Monday, May 07, 2007

sem cor e sem nome...direitos humanos??!!!

O céu é azul e a terra é verde. As nuvens são brancas,
estas que estou a ver da janela.Tudo tem cor ou nome. E quando a cor e o nome têm dor???Dor que consome.Quando não somos todos iguais....








Diante dos iguais, quero ser menos, diante dos pequenos, quero ser igual, sem ser nada.Apenas os passos de quem pensa, que compensa, o ser "ninguém".




Se consigo, porém, ser melhor sendo menor, não sei.

Apenas a certeza que na realidade o ser de verdade é ser Alguém!


Eu não tenho cor, não quero ter cor nem nome!

42 comments:

borrowing me said...

it´s not fair...

amazing said...

Há muito que deixei de acreditar nestas campanhas, nestas tretas de encantar e de sacar dinheiro.
Estou farto de tanta manipulação de massas.
Mas há alguém que no seu perfeito juízo não defenda os direitos humanos, ou que goste de ver alguém sofrer?
E se não os há, como se justifica que estes povos estejam a anos luz dos desenvolvidos? E chamam desenvolvimento a ver a tristeza dos outros? Não me parecem muito desenvolvidos quando lhes dão um peixinho, em vez de lhes darem boas canas para pescar e ajudá-los em tal processo.
E não é por uma brincadeira que se faça que se é menos sensível a tal horror!

Será que somos mesmo todos iguais?

Numa fila para o abismo, decide-se começar por ordem alfabética:

A - Africanos
B - Blacks
C - CaboVerdeanos
D - De cor
E - Escurinhos

... o que é que nós somos papá?
Z - Zulus! Zulus!

maria josé quintela said...

entro e saio. em silêncio.

Crystal said...

Apenas um beijo, palavras para quê?

Mina said...

Uma reflexão que cabe a todos, mas poucos a fazem.Bem pensado :)
Bjs!

A.S. said...

Como me revejo em cada uma das tuas palavras!...

Deixo-te um fraterno abraço...

poetaeusou said...

*
ARTIGO 1.º
Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.
*
xi
*

Utzi said...

Vivemos num mundo lindo e as pessoas transformam-no num pesadelo... o egoísmo é uma doença que mata mais do que qualquer outra... :(

Um beijo

Miss Alcor said...

Bem lembrado!
A violência está tão enraizada que já soa como normal. A discriminação é tão normal, que já não pode ser de outra maneira.
É triste viver neste mundo às vezes... mas carregar o peso do mundo nas costas durante muito tempo faz mal também!

isabel mendes ferreira said...

a diferença.


tua.





beijo.

Zélia said...

Oh linda eu também não quero!
Acredito que a nossa sociedade está a mudar em relação ao racismo, aliás quero acreditar!

Boa semana :)

TONY, Duque do Mucifal said...

velinhas!
o 25 de ABRIL chegou ao meu local de trabalho!

Isabel said...

Fiquei, quase, sem palavras; apenas sobraram estas: simplesmente, fantástico.

Boa semana e um beijo

Letras de Babel said...

olha...lá na minha casa tens um bonequinho amarelo para ti. está no post dos outros nomeados, em 28 de abril.

:)

Ant said...

Pois!! E mais não escrevo.


Ainda posso comer uma fatia de bolo? Posso?

Parabéns atrasados... eu sei, eu sei...

Beijos

João Cordeiro said...

Por isso eu sonho que o mundo possa ser ainda um "pouquinho" melhor.

Obrigado pela visita


Beijo sonhador

joaninha said...

é um triste realidade...

*beijinhos*

sonia r. said...

Infelizmente existe e não tem fim. Bom dia e um beijinho.

Tiago said...

humanos, apenas somos humanos, desigualdades unicamente na nossa cabeça...

um beijo enorme

Sea said...

as diferanças, estão dentro e não fora de nós.
e essas, são para serem sempre marcadas.

papoilita coquelicot said...

Embora sejamos bombardeados constantemente com estas campanhas, e com estas imagens de horror, muitas das vezes preferimos virar a cara para não nos incomodar...(quantos emails eu apago de imediato quando me apercebo que tipo de imagens vêm lá...), mas em relação a esta campanha em especial penso que está muito bem conseguida, pois sinto que não consigo parar de olhar, e aí o seu objectivo foi alcançado.

