Sunday, May 07, 2006

MÃE ( Almada Negreiros)

Mãe





Mãe! Vem ouvir a minha cabeça a contar histórias ricas que ainda não viajei! Traz tinta encarnada para escrever estas coisas! Tinta cor de sangue verdadeiro, encarnado! Eu ainda não fiz viagens E a minha cabeça não se lembra senão de viagens! Eu vou viajar. Tenho sede! Eu prometo saber viajar. Quando voltar é para subir os degraus da tua casa, um por um. Eu vou aprender de cor os degraus da nossa casa. Depois venho sentar-me a teu lado. Tu a coseres e eu a contar-te as minhas viagens, aquelas que eu viajei, tão parecidas com as que não viajei, escritas ambas com as mesmas palavras. Mãe! Ata as tuas mãos às minhas e dá um nó-cego muito apertado! Eu quero ser qualquer coisa da nossa casa. Eu também quero ter um feitio, um feitio que sirva exatamente para a nossa casa, como a mesa. Como a mesa. Mãe! Passa a tua mão pela minha cabeça! Quando passas a tua mão na minha cabeça é tudo tão verdade!

Feliz dia da Mãe!

A minha mãe em particular, apesar de todas as desilusões que lhe dou porque sei que comigo as alegrias não são muitas, e sem querer mentir que vou ser melhor porque sou o que sou..........
um dia muito feliz com a certeza que gosto muito de TI !

5 comments:

Marta said...

Pues Feliz día de la madre!!!!!
Y muchas gracias por pasarte por mi blog.
Besosss!!!

Era uma vez um Girassol said...

Por aqui há sol, as nuvens foram-se!!!!
Melhor, muito melhor...
Depois de pôr a leitura em dia, agradeço e mando uma beijoka

Isa Calixto said...

Uma vela acesa...várias concerteza para festejar o Dia da Mãe...

Beijinhos e fica bem.

de mim para said...

Um beijinho mt grande para todas as mães do mundo!!!

Anonymous said...

parece-me que faz parte da condição de filhas fazermos rir e chorar as mães!!!!! eu sei que a tua também se ri.....

Bjinhos