Friday, January 04, 2008

tempo

"A concepção comum de tempo é indicada por intervalos ou períodos de duração".As unidades de tempo mais usuais são o dia, dividido em horas e estas, por sua vez, em minutos e estes em segundos. Os múltiplos do dia são a semana, o mês, o ano e este último pode agrupar-se em décadas, séculos e milênios."


Tempo.
Um dia. dois dias.cem dias.uma vida.
Pedem me tempo.não tenho nenhum.
Não se não tenho ou se não quero ou não sei ter.
Nada a dar.nada.
Dá-me tempo!
Não sei se tenho...


Repito os mesmos caminhos até à exaustão.No entanto, nem sempre percebo que vou cair no mesmo erro, sair novamente desiludida, magoada e com nódoas negras sentimentais.Existem pessoas também, que me dizem, que há outras que gostam de ser magoadas e por isso posicionam se na vida de forma a que isso lhes aconteça. Não sei...sinceramente não sei...
Talvez inocentemente, acredito que cada um de nós não faz aos outros o que não gostam que lhe façam a si...Que a vida é uma roda gigantesca, que volta muitas vezes ao mesmo ponto de partida, sitios comuns e muitas vezes, desnecessariamente, às mesmas estórias. Ou será que não são as mesmas estórias mas sim o modo como nós as vivemos ou escrevemos é que são comuns?É como se fizessemos uma musica, colocassemos na pauta as mesmas notas, sistematicamente, e a melodia fica sempre igual....
Se calhar arrisco sempre na pessoa errada...Mas como sei que é a pessoa errada???Preciso deixar assentar a poeira, o que me pode levar algum tempo eu sei..., e tentar aprender a minimizar a desilusão ou o sofrimento que a saudade provoca.Tentar esquecer...Parece fácil dito assim...mas não é..acreditem...eu tento e sei que serei capaz mais tarde ou mais cedo...Muitas vezes volto ao principio.Juro que será a última vez, que serei mais esperta...sim não disse inteligente propositadamente porque nada tem a ver com inteligência...que mudarei comportamentos...que serei mais egoista...Parece fácil não é??
Não é. Mudar comportamentos e atitudes é complicado, principalmente quando o que contam são os sentimentos. Talvez seja aí o meu erro ou não... Sentir... No fundo são estes que que me fazem levar muitas vezes à mesma situação, que tudo por vezes em mim se repita...se calhar sou eu que me ponho a jeito... Chegará o dia que serei capaz de dar um passo maior, de mudar de sitio, de gestos, de postura...não sei...de estar a jeito que a vida não me magoe.

Dá-me tempo!
Não sei se tenho...
Certamente
O tempo matará as duvidas
resta me então esperar um pouco
ou não…

Amanhã começo a correr.

23 comments:

QJ said...

Deus nos pede do tempo estreita conta!

É preciso dar conta a Deus do tempo!

Mas como dar, do tempo, tanta conta,

Se se perde sem conta tanto tempo?!



Para fazer a tempo a minha conta,

Dado me foi por conta, muito tempo,

Mas não cuidei no tempo, e foi-se a conta…

Eis-me agora sem conta…eis-me agora sem tempo…



Ó vós que tendes tempo e tendes conta,

Não o gasteis, pois nunca, em passatempo,

Cuidai enquanto é tempo, o terdes conta.



Ah! Se quem esta conta de seu tempo

Tivesse feito, a tempo, preço e conta,

Não chorava, sem conta, o não ter tempo.



Frei Castelo Branco – Séc. XVII

Maariah said...

Gostava de poder dizer algo que te fizesse sentir melhor. Mas falas de coisas muito complicadas. Tu meesma dizes, mudar comportamentos e atitudes é dificil. É suposto aprendermos com os nosso erros e não voltar a cair nos mesmos. É verdade, mas prefiro continuar a errar do que a ter medo de sofrer e como tal a recusar-me a tentar.

Dizem que o tempo cura tudo ...

Rain said...

Certamente o tempo nos salvará...

Maria P. said...

Desejos de bons tempos para 2008!

Bjos*

pn said...

vamos atear uma fogueira no núcleo profundo do bosque
convoquemos esquilos e druidas
e exorcisemos a perene angústia


bisou
paulo

nuvem said...