Simplesmente louco said...

Gosto dos teus textos e a forma como escreves, dentro do pouco tempo que tenho é um dos cantinhos que eu gosto de visitar. Não foi por acaso que te atribui um justo prémio
Boa semana,
Beijo

Cris said...

Senti-me mto pequenina.... aqui deixo uma lágrima sentida.

Beijinho
Cris

Opintas/Bernardo said...

Com cor, com nome, com direitos humanos.
Boa tarde e um abraço.

vida de vidro said...

Dás-nos um murro no estômago, sobretudo aos que andam distraídos. Deixo-te um beijo solidário com a tua revolta. **

veritas said...

Imagens dilacerantes, imagens que levam, ou devem levar, a uma reflexão profunda sobre o que somos e aonde vamos, alguém precisa de apoio enquanto andamos perdidos em tricas do nosso quotidiano, tantas vezes fúteis. Sejamos dignos da condição humana, estendendo a mão, o olhar a quem tanto precisa.

Bjs. Boa semana.

Vera Carvalho said...

Há uma tempestade no meu coração...
Armas disparam sobre a minha esperança...

Não tenho asas para voar, nem voz para se ouvir!
Quero vos abraçar e não vos alcanço!

Sinto que sou areia do deserto, fragmento dissoluto,
igual a tantos demais...

Vera Carvalho

Afonso said...

Belo post. Gostei bastante. Esse tema da desigualdade toca-me imenso.

Até breve . . .

arritmia visceral said...

a nossa cor são os nossos ACTOS.


somos atmos.




sejamos imPACTO
pelo que fazemos
e não pelo que parecemos...





beijo a arder...

GRINGA SEMPRE said...

O nome do Blogue é imensamente apelativo para mim, um Livro que adorei!!! Hoje visitei vários Blogues interessantes, entre os quais o seu está incluido!!! Voltarei, se assim o permitir;))))

Memórias de Um Sorriso Luso said...

É...a côr, sempre a côr!

O cabelo crespo, a tez mais escura que um simples bronzeado,olhos escuros e uma expressão visualizada nos ecrãns de tv de todo o mundo,é o retrato de uma criança que se passeia entre nós de mão dada com uma jovem mulher loira de olhos verdes e traços fisionomicos denunciantes de uma outra nacionalidade.São Mãe e filho.Adoptado.Mas é seu.
Ninguem sabe a sua historia, mas é visivel a ternura que os une.Nem pensam que os demais não possam entender essa universalidade chamada Amor.

Cabe a cada um de nós tentar inverter essa dura realidade das raças ditas "superiores".E é tão simples...

Beijinho

pn said...

pungente RENÚNCIA fraterna.

Opintas/Bernardo said...

Um bom dia e um abraço.

Cristina said...

Olá,
É a primeira vez que aqui venho, e adorei...
Quanto ao post, é muito triste nos dias de hoje, ainda se ver situações assim, mas aqui também se vê e muito

Um beijinhu e prazer, voltarei
:)

Teresa Durães said...

gostava de dizer qualquer coisa. na realidade não sei o que diga.

bj

Desassossego said...

,0(


beijo doce, sem cor...

PintoRibeiro said...

Passei para deixar boa noite e um abraço.

sonhadora said...

gostei bastante.
beijinhos embrulhados em abraços

poca said...

pois.. tanta "desumanidade" permitida pelos ditos "humanos"

tanta pequenez nos ditos "maiores"

Viola De Lesseps said...

Neste mundo somos tão pequenos perante tantos actos impensaveis.
Gostei do teu blog. Tenho o livro "As velas ardem ate ao fim" e como sempre adorei.

Beijos

Viola

Dawa said...

Lindas palavras e linda mensagem. Adoro essa publicidade. 5 estrelas!
Beijinhos!

p.s. - tb n quero cor nem nome!

Dias... said...

Esta campanha é impressionante. Tive a honra de pessoalmente dar os parabéns aos criativos porque o seu trabalho está muitissimo bom.
Beijo