Wednesday, October 11, 2006

Para ti...Sim para ti que como eu gosta de David Mourão Ferreira ...


Hoje
E sempre
Todos os dias

inteiros,
magníficos
toma-os
abraça-os
vive-os


Esquece

o Ontem
o Amanhã
o Passado
o Futuro


Só o Presente existe.

Agarra-o.
Vive-o
Sedentamente
Lentamente
Loucamente

Cada escolha
que fazes
Cada minuto
que vives
Cada momento
que partilhas

Vive os
num extâse
incontido
em delíro
e sofrimento
porque
que interesse tem
se estão
errados
ou certos?!
(eu)

9 comments:

boleia said...

eu tambem gosto... pode por isso ser para mim?...
beijinho

Tiago said...

Existe um Poema de David Mourão Ferreira que eu gosto muito.

"Nada garante que tu existas
Não acredito que tu existas
Só necessito que tu existas"

Com poucas palavras diz tudo, e ai reside a sua beleza.

bjs
Tiago

Era uma vez um Girassol said...

Ah...também gosto!
E vivo assim!
Beijo

Janine Bettencourt said...

Diria que fiquei no mínimo confusa com o teu comentário lá no meu cantinho... por momentos pensava que era a resposta porque tanto esperava, só depois percebi que nao...

Quanto aos poemas que transcreves-te são lindos e o segundo fez-me particularmente pensar na efermeridade da vida.

Jana Bettencourt

Janine Bettencourt said...

Ai erro... é "transcreveste" e não "transcreves-te"... preciso de um prof. de português rapidamente!!! lol

Teresa Durães said...

:)))

também gosto!

beijo!

Estranha pessoa esta said...

incontido...

Tudo!

Cris said...

Simplesmente delicioso. E o que importa se estamos certos ou errados, quando aquilo que fazemos é absolutamente necessário, urgente, e parece incrivelmente correcto, sem dúvidas?

A vida prega-nos cada partida, é preciso saber aproveitar os momentos de felicidade, nunca sabemos quando vai chegar o próximo.

Su said...

tb gosto
jocas maradas