Wednesday, May 24, 2006

Hoje sou uma gargalhada...

São 19h15 m de terça feira preparo a minha casa para me receber a DORMIR!
Os meus pais foram uns queridos e levaram me o Simão (o meu Cão) para que possa estar totalmente sozinha e descansar.
Fiz um batido de morango e três torradas, sentei me no chão a ver o telejornal da SIC (dsc mas é o que prefiro), troquei mensagens de desabafos com a minha querida amiga S., acabei de comer.
Voltei a ler o diversas vezes em voz alta o texto que me deixaste Carlos José Teixeira e chorei mais do que uma vez...e porquê?Não só por ser lindo mas porque já não me lembro da ultima oferta, sem ser em dias especiais, que tive.Estamos todos muito sós não estamos?!?!?!
Deitei me no sofá vermelho, embrulhada na manta também vermelha liguei o aplique e desatei a ler, a televisão continuava ligada sem se ouvir...Numa entrevista de Jorge Colombo ( fotografo, ilustrador, etc...) à revista Noticias Magazine leio:
"Saber- É sempre bom termos a sensação de que somos jovens outra vez que somos inocentes, ignorantes, inadaptados e que estamos a descobrir coisas".
Não posso concordar mais, esta mania de nos comportarmos como adultos, por vezes para nos defendermos daqueles que o são realmente porque querem, e nos magoam deliberadamente e nós sem querermos entramos no jogo deles e saimos a perder. Felizmente saimos a perder, porque estamos noutro patamar, ie, o que nos interessa é viver porque a contagem já é decrescente e como algúem já disse isto é um jogo em que estamos no intervalo, eu acrescento sem descontos de tempo para definir estrategias como no basquetebol. Esta frase levou me a outra que adoro e que tenho sempre presente no espirito e também aqui onde trabalho, numa impressao colada na parede, que me conduz a nivel pessoal:
"Hay que endurecerce, pero sien perder la ternura, Jámas!- Ernesto "Che" Guevara
Não me perguntem como mas adormeci.E de repente, ouve se barulho, era a televisão com algum amoque, olhei para as horas 04.30. apaguei a televisao não sei como e virei me no sofá a pensar, estás a dormir tão bem que não te vais levantar para ir para a cama.Foi até de manhã.
só tive um pequeno contratempo não fechei a janela e agora tenho uma grande dor de garganta,. Mas que se lixe!
E agora muitos beijinhos a quem me deixou mensagens ontem, algumas só lidas hoje, mas que me fizeram bem à alma.
b.a.b.e não sei o que te dizer como já percebeste temos o mesmo problemas mas fiquei realmente preocupada contigo.Fala comigo sempre que quizeres.

14 comments:

Desassossego said...

Que bom.... xi para ti

antonior said...

Pois, lembrei-me de vir ver como estavas e deparei com este pedaço de intimidade em formato de diário. Tudo o que é simples e sensível é profundo como a Alma....Tu não és uma vela que arde até ao fim, mas uma vela que ilumina com uma luz cálida e terna, e desejo que o faças até ao fim dos tempos, perpetuandos-te em cada nova vela que te siga. E tens razão, os puros não se devem deixar contaminar....desejo que nunca te afastes dessa beleza de pensar, seja pelo passar do tempo, pela dor que te inflijam, ou pela sedução matreira da facilidade.

Beijinhos

sofyatzi said...

Pois..como sempre gostei muito do que li. E realmente não podemos deixar morrer as crianças que exitem em nós.

Tom, um ser diferente... said...

Olá!
Gostei muito de ler o seu relato... Fiquei até com vontade de tomar o batido de morando... hehehehe...
Obrigado por sua mensagem no meu blog. Espero que tenha gostado e que volte sempre por lá.
Bem vinda!
Forte abraço!
Tom

sa.ra said...

que bom teres conseguido dormir!

que bom!

gostei muito de ler este texto e perceber q está melhor!

qq coisa apita!
se não quiseres falar sobre o que estiver nos posts... fala de ti... fala do que o teu coração quiser falar... se quiseres falar comigo... podes sempre escrever um mail... mas não deixes de falar o que queres, quando queres!

eu estou por aí!

beijinhos!
dia muito feliz e nova noite de sono tranquila!

Isa Calixto said...

Pois, seguindo o teu pézinho no meu refúgio, experimenta sonhar acordada...ás vezes resulta! Fico contente pela tua gargalhada de hoje...mesmo com a garganta dorida ela vai soar-te, no teu interior, agradecida!!!

Beijinho.

jorgesteves said...

Morfeu foi simpático! Aliás creio que ele só rabuja uns anitos mais tarde; aí sim, por vezes, ele é insuportável...
E as palavras, parecem-me, fluir como o sono: agradáveis e soltas!
vou passar mais vezes...
amizade,
jorgesteves

...
(agradeço-lhe a visita e as palavras amáveis; só uma achega: não se tratava de uma 'peregrinação' -a não ser para mim. claro!...-)

rafaela said...

Gostei do teu "estado" das citações que escolheste =)

** cuida da garganta

Delfim Peixoto said...

Obrigado pela visita, e uma boa noite, calma, com sonhos doces
bjnhs

Carlos José Teixeira said...

sempre tive uma grande capacidade para pôr as pessoas a dormir...
tal é o interesse que desperto.
:-)
beijos,
cuida-te.

Jardineira aprendiz said...

Sei do que estás a falar, houve uma altura que até virei a cama ao contrário! Depois passou (sem medicamentos). Agora anda a rondar outra vez. Mas sabes, a insónia é uma impostora. Esquecemo-nos da obrigação de dormir e adormecemos. Ou se calhar é porque nos esquecemos das outras obrigações. Enfim... tenho um rol de mezinhas, às vezes funcionam, às vezes não (virar a cama ao contrário é uma delas eh eh) Se quiseres deixo-tas, sob o risco de me expor ao ridículo!
:)

Rui said...

A benção de uma noite bem dormida. Tanto jeito me dava.

Tenho ali o sofá a olhar para mim, hmmmm

Ares said...

Gosto de batido de morango...
Humm e torradas!

E dormir no sofá... sabe tão bem!!
Pena a garganta:))


Kiss by God

Giorgia said...

que bom ouvir esta manha o som da tua gargalhada... a gargalhada de quem descansou a alma, de quem repousou o desassossego, de quem conseguiu hoje olhar para o mundo com um novo sorriso... gostei muito... e vou passar por aqui todos os dias pra ver se tomas conta de ti e se cuidas com jeitinho da tua felicidade!

mil beijokas