Wednesday, February 13, 2008

Talvez seja tempo de parar de guardar recordações e deixar cair as que levo nos bolsos.

20 comments:

Passaro de Corda said...

As recordações são lixadas!tanto nos aquecem o coração, como nos fazem chorar. Mesmo assim guardo todas comigo, as boas e as más, todas no bolso e não as vou deixar cair. No fim, tudo o que nos vai restar são as recordações.

Maria said...

Quantas vezes já pensei nisso, mas é tão difícil....
... para além de que preciso das minhas recordações, das minhas memórias.... (as boas e as outras...)

Um beijo

Just an ordinary girl said...

Adorei esta frase! E concordo com ela: devemos nos ocupar a viver intensmaente o presente, quase como se nao houvesse nem passado nem futuro, e tentar dar o melhor de nós...

De vez em qd páro para procurar em mim lembranças de antes e fico, quase sempre, demasiado infeliz. Recuso-me portanto a carregar comigo momentos que ja nao sao meus, e obrigo-me a inventar outros que sejam melhores e cada vez melhores!!
Claro que nao vou conseguir sempre, mas sou feliz é qd tento.

Beijinhos!

tonsdeazul said...

E talvez seja tempo de continuar a sonhar

amazing said...

Nããããã...

Roderick said...

Foto linda. Onde a arranjaste?

Ah, é verdade. beijos. Já não passava aqui faz um tempo.

Hannanur said...

A Vida é uma colecção de vivências,experiências e recordações.Boas e menos boas.Algumas chegam mesmo a ser más.Mas ter muitas para recordar é sinónimo de uma vida rica.
Eu não as quero perder,nunca.

Tem um dia bonito.

Kiss

Zélia said...

As recordações ficam sempre.... não podemos é estar constantemente a vive-las...!

beijinhs grandes

poetaeusou . . . said...

*
mensagem standard
*
neste dia, recusa
o manto da solidão,
“ cobre-te de ti “
e sairás renovada(o)
,
in-poetaeusou
,
conchinhas
,
*

isabel mendes ferreira said...

...


e deixar que o tempo as molde.


como esculturas.


.

bom dia 14.:)


bjj.

melgadoporto said...

Nós somos recordações!
Não devemos é andar, com certas recordações, sempre nas mãos.
Porque o não são, nem queremos que sejam.
:)

D'age said...

Olha estou a ouvir o Adágio de Albinoni... e leio-te com atenção...
Poderosa, estás, estás...

Passa por aqui e olha...
BJ

Vieira Calado said...

Eu continuo a guarda religiosamente as minhas recordações.
Mas cada um é como é.
Cumprimentos

Pedro Branco said...

Cuidado. De bolsos vazios os caminhos tornam-se mais pesados...

cruelenelcartel said...

Aceito a dica.
Certamente me sentiria mais leve.

Carracinha Linda! said...

Deixa-te ficar com elas. Boas ou más, mas fazem parte de ti!

Beijinhos

ChiCa said...

yeap... concordo! e correr atrás de algo desconhecido... weeeeeeeee!!!

Beijinhos e bom fim de semana

PavlovDoorman said...

Aí está algo que me levou uns anos a perceber, o não recorrer às recordações, e não tendo sido há assim tanto tempo penso que compreendo perfeitamente o sentido das suas palavras.

Força Menina das Velas e siga para ilumunar o seu rumo.

Beijinho

Mãos de Veludo said...

hm... talvez, talvez... mas dpis... acho q fico mais vazia...

desculpa, n consigo raciocinar com esta musica dos clã a tocar... é tao linda!! ADORO!!

nuvem said...

Gosto muito das tuas palavras, no sentido poético.

Quanto à realidade, prefiro acarinhar sempre as minhas recordações. Boas ou más, são aquilo que eu própria sou. Não as trago nos bolsos, arrumei-as numa caixinha em forma de coração, que nunca por nunca deixo cair.

Mil beijos, querida :)