Sunday, October 22, 2006

Lá fora a chuva caiiiiiiiiii..................


Neste instante espero um milagre
Esquisito para quem se diz não ser crente
Segredos descem penhascos,
Espelhos, memórias, casas.
Trechos da vida à beira da ruína
Que guardo para mim como se fossem peças importantes.
Preciso de acordar...De um murro no estomago!
Ninguém é transparente feito água.
Lá fora a chuva caiiiiiiiiii..................

22 comments:

Poesia Portuguesa said...

"...Ninguém é transparente feito água."

Lido!

Beijo e boa semana ;)

little_blue_sheep said...

:D

adorei esta poesia!

*********

Dark-me said...

Infelizmente, ninguém é transparente!
Dark kiss

sónia said...

adorei a imagem...
"penso em ti, penso em ti... - lá fora a chuva cai..."

Giorgia said...

"Neste instante espero um milagre
Esquisito para quem se diz não ser crente"... um milagre não têm de descer dos céus... milagre maior é o que parte de nós, que vem de dentro, mesmo quando sentimos perder a fé!

beijinhos

.*.Magia.*. said...

Aí dentro também chove, chuva morna da alma...são lágrimas!
Este tempo é terrivel para estes estados de melancolia!!!!!

Kisses

Crystal said...

Sabes o que eu acho? Tu própria dás os murros no estomago que precisas ...E é assim que tem que ser, porque é de dentro de nós que vem o milagre de todos os dias nos reerguermos das ruinas da vida...

Um beijo

Bandida said...

Nós fazemos os segredos. Caminhando.
________________

Abraço!

weg said...

cai!

como um murro.

:)

Bom poema.

Estranha pessoa esta said...

Lá fora a trovoada soa.

Salvador said...

Eu creio...

bjs

inBluesY said...

por vezes existem, mas estamos demasiado habituados e nem vemos devidamente.

particula-RG said...

Cai mesmo!

Trivialidados said...

Cai e não é pouco. Boa semana.

saltimbanco said...

Muito bom.

E, a vida é um milagre e eu não sou crente...

:)

Cris said...

às vezes, por muito que nos custe, temos mesmo que acordar.

Doi tanto.

Um bjo

Cris

Teresa Durães said...

também não sou crente mas o milagre há-de estar a chegar!!!

boa segunda

13 said...

e o sofá cá dentro...

TONY, Duque do Mucifal said...

sinal de esperança! a chuva purifica as almas. O beter das gotas nas nossas cabeças é como um martelo que nos obrigar a encarar a vida de frente. As analogias que fazes aqui são deveras positivas. Força!

canela_e_jasmim said...

Os milagres acontecem. Acredita!
beijinhos

Zélia said...

Sabes o que costumo dizer?! Incha, desincha e passa :)

Bjinho

amazing said...

Ó dona, tu já viste bem o que essa foto parece?