Wednesday, April 04, 2007

corri


O pensamento sem fôlego tentava recordar todos os momentos. Corri. O que queria deixar mais longe:o despero, a lua cadente, o vestido preto, uma esquina, uma escada — corri — abandonar aneis de prata, loiça partida, três ou quatro fotografias — corri — filmes, discos, livros, um jardim, uma janela. Corri ao lado de mim, pensando em mim. Aquelas tardes de cores lentas de sussurros incendiando o silêncio e risadas altas. Vertigem? Corri.Com a certeza que os relâmpagos matam mais do que vulcões, furacões e terramotos. Corri comigo. Correria comigo para o resto da vida. Qual vida.. qual vida... qual vida qual? Para sempre, tão iguais como o são o dia e noite, o branco e o preto. Corri. Os dias continuam monótonos, os discursos insossos e as noites lúgubres. Entre a sombra e a sombra, para sempre. Qual vida? Qual? Corri.


The Smiths - Stop ...

19 comments:

João Silva said...

Não corras demasiado depressa de maneira a que não consigas ver o rosto das pessoas que se cruzam contigo na rua. Poi a chave para a felicidade, para curar a solidão e para gostar da vida está muita vezes nos outros!...naqueles que nos fazem sentir bem.

Nuno West said...

Posso pedir? Posso?

Que corras para fugir de perguntas de que não gosto. Qual vida. A vida que dá sorrisos.

Cometa 2000 said...

Entrei neste blog pela primeira vez e não consegui deixar de me deter. Neste momento não corro porque parei: diante de quem escreve bem, ante palavras que transmitem a vida em movimento ainda que com dor.
Parabéns!

Mina said...

Quando te sentires cansada, páras... e pensas... e relaxas... e vês que o tempo passou mas não parou, como muitas vezes queremos...
Boa Páscoa... bem ou mal, tem que ser.
Bjs!

amazing said...

Corre corre minha linda, que o teu correr tem graça!

PR said...

Estás bem?
Bom dia, bjinho,

Carracinha linda! said...

Olá Velas,

Corre...e quando te sentires cansada pára...relaxa...E corre de novo!

O tempo não pára, voa. E é dificil conseguir acompanhá-lo.

Beijocas!

Cris said...

Não perguntes mais nada! segue só em frente.

Solicita-se a sua comparência no post de hoje, em Terra.

1000 beijinhos
Cris

bono_poetry said...

VAIS CORRER AMIGA?...OU SO QUERES VOAR DAQUI?...
O RUIDO DOS MOTORES E UMA FORMA DE SILENCIO COMPACTO...
EM SUA CRISTA SE ISOLA O PILOTO PAIRANDO SUSPENSO...
NO MURMURIO DOS CEUS...SEU PONTO DE VISTA...E O DAS GRANDES AVES E SEU OLHAR...ABARCA OS IMENSOS ESPACOS SILVESTRES...
OS TONS VERDES DA PAISAGEM...
O BORDO DAS MONTANHAS...E O LADO DE LA DO HORIZONTE...NO CORACAO TUBULAR DA MAQUINA.....O PILOTO E A SEU MODO ...UM POETA TAL COMO TU...ANDA INSPIRA-TE VEM...

olhos cor do lago said...

Não desesperes,
Tens sempre os amigos reais, aqueles que se preocupam contigo sempre e em qualquer circunstância.
E tens os amigos virtuais que tb estão por aqui, ou por aqui passam e gostam de te ler e deixar a sua amizade.

Boa Páscoa.

Beijinhos do mafarrico (eu)

kinha said...

Boa Páscoa e um beijinho.

TONY, Duque do Mucifal said...

sabes, a vida é parar viver com intensidade mas nao á pressa nem depressa.
Segue o rumo da vida, do dia e da noite. Percebe e saboreia aquilo que te dão e que tu obtens.
A vida não se resume apenas e só a momentos...a vida é tudo o resto...

Cusco said...

Olá! Aproveito para deixar os votos de uma Santa e Feliz Páscoa!
O texto que acabei de escrever tem por objectivo homenagear todos os meus familiares: Os vivos, os mortos e os que estão por nascer ainda. O mundo é muito, muito pequeno.. … quem sabe se esse cheiro a flores não te persegue e protege a ti também….Para Sempre!!!
Até breve
SE DEUS QUISER

Tiago said...

Corro e paro, param-me, demoro-me nesta vida, a minha, corro e paro, avanço e recuo, corro, apenas corro, mas olho para um lado, e depois para o outro e encontro, as faces, os rostos, das pessoas que me levam a correr, corro, sim corro ao teu lado, com som, com alegria, sorrindo, com este som...

Um beijinho velita

esta musica foi muito bem escolhida

Bandida said...

eu sei que tu gostas do Ferré...
as sombras relembram-nos que existe luz. e tu corres porque os poetas são assim.



beijo V.


B.
__________________________

A estranha said...

Lembras-me de mim há uns tempos atrás... Vais correr até teres que parar... Não há outra forma!

No entanto, tenho que dizer que a vertigem é inesquecível... Sem mais.

Beijos

sôdona.leide said...

na direcção certa... mas corre!

bom fim de semana!

arritmia visceral said...

e eu CORro-te na imaginação
e também ao lado, a olhar-te
sem precisar das palavras
e a dizer-te "és forte"
com os olhos muito acesos.

um beijo do barro
que se molde.....

Anabelacps said...

Epá!

Tive que ir verificar que idade tinhas, só por causa das tuas escolhas musicais... é que, são iguaisinhas às que eu ouvia quando era tenn.

Este blog faz recordar.
Agora vou tentar ler o que diz.