Sunday, April 22, 2007

anoitece

o que persiste é toda a imensidão do nada
que em si compreende o mundo inteiro

um sopro
pouco menos que um sussurro

no meio desse nada resto eu
nem perdida nem atónita nem cansada

entre uma cerveja e outra
poderia embriagar-me mas não hoje
que de tanta lucidez de mim perderia

nos aneis de fumo do cigarro
que não fumo

opto pois pelo silêncio cúmplice da escrita
e deixo que em mim mergulhe a noite

40 comments:

maria josé quintela said...

entre uma cerveja e outra, as tuas palavras reflectem serenidade.

um beijinho.

Afonso said...

Boa semana . . .

pn said...

um nada
um sussurro
um silêncio
um mergulho na noite

a alba
a luz
o murmúrio
o grito

BOOOM DIIIA VEEELA!

Lu.a said...
This comment has been removed by the author.
Lu.a said...

Uma boa semana para ti! :)

Isabel Magalhães said...

li e fiquei a pensar.


tem uma boa semana.


I.

amazing said...

Dizem-me que a noite é boa conselheira!

Teresa Durães said...

cada vez mais apaixonada pela tua escrita!!!!!

Kalinka said...

Olá

Vim «espreitar» seu jardim de palavras, cheio de cores vivas neste início de Primavera.

No kalinka, pode ver uma brincadeira que fiz, em forma de poesia para resumir o agradável jantar de Primavera que aconteceu na outra semana; seguidamente organizei uma festa de aniversário para o dia 19 de Abril, meu dia de nascimento e, neste momento estou recordando uma viagem que fiz na Páscoa de 2006. Todos temas muito variados e interessantes q.b.

Boa semana.
Beijos e abraços.

Ant said...

Que bem se anda a escrever por aqui. Hoje passei... fica tranquila... eu ando mais no Porto. Sei lá... é mais doce ;)) bjs

Branca said...

O silêncio, por vezes, é o nosso melhor companheiro,
é ele que nos percebe quando mais ninguém o faz...
Fica um pouquinho em silêncio mas não em demasia,
õ nosso espírito precisa de silencio mas mais ainda de comunicar...

Beijinhos e boa semana :)

PintoRibeiro said...

Gostei, gostei mesmo muito.
Bom dia, bjinho,

Sea said...

e o passar da noite, traz sempre um novo dia.
uma nova luz.
um novo silêncio.

beijo

joaninha said...

o silencio faz mto bem... à alma...

un dress said...

...e a noite aceita o convite:

...


mer gu lha :)

VICIO said...

estiveste com a melhor companhia! TU...

sa.ra said...

"opto pois pelo silêncio cúmplice da escrita
e deixo que em mim mergulhe a noite" e o dia, acrescento!

gostei muito! muito!

beijinho
Dia muito feliz!

©õllyß®y said...

Se a noite vem e o som agride…
Refugia-Te no silêncio,
Mas…
Se a noite vem e o som adoça…
Grita no prazer do sentir.
Bjca

Belzebu said...

Os meus parabéns. Acabo de ler algo muito, muito bonito!

Saudações infernais!

veritas said...

Por vezes tranformar o Nada em pequenos tudos é uma questão de perspectiva. Estaremos preparados para mudar?
Houve uma altura da vida em que me rendi ao niilismo...
Bjs. Boa semana.

Pedro Branco said...

De nada a minha loucura será paciência. Da paciência serena de mais uma espera. Na espera de te ver de novo, talvez novo. Novo de mim, de ti, enfim... de todos os tempos da aprendizagem. Pela aprendizagem que vamos tendo sempre que nos embriagamos na solidão. Pela solidão que me trazes sempre que penso em ti. Porque de ti, talvez não sinta mesmo nada. De nada a minha loucura será paciência.

(Eu, de ti, sinto tudo! Escreve-me... Só a mim.)

Brain said...

Velas...
O que eu leio nas entrelinhas das tuas palavras...

Diz não!

Diz não à impassividade,
Diz não à desistência,
Diz não ao cansaço,
Diz não ao não querer mais,

Diz não!

