Wednesday, January 03, 2007

Dispo me, abraço e aplaudo

Dispo me ...

  • sou trintinha
  • mau feitio
  • bom coração
  • com sentido de humor...mas não gosto dos Gatos Fedorentos (SorrY)
  • imensas noias e conflitos interiores
  • quem me conhece não é mais feliz por isso, sou banal
  • o meu rosto vem já a seguir.....

    Flutuo, consigo deslindar o meu gosto sem esforço

Balanço é o que a maré me dá e eu não contesto

Amanhã, pensar nisso sempre me dá mais jeito

Fazer de mim pretérito mais que perfeito

Susana Félix
Flutuo

Por vezes flutuooooo....fujo de mim........

Abraço,

Nunca se perguntaram:E porque é que eu vou aos blogues, apesar de lá chegar e não falar na realidade cara a cara? Será importante que o virtual se torne real, que imagens criadas na imaginação tomem forma de pessoas, que palavras lidas passem a vozes, que elos blogosféricos se concretizem em laços afectivos presentes? Não sei....

Existem as amizades geradas através da Internet. Permanecem e outras foram fugazes. Talvez as amizades virtuais não sejam para durar, pensámos nós…Para mim esta amizade é como borboletas esvoaçando de blogue em blogue.

Tu meu amigo blogger...

Ouves-me quando estou preocupada

Animas-me quando estou triste

Dás-me ânimo quando hesito

Amparas-me quando falho.

Algumas pessoas far-se-iam pagar por isso.

Obrigado(a) por seres amigo(a).

a todos aqueles que visito

Obrigada especialmente por me aturarem à muito tempo..

Tiago, Bandida,Dessassossegada, Giorgia, Teresa, Delfim, R,

Dark me, Tony, Louco , Nuno,Scarlett e ao Daniel


Aplaudo,

Os artistas, as pessoas comuns que fazem pela vida, aqueles que se entregam aos outros que mais precisam, a ti que lês e escreves partilhando comigo o que pensas....

Solidão por Francisco Buarque de Holanda

Solidão não é a falta de gente para conversar, namorar, passear ou fazer sexo…Isto é carência.Solidão não é o sentimento que experimentamos pela ausência de entes queridos que não podem mais voltar…Isto é saudade.Solidão não é o retiro voluntário que a gente se impõe, às vezes, para realinhar os pensamentos…Isto é equilíbrio.Solidão não é o claustro involuntário que o destino nos impõe compulsoriamente para que revejamos a nossa vida…Isto é um princípio da natureza.Solidão não é o vazio de gente ao nosso lado…Isto é circusntância.Solidão é muito mais que isto. Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa Alma.

(Um grande bjinho para ti Maçã por esta música linda).

este aplauso,[não me digas que não estás a ouvir], é para ti que estás a ler....Pois é...ObRiGaDa por me fazeres companhia!

31 comments:

Anonymous said...

Solidão é isso mesmo. E é horrível

E quando quiseres ir beber café combinamos. Não me escondo :)

beijos grandes para que a solidão se afaste se for possível! (sou mesmo forreta em beijos, coisas)

elsa nyny said...

Olá!!!
Passei por cá!!!
Gostei!!!
Cuidado com a solidão!!! A solidão mata!!Temos que olhar para o lado e ver quem está só!

Tudo de bom!
:))

Anonymous said...

podemos nao ficar mais felizes, mas ficamos concerteza muito mais preenchidos...

muitos bjinhos

Anonymous said...

Querida Velas:

Este texto do meu Chico não é uma musica...
Foi um texto que ele escreveu e que me mandaram num periodo em que pensei estar sózinha...
Talvez estas palavras me tenham ajudado a (re)encontrar-me...
O meu Chico tem esse dom, de dar aos outros as palavras que revelam os seus sentimentos.
Quanto aos "amigos virtuais" é um tema que me passa frequentemente pela cabeça... Tenho várias opniniões sobre isso, mas para quê divagar?
Mais vale aproveitar, vir aqui, ouvir a Musica, descer, subir, enfim, ficar um pouco....


Beijo Grande
Maçã de Junho

crispipe said...

São pelo menos diferentes as pessoas que te conhecem e que gostam de ti. Feliz por te conhecer.....Euzinha.
Jokinhas

inBluesY said...

muito enternecedor o que descreves de forma quente e muito chegada ao que 'nós' eu sinto também.

pode ser virtual e virtual tb é alguém que nos faz companhia numa mesma esplanada, nos trajctos diários de metro e contudo quantas vezes não sorries e conversas com esses mesmos desconhecidos... sem nenhum mal.

beijinhos linda

Sea said...

