hoje está tão negro também aqui para estes lados, que nem consigo deixar-te uma palavrinha de incentivo :(

um beijo enorme e resta-nos pensar que, amanhã, será sempre um novo dia.

amazing said...

As tuas palavras poderiam ser minhas, mas não sei escrever tão bem como tu.

Beijo amiga!

Teresa Durães said...

"será possível imaginar a felicidade na perspectiva da ilusão??? "

possível é! a pergunta seria mais: será que quero?

beijos

Nuno Carvalho said...

Não sou de deixar "conselhos" em comentários...

Há quem o faça, acredito que alguns até sejam doutorados nisso...

Mas posso dizer-te que, mesmo que não o expresse em palavras, não deixo de ler o que escreves, não deixo de sentir o que dizes, não deixo de pensar em todas as coisas que se alojam na alma e nos escurecem o dia... que partilhas neste dizer tão pungente...

O coração bombeia muito muito muito mais do que sangue...

até solidão...

Mas tudo muda, tudo nasce... o coração sabe disso, pressente isso...

É nosso... e em casos muito especiais... tb é de quem o souber "beber"...

Beijo