Friday, February 08, 2008

apetecia ter saudades..a perfeita confusão da minha cabeça

Sem perceber tomei uma decisao: partilhar a minha vida com alguém que tinha que procurar ou encontrar,ou ficar comigo e o meu espaço, optei pela 2ª inconscientemente.Não sei se foi a melhor opção, se calhar nunca vou saber...Se me arrepender ninguém é culpado.Tambem sei que não se vive sem amor, a começar pelo próprio, coisa que não tenho muito e preciso de aprender a ter, se ainda tiver tempo... Mas tenho saudades de ter saudades...Se tivesse saudades de alguem era porque alguem estava presente na minha vida e eu não me sentiria tão só.Mas sou tão complicada!Tenho dias de extrema ansiedade, gosto de tudo no lugar porque tenho lugar para tudo, não gosto que me façam perguntas..................
Já sei que todos os portugueses tem saudades...que é uma palavra apenas portuguesa, tralalalalalal....Recordo me das coisas boas e das más que já vivi mas não se vive do passado e também não gosto muito de pensar no futuro.Tenho medo.Tento viver só o presente.Apetecia me ter saudades ...de qualquer coisa, de alguem, de ...Alguem que goste de mim, que não tenha medo de sentir e de mostrar o que sente, que me dê atenção, que não se esqueça de me dar um beijo de boa noite...Tudo o que já tive e perdi ! A vida é um caminho que se segue em frente mas sempre tive dificuldade em fazer aquilo que para os outros é o mais fácil.Apetecia ter saudades... mas não vou dar um tiro neste sentimento tão portugues!Vou procura lo e tentar matar saudades.
Talvez o que precise é de''Beber o mundo como um mata borrão..."[Antonio Lobo Antunes] porque isto de estar vivo não acaba bem!!!




Eu não sou de ninguém!... Quem me quiser

Há-de ser luz do Sol em tardes quentes;

Nos olhos de água clara há-de trazer

As fúlgidas pupilas dos videntes

Há-de ser seiva no botão repleto,

Voz no murmúrio do pequeno insecto,

Vento que enfurna as velas sobre os mastros!...

Há-de ser Outro e Outro num momento!

Força viva, brutal, em movimento,

Astro arrastando catadupas de astros!

Florbela Espanca

19 comments:

Red said...

querida Vela... se algo sei... é que não faz sentido desejar que a tranquilidade chegue à custa de algo tão importante como amar e ser amado... por mais momentos de desilusão e desânimo que tenhamos...

isto é tudo muito curto... estranhamente longo quando não parece existir mais do que tristeza ou solidão...

mas existe

sabes que existe

e não devemos nunca desistir do que nos pode fazer felizes...

talvez viver seja apenas isso... lutar para ser feliz... para ser um pouco mais completo do que ontem...

beijinho

Maria said...

E se eu te disser que te percebo...
... que mais que o beijo falta ouvir dizer "boa noite"...
A vida é assim, feita de coisas boas e outras menos boas, feita de percas e ganhos... e eu gosto de viver, apesar de tudo...

Beijo, Vela

nuvem said...

Eu tenho saudades... muitas.

Minha querida, tens uma surpresa na minha nuvem... Mil beijos :)

Dark-me said...

Se não se tiver saudades de algo ou de alguém, estamos de alma vazia

Eu tenho sempre mtas saudades e noemalmente nem é de "coisas" do meu passado. É mesmo do presente! ...


Dark kiss

Maariah said...

Velitas ao ler este teu post senti uma sensação de Déja Vu. Não é a primeira vez que tocas neste tema: "saudades de ter saudades". O que dá realmente a entender que hoje ( ou quando escreveste) não é um bom dia. Fica o meu abraço.

tufa tau said...

tanta coisa num post só, vela!

________________________

para quê ganhar ou perder saudades de nada


os olhos não vêem para além do que os deixamos ver
a pele não sente o que não a deixamos sentir
prisioneiros do eu, inquisidor ou libertador
fecha os teus olhos, a entrega dá prazer
depois abre-os de novo, para te veres sorrir


não procures a saudade... um dia, ela encontra-te a ti!

Su said...

saudades ..tantas...sempre....

jocas maradas

Jaime said...

Parece que os arménios também têm uma palavra igual, acho que é "garot"... (os portugueses têm a mania que são únicos e irrepetiveis até na lingua, mas quando descobrirmos que somos iguais aos outros seres humanos talvez este país se endireite) e parafraseando o mestre Pessoa , não te preocupes com o tempo... o que é o presente? é algo que existe em função do passado ou do futuro, é algo que existe em função de outras coisas existirem, eu não quero o presente, quero a realidade, quero as coisas que existem, não o tempo que as mede...

Beijos

PintoRibeiro said...

Um bom domingo, bjinhos.
Preciso lá de uma assinatura sffavor!

Maria Laura said...

Eu percebo o que queres dizer. Mas porque não começar por não ter saudades? :)

Just an ordinary girl said...

Penso que te compreendo. Apesar de me acontecer pouco sentir saudades... (E confesso ficar contente por assim ser.)
Tenho saudades de algs pessoas, de vez em quando. Mas vou logo logo procura-las! Qnd elas estão fisicamente distantes demais, sonho-as e guardo-as comigo, dentro de mim...
Saudades de momentos passados nao sinto! Os momentos presentes, os bons e os maus, ocupam-me demasiado. Sou feliz, ou infeliz, com o que AGORA está acontecer comigo.


E, agora, neste momento, o que sinto é um pouco de tristeza pq o que acabei de ler revela tristeza tua, tb. É realmente bonito o que escreves, mas preferia que nao soubesses escrever tao bem e bonito mas fosses uma menina um pouquinho mais feliz!! (Pq gosto de ti.)

Su said...

voltei..pq tinha que reler

jocas maradas...sempre

poca said...

e todo esse turbilhão de sentires pode ser traduzido por um únco sentimento real: saudades do futuro!

de um futuro que corresponda à nossa visão de felicidade.
um futuro sem faltas.
um futuro que chegue hoje.

nem sempre é fácil esperar.. acreditar..

beijinho grande

Jotabê said...

o importante é 'amar' as nossas escolhas, e a multiplicidade de realidades que a vida nos põe à disposição, são como os pratos de comida, o mesmo prato pode ter vários sabores, dependendo dos condimentos que lhes colocarmos.

assim as nossas escolhas, mesmo que insípidas nos pareçam, dependendo dos 'condimentos' que lhes colocarmos, podem ser as melhoes o mundo.

:)

beijocas

mariazinha said...

ter saudades é bom, faz sentir vivo. vai em busca das "coisas" que vale a pena não querer perder.
beijo*

beta said...

Eu tinha saudades deste blog ( a sério!)... Portanto as saudades existem em ti... Talvez não seja da forma que queiras; mas nunca é da forma que queremos...

Eu tenho-me a mim, como tu também te tens a ti, nas tuas paredes, mas depois também existem os Outros... Aqueles que falam da tua ausência de Saudades. Isso é bom, sabes?

Beijo

PintoRibeiro said...

Não acaba, não...

Mateso said...

A saudade é algo tão simples, pode ser um simples recordar. Certamente que recordas tantas coisas.. aí está a saudade. Ter saudade de gente? ou antes a falta de alguém?
Beijinho e puxa a tua saudade.

Maçã de Junho said...

"isto de estar vivo não acaba bem"


as coisas que me passam pela cabeça....

um beijo grande princesa

tua
M