Wednesday, April 25, 2007

Vive a vida o mais intensamente que puderes.
Escreve essa intensidade o mais calmamente que puderes.
E ela será ainda mais intensa no absoluto do imaginário de quem te lê.
Vergílio Ferreira

34 comments:

Eric Blair said...

:)

pn said...

2 finos conselhos para uma afinada conclusão...


o princípio da roulotte?
(belos gastrópodes)


tens caracóis?
(no cabelo, claro!)

Cadinho RoCo said...

É preciso viver para se ter a leitura do viver.
Cadinho RoCo

migvic said...

Caracois janotas.

aida monteiro said...

e que a «casinha» seja leve
e colorida!

um abraço
neste Abril:)

Francieli Rebelatto said...

Viver intensamente, isso, é a melhor solução!! é a melhor forma de sermos completos, intensos e plenos!!!

Beijos, cuide-se e essa foto que coisa linda!!!

ChiCa said...

MUITO BOM!!!

Beijinhos

PS: mmmmm... não fosse a ventania lá fora e o frio que se voltou a sentir e era ver-me a passar o dia inteirinho na praia acanbando-o a comer caracóis e a beber uma jola bem fresquinha!!!

achama / Sonia said...

Um beijinho sem caracóis.

Dawa said...

Tão lindo! Adorei a escolha do texto e da foto. :D
Lindo!
Beijo grande, querida!

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras said...

Genial!
A foto então é demais.
Amei

Bjs

inBluesY said...

boa escolha linda.

e bons os teus textos :))

Miss Alcor said...

Carpe Diem!
Lindo texto!

nothing said...

Muito obrigado por passares no meu blog :)

Gostei muito do teu post e dos "teus" caracois!!!

Beijinhos

amazing said...

Cuidado!!!!!

O caracol que vai atrás está quase a cair!

sa.ra said...

Que cada dia seja vivido não como se fosse o último, mas como sendo único, porque isso sim, é verdade!

e escrevê-lo assim, com essa entrega!

gostei muito dos caracóis!

devagar pode não se chegar longe, desde que que se chegue onde se deseja, pressa para quê?!

beijinho
Dia muito feliz!

Silver said...

E eu li o intensamente e depois só vi uma enorme travessa de caracois, um cesto de pão torrado de um lado, uma imperial de outro. Isto numa esplanada ao fim de um dia de praia, claro. Ando a sonhar acordada! pois! bjiiinhes

Lu.a said...

:)
Gostei!

Zeca Paleca said...

E nunca tenhas medo de viver!

Quem nada arrisca, nada teme

Saudações cordias, simpáticas lembrando que o Amor e o Fogo antigos, facilmente reacendem. Não é?


eheheheh

Obrigado pela tua visita ao nosso

http://lusoprosecontras.blogspot.com

Luis Eme said...

Que bom seria, conseguir seguir o conselho do escritor Virgilio ou do professor Ferreira...

veritas said...

São os lastros que deixam, os frutos da passagem...assim como nós ...na vida...

Bjs.

Sea said...

sou um bocado apressada.
calmamente, não rima comigo :D

beijo

Teresa Durães said...

excelente!!!!!!
beijos

PintoRibeiro said...

Sem tempo, a correr, passei para deixar um bjinho,

Twlwyth said...

Aqui está uma prova de o que escrevemos se reflecte nos outros. Obrigada pela tua visita. Adorei os caracóis. Bjinho.

Confrade said...

um óptimo conselho! fico feliz de te ver menos triste!

bjs

p.s.- por acaso já me andam a apetecer uns caracóis acompanahdos de umas imperiais fresquinhas...

TONY, Duque do Mucifal said...

gosto muito de Virgilio FERREIRA.
Sempre uma boa leitura.

yoshihiro said...

Serão os caracóis que estarão que estarão a fazer isso no absoluto do imaginário? :)

São palavras sábias, mas...
fico sempre com essa palavra meia engasgada!

bj

TAU TAU TUFA said...

acabei de escrever um poema.
beijo

Tau Tau Tufa

Su said...

amei este post....por tudo

jocas maradas

borrowing me said...

velinha também eu estive lá
apenas não com a companhia certa...

bjs
bom fim de semana

un dress said...

basicamente sim :)

partindo do vasto princípio que queres estar bem, que mais opções haverá?



beijO*

Afonso said...

Adorei a imagem. A vida alucinante de um caracol!! =)

Tb gstei muito do texto. O que é bom tem de ser apreciado . . . devagar!

Até breve . . .

absorbent said...

o lixado é quando nao se consegue fazer nem um nem outro... ou pior, quando se faz um e nao o outro :)

Márcia said...

Esta imagem é linda... e o texto também...

Beijinhos