Bolas! Bolas! Não venho aqui um dia e tenho bué para comentar :D
Sabes que, dá-me a sensação que falas daquela solidão, do estar sozinho no meio da multidão. É complicada de explicar. Surge, sem darmos por ela, sem aviso, dói e corrói. Também padeço dela, por vezes. Mas, como tu bem disseste: "Solidão é quando nos perdemos de nós mesmos e procuramos em vão pela nossa Alma.".
Mas, é momentânea.
Não te esqueças disto.
Um beijo

Anonymous said...

Leio. Como costumo. Comento pouco. Não sei comentar vidas.

Não mereço aplausos. Tenho é sorte em ler.

:)

Anonymous said...

Oh linda tens toda a razão no que escreves!
Não são precisas formas, apenas sentimentos!
Não são precisos nomes, apenas palavras de conforto!

Enquanto estivermos nesta blogosfera nunca nos podemos sentir sós!

Bjinho kida :)

Anonymous said...

Gosto de pessoas e na blogosfera encontro pessoas. Não sei tudo delas, mas sei algumas coisas. Tal e qual como na vida real....
Por isso, acredito que aqui se possam construir amizades tal e qual como em qq outro lugar.

Sobre a solidão? Dói demais. E é um mal nao muito dificil de evitar: ao fazermos companhia a alguém, estamos a resolver duas solidões.
Ao menos quanto a este problema, nós conhecemos a solução. O passo seguinte é executar essa soluçao. Caramba!!, são tantos os outros problemas e dificuldades e dores que não sabemos como resolver ou evitar!!!

:-)

Um beijo grandeeeeeee, para ti! Um ano novo cheio de dias bons, é o que eu te desejo.

amazing said...

E um grande GRANDE Aplauso para TI minha trintinha!

Anonymous said...

parabéns a ti
já faz parte da leitura diária as visitas aqui
feliz 2007

Jotabê said...

'De solidão, sofre quem olha depressa demais para quem a rodeia, ser reparar que a companhia está mesmo ali, ultrapassados que sejam, a impaciência, a intolerância, a ansiedade e a desmesurada ambição.’
(...)
Tramada, esta circunstância da vida que nos olha com os nossos próprios olhos.

:|

Beijoca

Anonymous said...

jnhs meus, hoje salgados... mas obrigado por seres uma amiga.... desvirtual

Scarlett said...

Velinhas, Velinhas, antes de mais fiquei comovida por ver aqui o meu nome. A amizade é algo que se presume reciproca, eu assim o entendo, mas aqui na Net antes de falar de amizade prefiro falar de admiração, por gostar do que leio por exemplo, e obviamente não temos de ser reciprocos. Eu gosto MUUITO do que leio aqui, por isso fiquei comovida com a tua referência ao meu nome.

Passando à amizade, demoro muito muito, mas mesmo muito até considerar que tenho uma relação de amizade com alguém. O que eu gosto da Net, e particularmente dos blogs, é que, apesar de escondidos (alguns) sob pseudónimos acho que em muitos aspectos somos mais verdadeiros.

Eu, por experiência própria posso dizer que consigo "falar" melhor para uma folha de papel (ou não) do que com alguém. Tenho uma grande amiga minha que não vive em Portugal, que recebe testamentos meus, autêncticos diários de vida, mas se estiver com ela fisicamente não consigo desabafar tão bem. Entendes? Isto tudo para dizer que gosto de vos conhecer assim, virtuamente.

Dark-me said...

Gostei desta tua reflexão.
Agradeço-te do fundo do coração.
Qto à solidão, desde que nos tormenos sua amiga, conseguiremos vivê-la e vê-la com outros olhos...

Bom ano!!!
Bjo

Anonymous said...

Belo este teu post. de imenso amor.

Obrigada por partilhares comigo o amor por aquele velho amigo francês que anda por aí a seduzir as nuvens.


"Les artistes" !!




Beijo.







B.
_______________________________

João JR said...

