Thursday, July 13, 2006

Desculpem

Desculpem...não tenho sido grande companhia ... nem para mim mesmo!
Hoje à tarde desisti, simplesmente desisti, não tinha mais forças...
Cheguei ao carro e tinham me "gamado" um tampão da jante de um dos pneus...Fixe!
Vim para casa a ouvir a radar e a decidi ir ver The strokes...
Abro a caixa do correio...tenho que ir ao CTT buscar um CD...finalmente chegou...LindaRonstadt..boa onda
Fiquei por aqui a ouvir o cd...sem pensar
Tomei um duche, peguei no meu amigo cão Simão e fui jantar a casa dos meus pais...não o fazia a algum tempo...não correu lá muito bem...passou
Sou masoquista...voltei ao bloggue do meu irmão...e as lagrimas correm me outra vez enquanto escrevo...lembro me que fui fraca..que não tive até ao fim... nunca tinha amado assim um ser..a falta que me faz...não existem substitutos...não paro de me sentir cobarde..devia ter estado ate ao fim...desculpem
A ti J. obrigada pelo texto lindo...por muito que esteja a soluçar..gosto muito de ti...nunca me abandones como o fiz nesse maldito dia a ti
Desculpem o desabafo mas Não tenho medo!

10 comments:

Era uma vez um Girassol said...

Minha querida Velinha, então?
Onde está a força, a vontade de viver a vida que nos traz todos os dias surpresas, muitas delas boas?
Música é importante para embalar a alma e o corpo; saudade daqueles que partiram também é, se percebermos que talvez... quem sabe?
Vá seca essas lágrimas e pensa em coisas BOAS!
Como chocolate! Bjinhos

Alexandre Dias Pinto said...

Continuo a gostar deste blogue, que já tinha visitado. Não sei se disse que, no início do meu blogue (O Tonel de Diógenes), afixei um post sobre o romance (lindíssimo) do Sandor Marai que tá título a este blogue. Gostava de ter a tua opinião sobre o livro. O post está nos arquivos: http://toneldiogenes.blogspot.com/2006/03/as-velas-ardem-at-ao-fim-de-sndor-mrai.html#links

the postman said...

"Conheço-te" não só como uma pessoa sem medo mas também como uma pessoa que tem força. Mesmo quando as nossas vivências menos boas se sobrepõem a nós, há sempre um caminho.
Tem muita força!!!
**

Paulo Sempre said...

Venho muito a este blog porque gosto, claro! nem sou coagido na vinda é, de facto, de libre vontade.O meu comentário não seria muito feliz, dai não teres percebido. Acontece que em 2003 a Maria era a minha namorada..que, para desgosto meu, faleceu no dia em que fez 17 anos...de acidente de viação..a última vez que nos vimos foi quando cantamos os parabens.
Sorry

bjs

Paulo

Isa Calixto said...

Minha amiguinha
Tenho estado afastada, eu sei...desculpa, nem sei dizer porQUÊS...porque simplesmente nem existem...mas chego logo hoje num dia tão triste para ti...obrigada pela tua presença permanente, no meu cantinho.

AQUI deixo muitos beijinhos e um amanhã mais sorridente, para a menina que sempre nos surpreende.

Uma florzinha na tua mão e coragem!

inBluesY said...

estiveste até ao fim sim, estar não ter de ser fisico/presente de mão dada, "estar" é muito mais do que isso, estiveste de alma e coração e isso sim é que é tudo.

1 xi*

crispipe said...

Assim é que é linda.Nunca te arrependas de amar mas não lamentes o que não fizeste. Somos humanos! Não perfeitos! Amanhã compensas.
Jokinhas

amazing said...

Pareces-me em baixo hoje amiga.
Deste lado estão pessoas que estão ou estiveram também em baixo e lembro-me que eras tu com a tua força que nos obrigavas a levantar.
Sei que és capaz de te levantar sozinha, mas é muito mais fácil se nós te puxarmos.
É para isso que aqui estamos.
Não desistas nunca de nós, tal como nunca desististe de ti, tal como não vais desistir agora, e desculpa-me, não acredito que tenhas desistido do que quer que seja.
E se desististe tiveste as TUAS razões.
Todos nós certamente temos saudades de certas coisas que fomos obrigados a largar. Fosse por nossa vontade ou não. A natureza humana é assim mesmo.
A palavra saudade diz isso mesmo.
Mas TU nunca te arrependeste de NADA. Não é agora que o vais fazer.
Big Kiss.

Jacinta said...

A dor da perda é sempre irreparável, mas o doce sabor de termos tido na nossa vida alguém digno de se Amar, compensa os momentos de desespero...Gostei do teu blog. Bj

Ricardo Ramalho said...

Só pra deixar um kiss e uma forcinha.

:)