Thursday, October 09, 2008

tic tac


eu...

será que amo? sinto raiva? rio ? choro ? penso? desejo?
eu...

tenho medo ?sinto me sem rumo ?passo o tempo a adiar a felicidade ?

eu...

e os meus sentimentos ?será que ponho debaixo do tapete as angustias ?

será que ignoro os momentos bons?

o meu tic tac consome o eu.

o eu que ainda tenho.

será que sei o que me faz feliz ?prefiro ouvir ? ou falar?
eu...
a querer mudar

e a não conseguir ser de outra maneira.

eu...
a certeza de que devo arriscar...
a dúvida se será sempre assim a minha vida .

o meu tic tac consome o eu.
o eu que ainda tenho.

incertezas...certezas...

tic-tac, tic-tac,
o tempo não para...
tic-tac, tic-tac,
o tempo não para...
eu...

tenho que ser feliz entre as brechas do tempo...
terei tempo ?
o meu tic tac consome o eu.

o eu que ainda tenho.



porque deixo de ir, porque os dias se sucedem, porque volto, porque tenho surpresas tristes, porque sinto, porque não tenho intenção de me magoar, rsrrsrss......

27 comments:

poetaeusou . . . said...

*
quem muito pensa...
despensa, srsrsr,
,
quem não arrisca . . .
fica quieto . . .
,
brisas de clarividencia, deixo,
,
*

Vício said...

o eu que ainda tens?
ainda?
não achas que essa palavra está a mais?

borrowingme said...

hoje tive uma conversa muito interessante sobre este assunto.
não escondas.
diz.
diz tudo o que tenhas para dizer.
quando te mantens fiel a ti propria por mais doloroso que seja no fim, és tu que sai sempre pela porta principal. acredita.
no inicio pode doer, ou até ser estranho ter estado exposta, despida, entregue a todos os preconceitos, mas no fim, sabe bem.
crescemos e sentimos-nos vivos.
fala. diz o que te vai na alma. arrisca. mesmo que o resultado seja o meu. fiz as duas coisas e ainda estou a tentar preencher o lugar de alguém que apenas "ele" lá se pode sentar...
diz.
diz porque amanhã pode ser que não esteja cá quem é suposto falar, ou ouvir...

bjs velinha

Pierrot said...

Amor é tudo isso, e não é nada!
Coisa dificil essa de escrever, e com um tic tac na cabeça, ainda pior :-P
Bjos e saudades
Pierrot

brisa de palavras said...

Será que a vida não pára e os sentimentos tb não...
um abraço
brisa de palavras

mfc said...

A vida por vezes... não nos suporta!

Maariah said...

Querida Velas, não tenho o dom da palavra como talnão consigo dizer-te nada que te faça sentir melhor. Pelo menos parece que não.

Fica o meu abraço bem apertado e a certeza que amanhã será de certeza um dia melhor.

Maria Tarot said...

Força.. muita força. Para tudo há uma resposta!

nat. said...

tem dias em que o tempo lixa tudo...
tem dias que o tempo é demasiado...
tem dias em que o tempo é demasiado curto...
o tempo costuma entrar em conflito com o Eu de cada um... ou o Eu de cada um em conflito com o tempo...

Mas sabes o que é melhor? existem tempos em que o Eu e o Tempo estão em harmonia... e aí nem parece realidade... mas é tão bom!

Beijinho!

(desculpa o testamento...)

mariazinha said...

o tempo, essa coisa de mil caras...

;)
beijo*

maripoza said...

Olá,

Gostei do texto. Dúvidas como as minhas... eu não teria escrito melhor. Está tudo aí.

beijo esvoaçante e que o tempo nos ajude a dissipar as dúvidas...

Roderick said...

O que se passa com a minha velinha favorita?
Nuncamais me cisitou, suponho.
E está tão down?
Ânimo, amiga

Carracinha Linda! said...

Não penses demasiado... acho que quanto mais pensamos mais nos consumimos e mais tempo perdemos. Aproveita o teu tempo ao máximo, fazendo o que mais gostas, estando com quem gosta de ti, indo aos sítios que te agradam.

Vive... mas não penses muito... pelo menos tenta.

Beijocas


(desculpa mas andava para te perguntar: porque apagaste o teu comentário no meu post "Falta 1 mês"? Curiosidade minha...)

Bjs

Cláudia I. Vetter said...

é arder pra sentir VIVA!

obrigada por teu comentário, seja sempre bem-vinda!

;**

Maria P. said...

Bfs para ti também:)

Beijinho*

Ana said...

Tantas dúvidas para tão 'pouco tempo'... olha, vive! Aproveita o mundo, dá.te a conhecer às cores. beija a natureza e brinda ao amor.

Obrigada, obrigada!

Beijinhos e as melhoras dessa gripe.

Maria said...

Entrámos em fim-de-semana. Porque não páras um pouquinho o relógio?

Beijo

Cadinho RoCo said...

No eu a existência de um infinito de perguntas.
Cadinho RoCo

pn said...

ok!
faz-te monja.
e espera pelo Chevalier de Chamilly, Mariana Alcoforado...

ouve, há uns conventos catitas, com claustros bonitos e celas branquinhas cá para cima... reservo?

Madalena said...

Algum de nós (dos que lêem) não se põs essa quesões?

Tão bem articuladas creio que não. Mas pomos.

Almada Negreiros escreveu:
" Eu, quando digo Eu/ Não me refiro apenas a mim/ Mas a todo o que couber dentro do jeito/ Em que está empregado o verbo na primeira pessoa":

Obrigada pelo prazer da leitura.

BFS. :)

Rain Sister said...

De certeza que mais cedo ou mais tarde haverá tempo para tudo e tudo o tempo trará. Beijocas

heretico said...

ha sempre espaço para "arder até ao fim"...

gostei de ler.

beijos

PAH, nã sei! said...

porque... porque... porquê????

penso que nos iremos sempre questionar...

said...

Foste feliz? Já não és?

(abraço)

Luis Eme said...

tens tempo para tudo, Velas...

bjs

Menina_marota said...

"...tenho que ser feliz entre as brechas do tempo...
terei tempo ?
o meu tic tac consome o eu.
o eu que ainda tenho."

Tens tempo sim! Para seres FELIZ!!!
Bj

A Esquecida said...

Escreves muito bem. Este foi um dos preferidos:)
Boa escrita*