Olá:)
Parabéns! Hoje tb faz anos uma tia minha muito querida!
E olha...a solidão é terrivel mas tb fortalece, ensina-nos a ver a realidade de forma mais atenta, no silêncio aprende-se a escutar os nossos ecos, e a compreender mlehor tudo À nossa volta..e é nela que conseguimos ver mais além..
Ás vezes, está ao nosso lado alguém que nos completa e que quer muito nos fazer bem, basta nós deixarmos:)
pensa em ti, em quem gostas, em quem gosta de ti e luta pela tua felicidade - todos os dias, mesmo quando a lua se esconder..!
EU DESEJO-TE UM ANO MUITO FELIZ!
E vive cada dia como se fosse o último:)
beijinhos, abraços e aplausos pelas tuas 30 velinhas:)

Giorgia said...

O post é fantástico mas isso já tu sabes, não percas essa capacidade para pôr cá fora tal como sentes!
Gosto muito de ti e o nosso café está de pé... quando achares que tens vontade é só dar o toque! ;)

beijokas e excelente 2007

Anonymous said...

Obrigado eu!!

Anonymous said...

Olá menina!!!

É muito bonito o que tu escreves. Deixas transparecer a pessoa sensível e sincera que és.

Ter amigos, virtuais ou não, é ter um tesouro. Às vezes até nos damos a conhecer melhor neste mundo virtual: somos julgados pelo que escrevemos e não por aquilo que parecemos.

Por isso, só te posso dizer para continuares a seres como és e para não parares de escrever aqui de forma tão sensível e transparente.

Estamos no inicio de um novo ano. Vive-o intensamente. Tira o máximo partido de cada dia. Sê apenas tu. Sê FELIZ!!!!!!

Anonymous said...

Gostei de passar por aqui. Um bom dia para si.

Pierrot said...

As amizades da blogosfera, concretizando-se fisicamente ou não, são muito especiais por isso mesmo.
Ainda que não me importe nada de o fazer, esta forma tem sempre o caracter especial.
Bjos daqui e feliz 2007. Tudo de bom para ti.
Eugénio

Anonymous said...

o fenonemo da blosfera é bastante interresante. por um lado, existem a necessidade imperiosa de expor as nossas ideias num blog...quando não escrevemos parece que estamos em falta com os outros. depois existe realmente a questão do afecto virtual. ler um comentário abonatório num dia em que estamos mais em baixo tem um efeito forte.e depois habituamo-nos a receber e a ler os comentários do nossos amigos bloguistas.
A BLOSGUERA é anónima, certo, mas a mim já me aconteceu "conhecer" uma pessoa que vive na cidade onde nasci. E para quem nasceu no estrangeiro não é assim tão banal.
e depois há os amigos dos nossos amigos que também tem um blog e parece que já nos conhecemos há algum tempo.
Em termos mais especificos, há quem diga que a blogosfera irá substituir os media tradicionais...bem, parece-me exagerado, mas...
Bom ano para ti!

ML said...

Olá. Não sei se te lembras de mim. eu era a [in]Completa do blog "Aos bocados".
Decidi voltar ao mundo dos blogs, porque... me apeteceu simplesmente :)
Agora talvez ainda mais optimista :)
Quanto ao teu post, sei como te sentes, senti isso inúmeras vezes!
Espero que aparecas. ;)
Beijokas

Desassossego said...

Ora aí está um texto cheio de força e saber...
Gostei...
Beijo doce

Anonymous said...

Adoeri o post. Um grande 2007 para ti.

brisa de palavras said...

O teu blog tem o titulo de um dos livros mais belos que li até hoje e já foram vários...pela corusidade do titulo fiquei e deparei-me com apalusos, solidão...apelos...coisas que enchem o nosso dia-a dia....
um abraço
voltarei!
brisa de palavras

nuno portmore said...

Em certos dias de Inverno... sei que sou esteva, terra, água e sol... tudo em mim... mas sem se tocarem... sem se experimentarem e ser mais do ser isolado.

A solidão que compreendo foi a que empreendi, desertando de mim tudo e todos que, aos dias, me queriam perto dos seus olhos.

Essa é única solidão que temo. A que te condena ao escuro. A que fisicamente te enrola ao desespero de não esperares mais do que abandono e deserção.

Por isso procuro.

Procuro em palavras lidas, cantadas, faladas, declamadas, escritas... Laços. Sempre Laços.

Em certos dias de Inverno roubado pelo Sol... quase consigo sentir o toque de mãos dialogando em teclados.

Nesses dias... não são palavras. São abraços monstruosos... dedos que se fazem ponte e estreitam margens para partilhar. Porque sabem. Porque podem. Porque querem.

Um grande Beijo

david santos said...

Olá!
Tudo bom.
Abraços.

Su said...

gostei de ler.te

jocas maradas