Saturday, September 16, 2006

"A traição do desejo tem um nome: Felicidade"-Slavoj Zizek


Deu me para refletir sobre o fim do Verão...


Perguntem me o que queria agora?Nada!
Nada!!!!!???? Sim nada, queria uma coisa que não haja!

Se chove, se está frio, se está calor ou se faz sol há sempre uma queixa....excessivo.

Nunca estamos bem, e parece que esse amor au mau estar faz parte de nós, que nos convém.

É raro aproveitarmos esse mau estar para procurar qualquer coisa que não haja. Mas sim maior parte de nós se calhar procura o que os outros têm. Errado, nada mais errado!

Já repararam nos produtos que nos tentam vender?Cerveja sem álcool, café sem cafeína, natas sem gordura, manteiga light. Será que têm medo que passemos a consumir sem medo, ie, todos estes produtos fazem "bem" a qualquer treta diz a publcidade..........DAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHH !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Hoje dizemos que somos muito tolerantes com tudo e com todos...Acho que somo é cada vez mais intolerantes, com o que isso tem de bom e de mau!
Cada vez mais os hedonistas são aos milhares e sabem porque ??? Há medo de sentir e usufruir prazer...morrendo o desejo..passando a primazia para as relações de uma noite só...como se fosse o que algum ser humano realmente queira ou deseje.
O que todos queremos talvez são as musas/deuses que estão nos livros, que lemos na praia e que mais tarde ao retirarmos das estantes fazem cair areia para o chão como lágrimas secas...juntando se as conchas, aos buzios e a toda essa familia de coisas que recolhemos nas férias....num momento que sabiamos que ia acabar....mas que guardou o eco do mar...com a certeza de que não tivemos tempo para tudo.....queremos o olhar, o o brilho do solsobre a mão que mergulha no mar...para lá da contíinua desilusão das felicidades alcançadas.
O Verão traz sempre de volta a inocência do desejo , do poema escrito com o nosso sangue por outra mão, e recorda nos a nossa mais profunda felicidade, que é essa de nos entregarmos a uma coisa que não haja.Mesmo ou sobretudo quando pensamosque já nada mais pode haver .

O desejo pensa melhor do que nós!














Agora sim venha o Outono...

7 comments:

boleia said...

estou como tu, venha o Outono!
e viva a genuidade das coisas!!
Beijinho

BlueShell said...

Venha ele...

Quero apenas deixar um beijo...da cor do Céu quando, enamorado, faz amor com o Mar...

BlueShell

little_blue_sheep said...

:)

Teresa Durães said...

engraçado, não gosto do verão, sempre adorei o outono porque representava o início do convívio e dos começos (como o teu início no novo trabalho)

deve estar associado ao começo da escola que ficou gravado na memório (porque eu gostava da escola!)

Boa noite para ti!

MalucaResponsavel said...

Gostava q o Verao se prolongasse... mas cm n pode ser, q chegue depressa Dezembro. bj

Caçadora_de_sonhos said...

Realmente tens razão. O ser humano, por natureza, nunca está satisfeito com aquilo que tem. Esqueçe-se é que há quem , quer queria quer não....nunca se pode queixar.

Estranha pessoa esta said...

"O desejo pensa melhor do que nós! Agora sim venha o Outono..."
:)

E começa tudo outra vez.
Há quem diga que o ciclo dos pesamentos, sentimentos, vivências emoções que dá o seu inicio na Primavera.
Eu cá acho que é no Outono.

Reciclagem de sentires.
Não sei.

O que sei é que gostei muito de ler e sentir estas linhas.

Que venha o Outono.
E começa tudo outra vez.
Ou... acaba tudo de uma só vez?

Reciclegem de pensares.
Não sei.

Olha..
Que venha o Outono.

Um abraço grande para ti, e espero que comeces com o pé direito amanhã ***