Já vi que estamos em plena sintonia... Ambas a escrever sobre o tempo. Mas eu acho que correr não é a solução. A vida é demasiado curta... Devemos estar conscientes de cada passo porque não podemos andar para trás. Caminhar com calma, com prazer, parece-me a melhor forma de encarara vida. E quando algo nos magoa os pés (o que, de resto, é inevitável), pararmos, curarmos a ferida e depois continuarmos a caminhada, aprendendo a amar também as cicatrizes que vão ficando...

Mil beijos para ti e um Feliz 2008

Antes Prefiro said...

não há pessoas erradas - tudo o que nos acontece, acontece por um determinado motivo! há sempre uma razão, mesmo que ela nos passe sob os olhos, invisível!
mudar comportamentos e atitudes é complicado, dificissílimo, mesmo, mas não é de todo impossível.
e sim, por vezes as pessoas posicionam-se na vida para levaram umas sovas emocionais... mas às vezes é preciso que assim seja, porque "o que não nos mata, torna-nos mais fortes!" às vezes é preciso fechar os olhos ao que é racional e certo, penar um pouco, para mais tarde colher os frutos - "no pain, no gain", certo?
gostava de poder dizer que há um caminho mais fácil, mas a verdade é que não há. o caminho é este, e tudo o que sei é que no caminho, tudo aquilo porque passei ao longo da vida vai compensar, pois vai dar-me as ferramentas certas para fazer da minha vida tudo o que ela puder ser...
gostei muito deste teu texto, e, como já deves ter percebido, identifiquei-me muito com ele!
planeio voltar a este teu cantinho ;)

maria josé quintela said...

a correr. ou a passo. importante é o trajecto.

faça sol. ou faça chuva.
porque faz parte deste ofício. viver.

um beijo

Luis Eme said...

Acho que é uma questão de sorte...

o passatempo de algumas pessoas é iludir os outros, com máscaras, mesmo que não estejamos no carnaval...

O que noto é que as pessoas habituadas a jogar com os sentimentos dos outros, têm faro para se aproximarem das pessoas mais sensíveis...

abraço

Lu.a said...

Passei para deixar um beijinho e votos de um bom fim de semana! :)

PavlovDoorman said...

E por vezes sermos um pouco egoístas abala o nosso mundo...

Beijo e bom Domingo para a menina

off said...

percorro os mesmos caminhos uma e outra vez
no fundo a esperança perdida é sempre um talvez
e nas esperas por que passo
e nas quedas que ultrapasso
ultrapasso-me

mais uma vez sublime velas
tenho pena que assim seja.. comigo também.. espera-se.

beijinhos e boa corrida

tufa tau said...

também a escrever sobre o tempo?
se corres para alcançar o tempo, deixa-o ir... ele não te perde de vista!
mas não deixes que seja ele a comandar-te.
amanhã começa a correr... por ti!

beijo

miak said...

Eu sei que passo o "tempo" a dizer isto... mas a vida demora.

PintoRibeiro said...

Andamos parecidos.
Bjinhos,

Su said...

como te entendo..........

jocas maradas de dias bons

MentesSueltas said...

Hola, pasaba a saludar y dejar un cariño desde Buenos Aires.
MentesSueltas

Paulo said...

Adorei este post.

A simetria das imagens muito perfeita...

O tempo é algo muito valioso e muitas vezes desvalorizado. Como em tudo só quando temos falta dele é que nos apercebemos de quanto nos faz falta...

Beijo e um excelente 2008

vsuzano said...

tc tac tic tac.... o tempo passa, muitas vezes sem darmos conta, muitas vezes sem apreciarmos a vida...
Cuidado com isso!, apreciem e sintam as coisas boas que nos rodeiam, sejam as pessoas, sejam momentos, sejam as coisas...

Abraço

Canto da Carlota said...

SÊ FELIZ! Votos ano 2008 te ilumine e dê muitas energias! beijo

Joana said...

adorei o blog, e adorei este post, identifiquei-me com ele...voltarei! :)
Bjinhos

Genesis said...

Compreendo completamente o que sentes, eu também tenho passado por tais desilusões (ou provações) sentimentais e sei que esquecer e recomeçar não é fácil.
Desejo a ti muita força e esperança.

Beijos em ti.

Att:Genesis
jaci.paganini@gmail.com

via said...

pois, também passo a vida a dizer isto a mim própria, engraçado ler-te.