Wednesday, October 11, 2006

E voces gostam?????

Deixo vos aqui 2 pequenos poemas de David Mourão-Ferreira .....................Para mim sublimes!



Pele


Quem foi que à tua pele conferiu esse papel
de mais que tua pele ser pele da minha pele

David Mourão-Ferreira

14 comments:

Luna said...

São os dois muito intensos, muito bonitos
beijos

Tiago said...

"É possível que eu esqueça a liquidez da Lua
o sono dessa rua às três da madrugada
a longa caminhada orquestrada pela chuva
a sombra de uma luva em cima de uma vaga

É possível que eu esqueça o dia em que nasceste
Em que depois da luva apareceram as mãos
É possível que eu esqueça Ou que me seja indiferente

É possivel que sim É preciso que não"

so poderia colocar mais um de David Mourão Ferreira

bjs
Tiago

Ananda said...

É um poeta de quem gosto muito e estes dois são lindos! ;)

Sem sono como sempre said...

Adorei o teu blog.
Tantos posts para comentar...
Vou voltar muito em breve.

Obrigado pela visita.

.*.Magia.*. said...

Lindos...intensos!

E um deles escrito na areia...!!!!

Toca fundo!

Eu gosto, adorei!!!!!

She's Gorgeous said...

Já houve dias em que fui igual a voces, acreditava no arrepio de um um poema, agora apenas resta nada.

Maçã de Junho said...

Entre vento e navalha escolho o vento

entre verde e vermelho aquele azul

que até na morte servirá de espelho

ao vento que por dentro me deslumbra

Entre ventre e cipreste escolho o Sol

Entre as mãos que se dão a que se oculta

Entre o que nunca soube o que já sobra

Entre a relva um milímetro de bruma.

Fica mais um, para os amantes do grande Mestre!

Louco de Lisboa said...

Apetece ir ali e colocar aqui mais umas letras dele.
Já venho...

"Apenas
uma boca. A tua Boca
Apenas outra , a outra tua boca
É Primavera e ri a tua boca
De ser Agosto já na outra boca

Entre uma e outra voga a minha boca
E pouco a pouco a polpa de uma boca
Inda há pouco na popa em minha boca
É já na proa a polpa de outra boca.

Sabe a laranja a casca de uma boca
Sabe a morango a noz da outra boca
Mas sabe entretanto a minha boca

Que apenas vai sentindo em sua boca
Mais rouca do que a boca a minha boca
Mais louca do que a boca a tua boca."

Era para ser apenas parte, mas não resisti e colquei o poema todo.

Kiss, até outro instante!

Isabel said...

Este poema, já o dediquei a quem amo pois acho-o um dos mais belos poemas de amor de sempre.

Bonita esta tua homenagem a um grande poeta.
Bonitos tambem os comentários que deixas quando passas lá na minha casa.

Deixo mais umas palavras do poeta:

Soneto do cativo

Se é sem dúvida Amor
esta explosão
de tantas sensações contraditórias;
a sórdida mistura das memórias
tão longe da verdade e da invenção;

o espelho deformante;
a profusão de frases insensatas, incensórias;
a cúmplice partilha nas histórias
do que outros dirão ou não dirão;

se é sem dúvida Amor a cobardia
de buscar nos lençóis a mais sombria
razão de encantamento e de desprezo;

não há dúvida, Amor, que te não fujo
e que, por ti, tão cego, surdo e sujo,
tenho vivido eternamente preso!

Beijos,

Isabel

wolfhunter said...

Olá!,

Cheguei aqui, através do Blog do "Sem Sono como Sempre", e gostei muito deste teu espaço...

especialmente, por ter encontrado, e logo no primeiro post que li, um dos poemas da minha Vida - "Pele" de David Mourão Ferreira

Não sentiu Amor quam não sentiu afinidade de pele..., eu um dia encontrei-a..., mas infelizmente perdi-a...

Beleza é o encantamento do Coração..., e o teu espaço está cheio de Beleza...

Voltarei para te ler e reler...

Bjs

asdrubal tudo bem said...

não gosto de poesia mas gosto daquele que escreveste na areia pelo poema e pela maginação com que aqui o deixaste

Trivialidados said...

Simplesmente lindissimoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooos. Já parei.

Sara MM said...

(posso avacalahr?!?posso?? cá vai:)

haverá alguém com sangue frio q.b. para dizer "isso da Pele" a alguém?!?
... se calhar foi essa a origem dos menage a 3... lol

Anonymous said...

Eu gosto sim. Muito muito muito!!

um beijoooooo