Eu não sei o que te trouxe até aqui,
Mas sei que és BEM superior a isso!

Lê-te!

Lê o que escreveste outrora,
Lê o que escreveste dantes,
E encontra-te!

Eu já te li aqui bem diferente,
Por isso,
Eu acredito,
Eu SEI,
Que TU ÉS CAPAZ!

Quero encontrar-te lá à frente,
No virar da esquina desta fase de vida.

Consegues lá chegar?
Eu acredito que sim, mas se por um único momento,
Se por um simples segundo,
Pensares que não,
Chama-me,
Que eu,
De boa vontade,
Vir-te-ei buscar!

Acredita!

Beijo sentido.

(Sente-o...)

Scarlett said...

Embriaguez de palavras.
Quem disse que não faz bem?...

Memórias de Um Sorriso Luso said...

Faço das palavras do Vicio as minhas.

Beijinho e uma boa semanita

Manel do Montado said...

É simplesmente cativante a forma como escreves e os sentimentos que traduzes nos teus poemas.
Por isso passo aqui amiúde, encostando-me a um canto lendo e, como escreves… opto pois pelo silêncio cúmplice da escrita…
Bj

Bandida said...

o silêncio.pois. o silêncio.

acende a vela. vê a sombra e reconhece-te cúmplice de ti.




beijo V.


B.
_________________________

Giorgia said...

entre uam cerveja e o fumo de um cigarro é tamanha a lucidez que perturba... e tornas tudo tão claro, como se fosse simplesmente isso...

beijo do tamanho do mundo

impulsos said...

A noite é a mais fiel de todas as cúmplices...
A serenidade do silêncio dá uma ajudinha e tudo se conjuga numa perfeita harmonia.

Beijo num impulso

PS. Adoro a tua escrita!

crispipe said...

e voilá..... temos escritora????!!!

Jokinhas

PintoRibeiro said...

People are strange. Na boa.
Bjinho,

João Cordeiro said...

A noite é uma optima conselheira.


Beijinho sonhador

Utzi said...

A noite pode ser uma inesgotável fonte de inspiração...

Beijos :)

Francieli Rebelatto said...

Sim, a escrita nosso refúgio...e o álcool nossa perdição, mas quem sabe então nos refugiarmos mais e mais...

Beijos, te cuida!!!

kolm said...

Não querendo sair da seriedade das tuas palavras, mas agora com mais tempo (finalmente) aproveitei para ler os post anteriores e...

Vi o teu cão. Morri de encantamento (sorriso)!!

Sorriso grande!!

vida de vidro said...

No silêncio da noite, a escrita faz-te olhar de forma ainda mais lúcida para dentro de ti.
Uma escrita cada vez melhor, por sinal. **

João Filipe Ferreira said...

lindissimo..adorei...adorei o teu blog...:)
recomendo te a participar em www.luso-poemas.net, ias encantar aquele espaço:)

ahh quanto ao meu livro se quiseres ainda envia me mail com os teus dados que enviarei com muito muito prazer..será uma honra ter o meu livrinho nas mãos de quem encanta....(adorei mm o que por aqui li):)

joaofferreira@hotmail.com ou joaoferreira1@gmail.com
e envio em via verde e dou o NIB como preferiste:)
beijinho mt mt mt mt grande e obrigado pelo carinho:)

JuvePP said...

Olá,
Tens aqui poemas muito intensos, bem reveladores da alma humana.
Beijinhos, força

fresquinha said...

Belo blog ! Parabéns ! Muita raça.

Vera Carvalho said...

Na imensidão do nada
sussuros vazios
imploram-te a força do teu ser.Essa reflecte-se na tua escrita.
Um abraço do tamanho do mundo.

Nuno Carvalho said...

Em mim... a noite é como uma bala perdida...

Quando anoitecida, cambaleia de encontro aos recantos de pele que escondo debaixo da roupa, que de menos do que papel de poema, não ousa proteger-me da bruta aleatoriedade dos seus textos feito Lua.

Bala perdida mascarada de várzea...

Bala perdida explodindo de tudo o que é...

de noite.

Beijo