Sunday, January 27, 2008

mentira

Uma das causas de separação nas relações humanas é a mentira. É uma das maiores causas de problemas. Mas muitas vezes não se olha para a total extensão deste problema. A mentira é egoísta. Quem mente entra numa espiral complicada e perigosa. Há situações que levam a mentir. Demasiadas situações. O querer acreditar naquilo que se quer ver mesmo que não seja a realidade.Faz ver coisas que os olhos jamais verão.O embaraço ou a vergonha leva a mentir para ocultar uma anterior mentira. Depois, a vida complica-se hora a hora. O medo de ser descoberto, a angustia de esconder algo a alguém , o constante sobressalto e o medir as palavras faz com que, quem mente, viva numa constante angustia.Uma mentira, por mais inocente que pareça, é sempre perigosa. Retrata uma realidade falsa.O filme Expiação é um bom retrato de como uma mentira destroi mais que a vida de a quem se mente mas também a vida de quem mente.
A mentira só dura enquanto a verdade não chega...


Verdade, mentira, certeza, incerteza...
Aquele cego ali na estrada também conhece estas palavras.
Estou sentado num degrau alto e tenho as mãos apertadas
Sobre o mais alto dos joelhos cruzados.
Bem: verdade, mentira, certeza, incerteza o que são?
O cego pára na estrada,
Desliguei as mãos de cima do joelho
Verdade mentira, certeza, incerteza são as mesmas?
Qualquer cousa mudou numa parte da realidade -os meus joelhos e as minhas mãos.
Qual é a ciência que tem conhecimento para isto?
O cego continua o seu caminhoe eu não faço mais gestos.
Já não é a mesma hora, nem a mesma gente, nem nada igual.
Ser real é isto.
[Alberto Caeiro]

24 comments:

Maçã de Junho said...

Mentira...

Engraço, tenho andado a pensar a pensar qual será e diferença entre a mentira e a chamada "omissão" que muitas vezes serve para fugir à mentira... será mesmo diferente ao será a fronteira muito muito ténue....


beijo
M

Pearl said...

Ois!!!
Não vi o filme, mas já tinha visto a apresentação e parece ser um excelente filme, e acrescento que gosto muito de ver a actriz principal trabalhar, desde "o amor acontece"...
Enfim, a mentira, e este parece ser um tema recorrente ultimamente, é sempre má, a meu ver... quando mentimos acabamos por dizer que respeitamos tão pouco a pessoa a quem mentimos que esta não merece a verdade... por mais que esta doa...
:o)))***

amazing said...

Engraçado, desde que vi a apresentação deste filme com a Meryl no Conan O'Brien apeteceu-me ver. Não sei se o irei ver, mas deve ser realmente muito bom.

PS: A maçã levantou uma questão que eu partilho por completo. No entanto, para mim, a resposta é óbvia. São a mesma coisa!

amazing said...

Correcção: Afinal o filme que vi a apresentação era o "Rendition"

alice said...

ainda há pouquinho me recomendaram este filme e depois de ler o teu post fico ainda mais curiosa :) e tenho a agradecer as visitas e as palavras. gostei de recordar o caeiro. um beijinho.

Luis Eme said...

É verdade, Velas...

embora a mentira já não seja o que era, começa a ter as pernas demasiado compridas (então as dos politicos...)

abraço

mariazinha said...

é a segunda vez hoje que leio acerca deste filme... estou mesmo curiosa, vou ter de ir ver.

Há uma linha ténue entre a verdade e a mentira, e é difícil não a ultrapassar... mas vale a pena, digo eu.

beijo*

Euzinha said...

Pena, que para transmitir uma "lição de vida", o filme tenha de ser mesmo deprimente...Como na mentira,no filme as coisas também não acabam bem!
Por princípio opto pelo: não á mentira, mas tenho de admitir que a mentirinha piedosa
ás vezes é fácil de usar...

Bjs
J

little_blue_sheep said...

Boa semana!
****************

Teresa Durães said...

só minto à pergunta : Estás boa?"

Sic Infit said...

É verdade. Grave grave é quando nos mentimos a nós próprios... essas são as mais dificeis de aguentar! bjs

nothing said...

:) uma mentira é sempre uma mentira... e uma omissão não fica muito longe...

Alberto Caeiro... muito bom...

Ser real... é isto...

Beijinho e boa semana!

nuvem said...

Ninguém melhor que Pessoa e as suas diferentes realidades, para completar este teu post :)

Beijinhos

Memórias de Um Sorriso Luso ® said...

Como dizia Alexander Pope...errar é humano,mas perdoar é divino.

Mentir faz parte da natureza humana.Há que saber distinguir a mentira da omissão por motivos imperiosos, o que também pode parecer mentira, não o sendo.

Foram tantas as verdades que me doeram.Trocava-as por omissões, acredita.

A propósito....quem nunca mentiu ?

um kiss com verdadeiro sorriso

Maria Laura said...

A mentira é um terrível labirinto de onde é difícil sair. Ainda não vi o filme que referes mas está na calha...

poetaeusou . . . said...

*
P'ra mentira ser segura
e atingir profundidade
tem de trazer � mistura
qualquer coisa de verdade
,
in-aleixo
,
conchinhas
*

kolm said...

Passo para deixar um sorriso encantado... sem mentira!!

Boa semana!!

Zélia said...

A mentira tem pernas curtas...tudo se descobre... a mentira é uma praga... :(

Tchivinguiro: onde nasci. said...
This comment has been removed by the author.
Tchivinguiro: onde nasci. said...

Que a Verdade chegue sempre sem atrasos.

Beijinho.

Dias said...

Mais cruel é a verdade...

Beijo

Mateso said...

A mentira veste o avesso da verdade. Serve apenas quem não conhece a lisura da textura.
Beijo.

Hannanur said...

Verdade, verdade...é que sem te conhecer gosto de ti.Muito!

Obrigada pelo apoio.

Beijinho

Rain said...

Interessante tema este, e dá bastante que pensar.
Já tinha visto a apresentação deste filme e gostava de ir ver.
Beijinhos.

"Fiquei magoado, não por me teres mentido, mas por não poder voltar a acreditar-te." (F.Nietzsche)